CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

TEU OLHAR FALA-ME Á ALMA

És o centro do universo o Sol do próprio Sol
És a luz que ilumina as rainhas
E a agua que mata a sede dos Deuses
Questiono ser quem sou
Simples mortal dono do teu amor
No colo da tua sabedoria mestra de mulher
Deixo de ser simples e sou homem
Ensinas-me o orgulho humilde
Das fraquezas na força do teu olhar
Que sem divagar me fala á alma
És mulher que procurei pensando não existires
Agora que te encontrei a vida é uma jornada
De instantes maravilhosos
Respiro sentir teu existir e atiro minha alma
Ao lago da tua calma que me ampara e encurta
O longe que me separa da realidade
Antes corrupta sem gota de felicidade
Elevo nos braços as palavras que me dizes
Dando relevo aos traços do meu destino
Ocultado na sombra de uma montanha
De incerteza que a tristeza ganha
Onde componho ilusões e desaguou o sonho
Cultivado de emoções raras raso de dúvidas
Meu corpo decorado pelo teu corpo apaixonado
Fica bem em qualquer constelação
És mulher, és o fim do meu não
És o sim das coisas boas
Não serei nunca homem sem ti, mulher

Submited by

domingo, março 16, 2008 - 21:06

Poesia :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 7 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.073 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.639 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.265 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.159 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.010 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.021 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.717 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.703 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.477 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.853 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.309 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.383 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.653 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.872 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.210 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.882 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.779 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.788 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.949 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.568 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.481 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.403 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.440 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.776 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.690 01/16/2015 - 20:47 Português