CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tão triste e vazio

As palavras já não saem mais
Tudo é um vazio tremendo
Uma solidão angustiante
Um desejo incontido de voar
Mas é quando percebo que não tenho asas
Não posso voar assim
E tudo volta ao caos interior
A solidão que estraçalha a alma
No jardim não há flores
Estão todas mortas com o tempo
E borboletas não voam mais
Nem mesmo se ouve os cantos dos pássaros
E tudo parece tão sombrio
Que é assustador.

Por que alguém pode nos fazer sentir assim?
Por que somos tão dependentes?
Parece que o mundo não existe mais
Ou pelo menos não há graça nele
E o tempo não passa
Apenas a saudade aumenta a cada minuto
E a solidão parece nos abraçar
Com seus braços fortes e sufocantes.

Nem mesmo consigo expressar minha dor
Porque as palavras já não saem mais
E tudo parece mesmo ter chegado ao fim
Então deixo me descansar nas folhagens
Enquanto contemplo uma estrela solitária
Imaginando que é aquela tão desejada
A única capaz de mudar o meu mundo
Hoje tão triste e vazio.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, maio 14, 2024 - 12:12

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 36 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15881

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Sistema ignorante 6 1.120 02/03/2024 - 14:20 Português
Poesia/Pensamentos Na grande arena do destino 6 1.230 02/02/2024 - 12:53 Português
Poesia/Pensamentos História oficial 6 415 02/01/2024 - 21:19 Português
Poesia/Amor Paixão que não se cala 6 286 01/31/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor A felicidade que sonhei 6 558 01/30/2024 - 11:30 Português
Poesia/Pensamentos O último poema do rinoceronte 6 1.260 01/29/2024 - 20:15 Português
Poesia/Amor Só por hoje 6 263 01/28/2024 - 12:45 Português
Poesia/Meditação Águas turvas 6 365 01/27/2024 - 12:00 Português
Poesia/Amor Alvorada voraz 6 274 01/25/2024 - 23:25 Português
Poesia/Meditação Primeira Guerra Mundial 6 390 01/24/2024 - 19:46 Português
Poesia/Amor Murmúrio de desejos 6 280 01/22/2024 - 19:01 Português
Poesia/Desilusão Caminhos diferentes 6 531 01/21/2024 - 12:13 Português
Poesia/Amor Contagem regressiva 6 498 01/20/2024 - 13:13 Português
Poesia/Pensamentos Criatura selvagem 6 1.155 01/19/2024 - 12:13 Português
Poesia/Pensamentos Apocalipse 6 608 01/18/2024 - 12:17 Português
Poesia/Amor Seus olhos 6 371 01/17/2024 - 13:06 Português
Poesia/Desilusão Se distante de mim você sorrir 6 277 01/16/2024 - 12:17 Português
Poesia/Desilusão Segredos de um coração ferido 6 1.245 01/15/2024 - 13:30 Português
Poesia/Desilusão Ele apenas faz sofrer 6 334 01/14/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor Que o tempo não apague 6 291 01/12/2024 - 23:39 Português
Poesia/Amor Musa inspiradora 6 519 01/12/2024 - 12:30 Português
Poesia/Amor Visceral 6 425 01/11/2024 - 12:49 Português
Poesia/Pensamentos O ovo da serpente 6 590 01/10/2024 - 13:16 Português
Poesia/Pensamentos Filhinhos de papai 6 466 01/09/2024 - 19:29 Português
Poesia/Amor Momento sublime 6 261 01/09/2024 - 12:16 Português