CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Teus Espinhos

Tuas palavras
Doces como o mel
Não eram mais...
Do que o fel!
Beijos disfarçados
Beijos de serpente
Contaste histórias
Sem memória ...
Julgas- te
Sem julgamento
Achando que eras
Mais que sol...
Esse sim aquece meu rosto
Pena tenho eu,
Daqueles que vão cair
Na tua doce inocência
Sem decência
Que eu nunca acreditei...
Devias saber,
Passou- me tudo ao lado
Tão ao lado...
Que nem te considero
Culpado.

A Rosa que me deste
Morreu...
Secou.
Mas os espinhos não!
Ofereço-tos!
São teus.

 

Submited by

quarta-feira, fevereiro 23, 2011 - 23:39

Poesia :

No votes yet

MariaButterfly

imagem de MariaButterfly
Offline
Título: Moderador Vídeos
Última vez online: há 7 anos 34 semanas
Membro desde: 08/02/2010
Conteúdos:
Pontos: 1428

Comentários

imagem de Alcantra

O arrependimento, a

O arrependimento, a desilusão. o erro dos olhos que deixa cego o coração... Tudo o mais vira poesia.

Abraços,

Alcantra

imagem de MariaButterfly

obrigada pelas tuas

obrigada pelas tuas palavras,

e sua visita.

beijos

imagem de rainbowsky

Espinhos...

Rosa sem perfume,

rosa que queima como lume.

Apenas fica o amargo da serpente maliciosa,

da alma duvidosa,

da frieza certa.

Palavras sempre foram fáceis de dizer, olhares nem sempre fáceis de decifrar.

Por entre as nuvens o sol para aniquilar a dor e a sombra, até que os vestígios que restem já não possam magoar tanto.

 

Pena tenho eu,  (o lamento)
Daqueles que vão cair ( as vítimas)
Na tua doce inocência (uma ternura com  máscara)
Sem decência (porque o fel é bruma)

 

Intenso o poema. Arremessado, como que uma fúria e pena pelos espinhos oferecidos, que em vez de devolvidos, podiam ser "de algodão".

 

Beijo*

 


 

imagem de MariaButterfly

gostei muito do teu

gostei muito do teu comentario,

da analise que fizeste,

tão certa quanto as palavras,

obrigada, por me leres.

 

beijos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of MariaButterfly

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Poesia/Aforismo Adeus...Medo 0 547 11/18/2010 - 16:31 Português
Poesia/Desilusão Tão... pouco que me entendes 0 520 11/18/2010 - 16:31 Português
Poesia/Pensamentos Peso 0 781 11/18/2010 - 16:31 Português
Poesia/Desilusão Minha Incerteza 0 837 11/18/2010 - 16:32 Português
Fotos/Outros Anjos 0 1.325 09/11/2011 - 04:07 Português
Poesia/Aforismo Segredo 0 552 11/18/2010 - 16:40 Português
Poesia/Aforismo Arco- Íris 0 492 11/18/2010 - 16:41 Português
Poesia/Amor Onde me guardas- te? 0 405 11/18/2010 - 16:41 Português
Fotos/ - 3757 0 1.229 11/24/2010 - 00:58 Português
Poesia/Amor Gravado na Alma 0 503 12/20/2010 - 23:23 Português
Poesia/Aforismo Perguntas 0 1.278 12/21/2010 - 23:50 Português
Poesia/Aforismo Hei-de chegar 0 545 01/07/2011 - 00:14 Português
Fotos/Natureza Noite 0 908 02/26/2011 - 03:12 Português
Fotos/Outros circulo de sombras 0 913 02/26/2011 - 03:18 Português
Fotos/Outros Alma 0 953 03/16/2011 - 01:56 Português
Videos/Outros Christina Perri - The Lonely 0 1.814 08/31/2011 - 01:23 Português
Poesia/Aforismo Indefinido 1 535 08/18/2010 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos Amor 1 732 08/17/2010 - 10:09 Português
Poesia/Amor Esperança imortal 1 717 09/10/2010 - 02:18 Português
Poesia/Pensamentos Entre Mim e Eu 1 812 03/11/2011 - 16:17 Português
Poesia/Pensamentos Desentendido desentendimento 1 1.210 07/22/2011 - 16:43 Português
Poesia/Desilusão defino te 2 698 08/10/2010 - 21:20 Português
Poesia/Fantasia Jogo da verdade 2 485 08/10/2010 - 21:15 Português
Poesia/Pensamentos Do que és feito? 2 496 08/11/2010 - 21:35 Português
Poesia/Amor Para lá do racional 2 479 08/14/2010 - 22:28 Português