CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tempos sombrios

A solidão de quem anda pelas ruas cheias de pessoas
Olhares que tentam esconder-se das ilusões
Um mundo em ruínas
Onde se perguntam se há ainda alguma esperança
Haverá um futuro
Onde meus filhos poderão caminhar
E sonhar?
Burburinhos pelos becos sujos
Pessoas cobertas com papelões
Em meio uma solitária cidade globalizada
Cheia de pessoas que se esfregam nas calçadas
Sem ao menos saberem quem são os outros.
Tempos sombrios o que vivemos
Onde o melhor que podemos ter
São as lembranças de um passado não tão distante
Que havia pássaros nas árvores
Bem perto das janelas.
Nada disso existe mais
Nas selvas de pedras cobertas de concretos
E repletas de vidas solitárias
Que perambulam pelas vielas e bares nas madrugadas.
Onde está a alegria dos jovens
A serenidade dos velhos
E os versos dos poetas?
Tudo se desfaz como as nuvens
E os pensamentos são tormentos
Que se fundem com a noite silenciosa
No mais escuro dos quartos lúgubres dessa cidade.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, dezembro 9, 2021 - 15:51

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 horas 53 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 8344

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Onde está meu coração 3 47 08/08/2022 - 13:22 Português
Poesia/Meditação A Solidão e o Cativeiro 3 64 08/05/2022 - 19:59 Português
Poesia/Intervenção Realidade inquietante 3 55 08/04/2022 - 20:55 Português
Poesia/Desilusão Que essa ilusão morra enquanto ainda é esperança 3 83 08/03/2022 - 20:40 Português
Poesia/Amor Deixei a tarde para você 3 45 08/02/2022 - 19:04 Português
Poesia/Meditação Calmaria para o coração 3 121 08/01/2022 - 12:56 Português
Poesia/Desilusão A morte é só pedra do esquecimento 3 137 07/30/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Te amei sem que eu o soubesse 3 173 07/29/2022 - 13:56 Português
Poesia/Desilusão Tento voar 3 59 07/28/2022 - 15:15 Português
Poesia/Intervenção Escravos Institucionalizados 3 101 07/27/2022 - 13:34 Português
Poesia/Amor E se eu não conseguir ler 3 128 07/25/2022 - 19:17 Português
Fotos/Artes Dia Nacional do Escritor 0 41 07/25/2022 - 12:48 Português
Poesia/Amor Quando aprendi a te amar 3 112 07/23/2022 - 13:58 Português
Poesia/Intervenção Em uma rua qualquer de algum lugar 3 94 07/22/2022 - 13:19 Português
Poesia/Intervenção Para onde caminha a humanidade? 3 266 07/21/2022 - 12:49 Português
Poesia/Meditação O melhor presente 3 84 07/20/2022 - 14:31 Português
Poesia/Intervenção A miséria que vira rotina 3 143 07/19/2022 - 22:09 Português
Poesia/Intervenção A metamorfose do futuro 3 309 07/19/2022 - 13:57 Português
Poesia/Amor No peito um coração que sorria 3 105 07/18/2022 - 22:33 Português
Poesia/Pensamentos Não tenho tempo a esperar 3 140 07/18/2022 - 12:46 Português
Videos/Poesia Tirado do fundo do poço - Vídeo 0 31 07/17/2022 - 15:41 Português
Videos/Poesia Onde estão todas as crianças perdidas? 0 45 07/16/2022 - 15:40 Português
Poesia/Intervenção Onde estão todas as crianças perdidas? 3 143 07/15/2022 - 18:56 Português
Poesia/Meditação Tirado do fundo do poço 3 104 07/15/2022 - 13:39 Português
Poesia/Alegria A sublime alma do poeta 3 148 07/14/2022 - 13:44 Português