CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Sentimentos de outrora

Vozes silenciadas pelo tempo
Nos lugares vazios da existência
E nem mesmo queriam parar para ouvir
Só ouviam os sussurros nas janelas
E nem percebiam as ciladas do passarinheiro.
Buscavam glórias para si mesmo
Sem saber que deuses de barros quebram um dia
Os olhos foram furados pelas pragas
E os vermes se deliciavam com suas carnes
O esplendor de outros tempos
Agora estavam espalhados com os destroços
Poeiras e teias de aranhas.
Em seu rosto agora encurvado pelo tempo
O sentimento de outrora
Lembravam as suas noites de orgias intermináveis
Em meio as gritarias.
Um dia tudo passa na vida das pessoas
Nada dura para sempre
Nem mesmo a maior das alegrias
E deveria saber de tudo isso
Era considerado um sábio pelos que o ouviam
Quando, na verdade, não passava de um tolo moribundo
Jogado às traças do destino
Sozinho e sem esperança.
De que adianta as lágrimas sentidas
Se não há ninguém que possa ouvi-lo agora?

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, março 12, 2021 - 20:14

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 1 hora
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8061

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Os horrores do meu esforço secreto 3 41 07/04/2022 - 19:34 Português
Poesia/Desilusão Quem pede desculpas 3 58 07/04/2022 - 12:14 Português
Poesia/Fantasia Perdido entre tantos lugares ou uma noite no Café Nice 3 69 07/02/2022 - 02:00 Português
Poesia/Pensamentos Não deixe de falar o que sente 3 93 06/30/2022 - 21:57 Português
Poesia/Amor Sentir nos lábios 3 40 06/30/2022 - 21:54 Português
Poesia/Pensamentos Faz de conta 3 41 06/29/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção O regresso a inevitável casa 3 88 06/28/2022 - 20:10 Português
Poesia/Meditação Sem esperança não há vida 3 47 06/27/2022 - 20:18 Português
Poesia/Meditação Escravos do medo 3 113 06/27/2022 - 13:05 Português
Poesia/Meditação Mude a perspectiva da sua vida 3 160 06/24/2022 - 23:00 Português
Poesia/Paixão A mais pura paixão 3 84 06/24/2022 - 01:53 Português
Prosas/Pensamentos A solidão que me faz bem 3 46 06/23/2022 - 22:58 Português
Poesia/Desilusão Aquele sonho 3 97 06/23/2022 - 19:35 Português
Poesia/Alegria Vai no cais pra ver 3 106 06/22/2022 - 21:01 Português
Poesia/Amor Silenciosa saudade 3 65 06/21/2022 - 21:32 Português
Poesia/Desilusão Rasgar a alma 3 63 06/20/2022 - 23:42 Português
Poesia/Paixão Em suas mãos 3 82 06/20/2022 - 12:02 Português
Poesia/Intervenção O caminhar da humanidade 3 147 06/18/2022 - 13:40 Português
Videos/Outros Uma Noite Memorável - Lançamento de livros do Poeta Cacerense 0 48 06/15/2022 - 20:05 Português
Poesia/Alegria Uma Noite Memorável - Lançamento de livros do Poeta Cacerense 0 113 06/15/2022 - 19:58 Português
Poesia/Desilusão Vivo cada dia 3 130 06/13/2022 - 11:59 Português
Poesia/Meditação Nunca se desvanece 3 136 06/10/2022 - 21:42 Português
Poesia/Fantasia Helena de Tróia 3 246 06/09/2022 - 20:18 Português
Videos/Poesia Cáceres em Versos e Reversos - Análise do poema 0 51 06/08/2022 - 22:31 Português
Poesia/Dedicado Cáceres em Versos e Reversos - Análise do poema 0 88 06/08/2022 - 22:27 Português