CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A TERRA QUE EU PISO

A terra que eu piso

 

  

Em cada passo que for dando,

A terra eu vou pisando,

Para que ela me segure e não caia,

Sem feri-la ficando de atalaia,

Focando os meus olhos para a frente,

Que é assim que faz toda a gente.

 

A terra que piso me dá de comer,

Mas para isso eu tenho de mexer,

Agarrando -a com as minhas mãos,

E nunca esquecer os meus irmãos,

Que trabalham na terra mexendo,

Para que a nossa vida vá crescendo.

 

Na minha boca a terra não põe nada,

É com esforço que tem se ser lavrada,

Para fazer crescer aquilo que me alimento,

E assim, a terra me dá o meu sustento,

Derramando nela o meu suor,

Fazendo-o com alegria e com amor.

 

Eu piso a terra mas não é com desprezo,

É com a minha vontade e o meu desejo,

De semear nela o meu próprio sangue,

Para que a minha vida se prolongue,

No prazo de tempo que me quiser doar,

E a minha voz seja ouvida sem se calar.

 

Eu já piso esta terra há muito tempo,

Com todo o meu empenho e o meu talento,

E assim, com ela vou colaborando,

Umas vezes alegre e outras vezes chorando,

Extraindo do seu ventre a minha esperança,

Que a guardo dentro de mim desde criança.

 

Dos meus passos a terra nunca se queixou,

Sobre ela o tempo sempre me encaminhou,

Mas eu sei que ela um dia me vai guardar,

Para sempre me vai deixar lá ficar,

Os meus passos deixarão de existir,

E a minha alma certamente vai prosseguir.

 

 

 

Tavira, 24 de Janeiro de 2012-Estêvão

Submited by

quarta-feira, setembro 10, 2014 - 09:35

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 24 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7732

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação O DINHEIRO 2 558 06/19/2014 - 08:46 Português
Poesia/Comédia NEM TUDO O QUE PARECE É 2 669 06/18/2014 - 09:49 Português
Poesia/Comédia NÃO DÊS CARTAS AO SEXO 2 1.226 06/16/2014 - 09:05 Português
Poesia/Meditação O MAL DOS OUTROS 2 1.403 06/13/2014 - 08:46 Português
Poesia/Comédia O TRABALHO 2 516 06/11/2014 - 10:23 Português
Poesia/Meditação O VENTO DEIXOU FICAR 2 534 06/05/2014 - 09:21 Português
Poesia/Pensamentos PARTIR E C HEGAR 2 516 05/30/2014 - 10:06 Português
Poesia/Meditação AS BOCAS SAIRAM À RUA 0 578 05/21/2014 - 14:51 Português
Poesia/Meditação DEIXEM VOAR AS POMBAS 0 565 05/14/2014 - 11:25 Português
Poesia/Intervenção ESQUECIDOS 0 820 05/07/2014 - 15:59 Português
Poesia/Meditação O AZUL 0 668 04/30/2014 - 16:16 Português
Poesia/Amor OS MEUS AMOERES 0 701 04/23/2014 - 10:38 Português
Poesia/Amor SOFRER DE AMOR 0 796 04/16/2014 - 14:19 Português
Poesia/Meditação JERICOACOARA 0 1.383 04/09/2014 - 09:33 Português
Poesia/Meditação O DESCONHECIDO 0 300 04/02/2014 - 08:57 Português
Poesia/Meditação UM SORRISO ESPECIAL 0 715 03/26/2014 - 10:42 Português
Poesia/Meditação AS TARDES 0 733 03/20/2014 - 17:09 Português
Poesia/Meditação A MINHA VONTADE 0 530 03/12/2014 - 17:04 Português
Poesia/Meditação ESCOLHA CERTA 0 2.137 03/07/2014 - 14:04 Português
Poesia/Meditação ESCREVER 0 560 02/26/2014 - 10:30 Português
Poesia/Meditação PAISAGEM SENTIDA 0 523 02/19/2014 - 11:16 Português
Poesia/Meditação PENSAMENTO MEU 0 685 02/12/2014 - 10:16 Português
Poesia/Fantasia DA MINHA JANELA 0 629 02/05/2014 - 15:14 Português
Poesia/Meditação FLORES À VIDA! 0 535 01/29/2014 - 16:24 Português
Poesia/Meditação DAR 0 721 01/23/2014 - 10:30 Português