CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A Solidão e o Cativeiro

Não existe o amor ao próximo
Que não seja interesse
Dos olhos saem à falsa esperança
De que haverá dias melhores.
Sanguessugas a sugar até a última gota de sangue
De almas desoladas na escuridão.
Querem que acredite no amor
E rasgam-me a alma na primeira esquina
Tirando de mim a esperança de sorrir.
A solidão é passageira
E haverá um novo dia
É o que me dizem querendo que acredite
Na utopia.
Existe um cativeiro a prender-me
Na lúgubre escuridão do tempo.
Tento soltar-me e não consigo
E olhos ficam a espreitar-me como agulhas sanguinolentas.
Soltem as amarras da hipocrisia
De homens que desejam alcançar o cume da montanha.
Não espere meu grito
Pois, em silencio devo permanecer.
Esse falso amor que me cerca
Pede-me que acredite nas falácias que ouço diariamente.
Esse amor é tão egoísta
Que não se pode afirmar que seja amor
Não dá forma que sempre acreditei.
Com o passar dos dias
Meus passos são trôpegos e indecisos
Pois, a realidade é mais tenebrosa do que o sonho.
A solidão é fera e ruge dentro de mim
O cativeiro é horripilante e frio.
Gotas odoríficas pingam incessantemente
E surrupiam minha mente
A ponto de me deixar louco.
Minhas unhas já não existem
Ficaram presas nas frestas da prisão
Quando tentei me libertar.
Tento ver a luz no fim do túnel
Ela vagarosamente se dissipa
E eu não sei se é à noite chegando com seus temores
Ou minha visão que já está indo embora
Sem dar-me outra chance.
Então me sento à beira do poço
E fecho os olhos.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sexta-feira, agosto 5, 2022 - 19:57

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 horas 17 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8592

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor O que está preso no coração 3 41 10/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação Virtudes do sangue de Cristo 3 72 10/03/2022 - 12:56 Português
Poesia/Intervenção Praga daninha 3 103 10/02/2022 - 14:02 Português
Poesia/Meditação Nada termina para sempre 3 115 10/01/2022 - 14:38 Português
Poesia/Intervenção Hipocrisia 3 241 09/26/2022 - 12:45 Português
Poesia/Desilusão Desejos mal resolvidos 3 146 09/24/2022 - 13:52 Português
Poesia/Desilusão Tudo o que não sei 3 53 09/22/2022 - 20:21 Português
Poesia/Amor No olhar de quem ama 3 42 09/20/2022 - 20:00 Português
Poesia/Desilusão A canção do esquecimento 3 90 09/19/2022 - 13:59 Português
Poesia/Fantasia Perigo 3 70 09/16/2022 - 12:51 Português
Poesia/Pensamentos Memórias impertinentes em uma caverna 3 129 09/14/2022 - 14:08 Português
Poesia/Desilusão Na tarde quente de verão 3 59 09/13/2022 - 19:12 Português
Poesia/Amor Seus olhos na manhã do tempo 3 179 09/12/2022 - 13:28 Português
Poesia/Meditação O menino que não sonhava em ser poeta 3 227 09/10/2022 - 02:35 Português
Poesia/Meditação Aqui não é aqui 3 91 09/09/2022 - 15:54 Português
Poesia/Meditação A estrada a seguir 3 108 09/08/2022 - 20:35 Português
Poesia/Meditação Em uma estúpida curva fechada 3 110 09/07/2022 - 13:44 Português
Poesia/Intervenção Velhos conhecidos já estão mortos 3 189 09/05/2022 - 13:16 Português
Poesia/Amor Eu e esse meu coração 3 127 08/31/2022 - 19:51 Português
Poesia/Meditação Amnésia 3 117 08/30/2022 - 19:39 Português
Poesia/Amor O mar é grande 3 84 08/29/2022 - 20:12 Português
Poesia/Amor O voo das borboletas 3 163 08/19/2022 - 19:53 Português
Poesia/Meditação O Deus que espera 3 114 08/17/2022 - 21:12 Português
Poesia/Pensamentos A sentinela 3 113 08/16/2022 - 20:06 Português
Poesia/Amor Quase sem querer 3 243 08/15/2022 - 13:34 Português