CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

SOU CONTRA!

SOU CONTRA!

Pôr-se o País de luto,
deixar-se o criminoso em liberdade
e asilar-se  vítima... é uma barbaridade!

Maria Letr@
2019-03-10

Submited by

domingo, março 10, 2019 - 12:10

Poesia :

No votes yet

Maria Letra

imagem de Maria Letra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 14 semanas 4 dias
Membro desde: 11/20/2012
Conteúdos:
Pontos: 2604

Comentários

imagem de Maria Letra

SOU CONTRA!

Querida Ana Martins, eu só tenho de agradecer-te o trabalho que esta verificação te deu. Estava a levar para a brincadeira a maçada que tiveste com este problema. É muito fácil corrigir os erros em questão, como bem sabes,e fiz isso aliviada pois um bom número de publicações já estão corrigidas, mas estou aborrecida com esta situação.
Eu "CREIO" que o que aconteceu - não sei como - foi o regresso à primeira página, de poemas mais antigos, onde havia já um bom número de leituras e, consequentemente, regressam como já lidos, com o número pré-existente das leituras respectivas. Como referi antes, eu não descobri ainda onde existe, na página, um motor de busca de um poema, sem ter de fazer essa mesma busca página a página. Neste momento tenho algum tempo e vou procurar confirmar. Um poema rectificado não deveria voltar à primeira página. Deveria ficar na página onde estava anteriormente.
Peço desculpa se estou a fazer uma leitura errada do que tem acontecido, mas é a imediata interpretação que faço. De poesia sou capaz de perceber alguma coisa, de informática... não percebo quase nada. Não porque não necessite muito de aprender, mas por verdadeira aberração. "Cada macaco no seu galho".
A minha enorme gratidão, AMIGA!

imagem de Maria Letra

SOU CONTRA!

Voltando ao assunto, Ana Martins, depois da minha pesquisa feita... dou o meu parecer: Na verdade, foi feita a transposição, para o início da primeira página, dos poemas em causa mantendo os mesmos, quanto a mim correctamente, o número de leituras preexistentes. Porém, no que se refere à data do poema, no site WAF naturalmente terá a data de actualização porque para a administração do mesmo o que importa é a data da sua publicação. Pessoalmente passarei a ter o cuidado de deixar no poema a data da sua criação, por motivos óbvios. Terei de analisar se o fiz sempre que houve uma alteração, pois por vezes não ponho essa data. Para o site WAF, o que interessará, segundo opinião pessoal, é o respeito pelas regras de publicação do mesmo. Estarei errada?

Um abração de todo o tamanho, Ana Martins.

imagem de Ana Martins

SOU CONTRA!

Também sou contra, Mizita.
Este lê-se sem problemas, mas ainda assim a imagem de perfil sobrepõe uma parte da fotografia.

imagem de Maria Letra

SOU CONTRA

Mas também sou contra a escravatura... Não sei se me entendes!?! Vou precisar de um reconstituinte. Tens em casa? Se tiveres eu vou buscar. Já acabaste???

imagem de Ana Martins

SOU CONTRA!

Desculpa Mizita, claro que também sou contra a escravatura, até deixei de procurar mais, porque já não me estava a sentir bem em estar a apontar-te tantas publicações com o perfil sobreposto às imagens. Mas há algo que me põe a pensar: como é que a maioria tem um número tão elevado de leituras?

Será que o site fez alterações que originaram este problema nos poemas já publicados com imagem?

Sim, porque conhecendo-te como conheço, sei bem que nunca os deixarias assim publicados, se na altura te tivesses apercebido.

Beijinho grande.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Maria Letra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza O FLAGELO DA PERDA 1 175 06/17/2021 - 16:23 Português
Poesia/Geral NA MIRA DE GENTE FALSA 0 113 06/13/2021 - 21:41 Português
Poesia/Intervenção SOCIALIZAR_OU NÃO? 0 91 06/13/2021 - 21:36 Português
Poesia/Geral RENOVAÇÃO 0 294 05/27/2021 - 17:34 Português
Poesia/Intervenção AUTO DA SUBSERVIÊNCIA 0 177 05/25/2021 - 01:03 Português
Poesia/Soneto LUZ E DESAIRE 0 182 05/21/2021 - 18:32 Português
Poesia/Desilusão ESPECTRO DO QUE ME RESTA 0 262 05/07/2021 - 00:10 Português
Poesia/Soneto QUERIA SER POMBA COM ASAS DE ESTANHO 0 217 05/06/2021 - 22:29 Português
Poesia/Soneto DEIXA-ME VIVER! 2 364 04/27/2021 - 21:40 Português
Poesia/Tristeza MUITOS FORAM OS QUE PARTIRAM 0 323 04/25/2021 - 11:42 Português
Poesia/Intervenção REVOLUÇÃO 0 273 04/25/2021 - 09:39 Português
Poesia/Dedicado UM HINO À NOITE 0 288 04/23/2021 - 00:15 Português
Prosas/Outros A MINHA PERPECTIVA SOBRE ALGUMAS DAS DIFERENTES CLASSES SOCIAIS-COM A COLABORAÇÃO DE MIGUEL LETRA 0 286 04/13/2021 - 13:14 Português
Poesia/Meditação ESPERO_POR_TI_MADRUGADA 2 203 04/07/2021 - 21:34 Português
Poesia/Desilusão A NOVA PÁSCOA 0 156 04/04/2021 - 08:09 Português
Poesia/Geral O QUE SERIA DE MIM 0 190 03/28/2021 - 03:54 Português
Poesia/Soneto TEMPOS DE AFLIÇÃO 2 285 03/27/2021 - 00:34 Português
Poesia/Geral ESPERANDO PELA MARÉ ALTA 0 242 03/26/2021 - 00:45 Português
Poesia/Geral MULHER-ESCRITORA 0 202 03/25/2021 - 17:28 Português
Poesia/Tristeza RECOMEÇAR 0 213 03/25/2021 - 02:32 Português
Poesia/Desilusão O VAZIO DA MINHA ALMA 0 955 03/11/2021 - 13:51 inglês
Poesia/Geral O GRITO DO INDÍGENA 2 382 03/10/2021 - 22:31 Português
Poesia/Tristeza TERRAS DE DESAMOR 0 342 03/09/2021 - 22:04 Português
Poesia/Intervenção VIOLÊNCIA 0 221 03/09/2021 - 21:46 Português
Poesia/Geral A MULHER E O OBVERSO DO IRREVERSÍVEL 0 225 03/08/2021 - 22:30 Português