CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

SAÚDE




Saúde

 

 

Enquanto a saúde me for acompanhando,

Mais valor à saúde eu vou dando,

Com ela em pleno, pertenço à classe dos mais ricos,

Não pelo dinheiro, mas sim pelos inauditos,

Porque a saúde é a maior riqueza do mundo,

Enquanto a tiver não me deixarei ir ao fundo.

 

Com saúde, eu tenho sempre muito mais alegria,

Posso ver o céu mais azul e brilhar a luz do dia,

Com a beleza que têm no meu simples olhar,

Em todas as manhãs lindas do meu despertar,

Sorrindo para o mundo com vontade,

E por ser rico em saúde eu tenho vaidade.

 

Tendo saúde, eu tenho amor para oferecer,

Para contagiar quem próximo de mim estiver,

Contribuindo para dar mais saúde a alguém,

Que às vezes pode estar triste, porque não a tem,

Riqueza é ter saúde e o resto vem a seguir,

Tenho força e vontade para não a deixar fugir.

 

Enquanto tiver saúde, não me falta nada,

A saúde é bela e entre todas as belezas é a mais desejada,

No entanto, sou ingrato, nem sempre me lembro dela,

Em todas as vezes que me deito, posso não acordar com ela,

Quando a saúde me falta, eu sinto tanto a sua ausência,

Invade-me a tristeza pela necessidade da sua permanência.

 

Sendo rico em saúde, posso viajar pelo mundo inteiro,

Porque a saúde me deu a ganhar muito dinheiro,

Mas sonhando ou não, eu sou sempre rico com ela,

E todos os dias eu posso olhar pela minha janela,

Para ver o céu azul, sentir o vento e ir à rua,

Gritar à noite e às estrelas, e dizer adeus à Lua.

 

Com saúde, os meus olhos estão sempre a brilhar,

Como se fossem duas estrelas sempre a cintilar,

Com saúde, eu posso sonhar e ter sempre ambição,

Posso dar asas à minha liberdade e à minha imaginação,

Pelo amor que lhe tenho e a alegria de viver,

Tendo saúde, sou rico, mais nada eu ambiciono para viver.

 

 

Tavira, 3 de Outubro de 2011- Estêvão

 

 

Submited by

segunda-feira, setembro 2, 2013 - 18:51

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 4 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 212 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.397 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 890 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.152 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.364 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.322 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.736 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.724 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 964 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.157 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.365 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.389 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 969 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.550 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.193 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.047 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.260 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.157 12/21/2016 - 10:58 Português