CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sem noivas, e sem irmãos

viste as noivas da sombra de mim,
lampiões de sonho na rua
em que lambusado,
discorro sobre o que nunca
fiz para autopromoção
do conceito da minha morte,

viste-as soltas,
a correrem nuas nas vielas que fazem as vezes de sinapses na
correria de lama que
carrego entre orelhas,...

sofrido,
casado pela borrasca do meio dia de copos de água de fome,
findou-se tudo assim,...

deixo-te para surpreeenderes a existência que te apresentei,
com o ar pútrido com que te banhas....

Submited by

domingo, junho 7, 2009 - 18:13

Poesia :

No votes yet

psicolito

imagem de psicolito
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 12 semanas 5 dias
Membro desde: 06/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 415

Comentários

imagem de jopeman

Re: Sem noivas, e sem irmãos

Gostei imenso
Sublinho
"deixo-te para surpreeenderes a existência que te apresentei,
com o ar pútrido com que te banhas..."
Muito bom, bem-vindo
Abraço

imagem de DomingosdaMota

Re: Sem noivas, e sem irmãos

De como, apesar da tristeza, do ar pútrido, pode emergir um poema, direi, surrealista.
Gostei.

DM

imagem de psicolito

Re: Sem noivas, e sem irmãos

Obrigado Domingos...

É a minha primeira contribuição neste espaço de liberdade criativa.
Estou a adorar cá estar.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of psicolito

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia Noite recortada em ti 0 373 05/13/2018 - 14:55 Português
Poesia/Intervenção Que se passa..... 2 368 12/30/2011 - 11:05 Português
Poesia/Meditação Costureirinha 0 730 10/08/2011 - 18:53 Português
Poesia/Meditação Duas cabeças 1 626 07/02/2011 - 15:38 Português
Poesia/Meditação Não 0 512 06/14/2011 - 18:34 Português
Poesia/Intervenção Democracia Verdadeira Já.... 0 536 06/04/2011 - 20:21 Português
Poesia/Dedicado A dormir se é feliz.... 0 1.048 05/22/2011 - 10:30 Português
Poesia/Geral ...sobre coisas 0 426 05/13/2011 - 19:22 Português
Poesia/Meditação Estaminé 1 889 04/19/2011 - 23:37 Português
Poesia/Meditação Indecisa a força maior de todos nós 5 840 02/16/2011 - 11:09 Português
Poesia/Dedicado Mais ou menos assim.... 0 1.011 02/11/2011 - 14:20 Português
Poesia/Meditação Povo somos ninguém 0 465 01/30/2011 - 16:39 Português
Prosas/Fábula Como morri... 8 1.033 01/21/2011 - 11:33 Português
Poesia/Meditação O amor é confuso.... 0 670 01/20/2011 - 11:14 Português
Prosas/Mistério Retalhar 0 1.057 12/18/2010 - 13:39 Português
Fotos/ - 1591 0 835 11/24/2010 - 00:39 Português
Fotos/ - 1590 0 834 11/24/2010 - 00:38 Português
Prosas/Romance Sentia-se Maria 0 905 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Pensamentos Oferece-me assim ao dia que raia... 0 747 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Pensamentos Lamaçal de ideias 0 648 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Pensamentos Estou chateado, e provo-o... 0 805 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Outros Formato das coisas podres 0 701 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Pensamentos Morte enpacotada 0 913 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Ficção Cientifica Assexuado 0 728 11/18/2010 - 23:47 Português
Poesia/Desilusão Inspirado em quem se inspirou na morte para homenagear 0 834 11/18/2010 - 16:32 Português