CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

SONETO ANTAGÔNICO

Há dias que amanheço no escuro
Com ouvidos surdos e olhos cegos
Não vejo luz nas frestas ou postigos
E o ar me envenena mesmo se puro

Há noites em que vejo dias claros
E o pensamento a escuridão clareia
Sou o chão onde a sua mão semeia
Frutos baratos e alguns raros caros

São as lições que me ensinou o tempo
De sonhos perdidos pelo caminho
Que realizá-los eu não fui capaz

Mesmo assim sigo ainda caminhando
Colhendo flor, cravado por espinho
Querendo e sem poder voltar atrás.

Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS/BRASIL.

Submited by

sábado, dezembro 19, 2020 - 01:24

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 5 horas
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 506

Comentários

imagem de Ana Martins

SONETO ANTAGÔNICO

Excelente, poeta, parabéns!

imagem de Sérgio Teixeira

Obrigado caro amigo poeta

Obrigado caro amigo poeta Thamiel.
Honrado com o teu comentário e aprovação.
Abraço.

imagem de J. Thamiel

Parabéns, Sérgio. Gosto muito

Parabéns, Sérgio.
Gosto muito de rimas
por semelhança e de rimas
sequenciais, como 'raros caros'.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia UM ÓTIMO DIA 1 650 11/27/2018 - 21:13 Português
Poesia/Geral VIDA, VELA E VENTO 2 774 11/25/2018 - 17:03 Português
Poesia/Tristeza DIA DE FINADOS 2 874 11/25/2018 - 16:57 Português
Poesia/Geral CIÚME DOS TEMPORAIS 3 925 10/11/2018 - 15:34 Português
Poesia/Geral AGUACEIRO NO INVERNO 2 1.026 09/04/2018 - 18:20 Português
Musica/Pop CONTRASTES DE INVERNO 0 2.701 08/28/2018 - 21:55 Português
Poesia/Dedicado LUA DE SANGUE 4 992 07/29/2018 - 15:24 Português
Poesia/Geral NOVAS E VELHAS NOVIDADES 0 752 07/26/2018 - 22:03 Português
Poesia/Dedicado REINADOS SEM CRIMES 0 1.194 07/10/2018 - 17:49 Português
Poesia/Geral RESTOS DO DIA 6 1.084 06/16/2018 - 14:50 Português
Poesia/Soneto SONETO DO FRANGO MORTO 2 1.004 06/02/2018 - 00:14 Português
Poesia/Geral DESAPEGO 3 807 05/15/2018 - 03:42 Português
Poesia/Dedicado TIRADENTES (ESQUARTEJADOS) 1 866 04/25/2018 - 14:38 Português
Poesia/Fantasia PROSEANDO COM O TEMPO 2 844 04/05/2018 - 16:10 Português
Poesia/Geral BOMBONS E COELHOS 3 897 04/02/2018 - 17:42 Português
Poesia/Soneto SONETO DO FAZ DE CONTA 4 851 03/20/2018 - 12:08 Português
Poesia/Geral SEMBLANTE 1 722 02/16/2018 - 13:09 Português
Poesia/Geral O JULGAMENTO 0 743 01/27/2018 - 00:41 Português
Poesia/Soneto FUNERAL 2 923 01/22/2018 - 23:37 Português
Poesia/Geral NATAL, FESTA COMERCIAL 1 754 12/23/2017 - 23:21 Português
Poesia/Soneto SONETO DO FIM DOS TEMPOS 0 752 12/06/2017 - 01:05 Português
Poesia/Geral UM ADEUS E... OBRIGADO 1 659 12/05/2017 - 16:27 Português
Poesia/Geral O CICLO DO TEMPO 0 748 11/02/2017 - 14:57 Português
Poesia/Geral A PRIMAVERA E O TEMPO 2 867 09/24/2017 - 16:06 Português
Poesia/Soneto RECURSOS DO HOMEM FEIO 2 1.684 03/17/2017 - 19:12 Português