CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A TERRA QUE EU PISO

A terra que eu piso

 

  

Em cada passo que for dando,

A terra eu vou pisando,

Para que ela me segure e não caia,

Sem feri-la ficando de atalaia,

Focando os meus olhos para a frente,

Que é assim que faz toda a gente.

 

A terra que piso me dá de comer,

Mas para isso eu tenho de mexer,

Agarrando -a com as minhas mãos,

E nunca esquecer os meus irmãos,

Que trabalham na terra mexendo,

Para que a nossa vida vá crescendo.

 

Na minha boca a terra não põe nada,

É com esforço que tem se ser lavrada,

Para fazer crescer aquilo que me alimento,

E assim, a terra me dá o meu sustento,

Derramando nela o meu suor,

Fazendo-o com alegria e com amor.

 

Eu piso a terra mas não é com desprezo,

É com a minha vontade e o meu desejo,

De semear nela o meu próprio sangue,

Para que a minha vida se prolongue,

No prazo de tempo que me quiser doar,

E a minha voz seja ouvida sem se calar.

 

Eu já piso esta terra há muito tempo,

Com todo o meu empenho e o meu talento,

E assim, com ela vou colaborando,

Umas vezes alegre e outras vezes chorando,

Extraindo do seu ventre a minha esperança,

Que a guardo dentro de mim desde criança.

 

Dos meus passos a terra nunca se queixou,

Sobre ela o tempo sempre me encaminhou,

Mas eu sei que ela um dia me vai guardar,

Para sempre me vai deixar lá ficar,

Os meus passos deixarão de existir,

E a minha alma certamente vai prosseguir.

 

 

 

Tavira, 24 de Janeiro de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, setembro 10, 2014 - 10:35

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 1 dia
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 2 506 02/24/2019 - 17:15 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 478 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 416 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 840 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.042 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.024 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 803 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.104 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.196 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 608 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 718 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 805 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 801 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.118 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 898 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 688 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 807 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 693 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 719 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 756 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 802 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 1.608 12/21/2016 - 10:58 Português
Poesia/Amor O BARCO DOS NOSSOS SONHOS 1 1.434 12/15/2016 - 14:05 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 0 839 12/07/2016 - 12:16 Português
Poesia/Amor RECORDANDO 0 796 12/07/2016 - 12:01 Português