CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tive sonhos de louco

Na busca incessante em desvendar estes mistérios
Que vi escondidos no secreto de seus olhos;
Tive sonhos de louco que tentei esconder
Quando percebi que nunca poderia esquecer.

Eu vejo as flores, afinal é primavera,
Nos jardins da minha bucólica existência;
Em cada uma das rosas há uma doce lembrança
De tempos tão bons que ainda me dá esperança.

Junto a ti eu sempre sonhei viver
Por isso buscava ir ver-te no amanhecer;
Todas as noites sem você só a triste solidão
Para fazer companhia ao solitário coração.

Nada mais em mim ficou do que a saudade
Nada mais do que o susto aterrador;
A tomar conta de mim, um divino pavor,
Desde a noite que levaste para longe seu amor.

Disseste-me que havia morrido em si o sentimento
Que não poderia mais ter alegria ao meu lado;
É a mesma história mal contada que volta a repetir
Quando abro o coração, a ilusão volto a sentir.

Sem teu abraço, teus beijos, tua singela presença
Uma solidão que trás consigo uma dolorida saudade;
Mas há quem diga que tive sonhos de louco
Ao sonhar que um dia pudesse me livrar deste sufoco.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, outubro 16, 2021 - 14:16

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 horas 19 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 7751

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Intervenção Contemplem atentamente o caos 3 43 05/24/2022 - 23:11 Português
Poesia/Intervenção Altas horas 3 53 05/23/2022 - 18:16 Português
Poesia/Intervenção Sangue nos olhos 3 79 05/23/2022 - 13:35 Português
Poesia/Intervenção Sustentabilidade 3 32 05/20/2022 - 22:22 Português
Poesia/Amor Se te amo tanto assim 3 87 05/20/2022 - 18:32 Português
Poesia/Desilusão A maior de todas as mentiras 3 50 05/19/2022 - 18:55 Português
Poesia/Pensamentos De mãos dadas com a Morte 3 115 05/18/2022 - 18:53 Português
Poesia/Pensamentos Do pensamento 3 101 05/17/2022 - 18:36 Português
Poesia/Desilusão O teu olhar 3 59 05/16/2022 - 23:29 Português
Poesia/Intervenção Destruam essa arte 3 50 05/16/2022 - 18:38 Português
Poesia/Desilusão Silenciosa sombra de solidão 3 51 05/16/2022 - 12:38 Português
Poesia/Amor Saber entender, crescer e viver 3 84 05/13/2022 - 19:25 Português
Poesia/Meditação Cantem as canções que não escrevi 3 63 05/12/2022 - 22:56 Português
Poesia/Tristeza Alma em suplício 3 53 05/11/2022 - 23:12 Português
Poesia/Meditação Feliz com sua presença 3 80 05/11/2022 - 18:42 Português
Poesia/Desilusão Insensatez 3 72 05/10/2022 - 18:37 Português
Poesia/Pensamentos Eu navegarei 3 64 05/09/2022 - 23:13 Português
Poesia/Pensamentos Fantasmas de um tempo passado 3 128 05/09/2022 - 13:28 Português
Poesia/Dedicado Mãe, o maior amor que pode existir 3 81 05/08/2022 - 20:33 Português
Poesia/Dedicado Mãe - Eu canto a ti o amor! 3 73 05/06/2022 - 23:57 Português
Poesia/Meditação Dias melhores virão 3 156 05/06/2022 - 19:01 Português
Poesia/Meditação A impossibilidade física da morte na mente de alguém que está vivo 3 79 05/05/2022 - 19:11 Português
Poesia/Meditação O peso do mundo 3 71 05/04/2022 - 23:02 Português
Poesia/Meditação E se não estiver tudo bem? 3 84 05/04/2022 - 18:45 Português
Poesia/Amor Inimaginável 3 87 05/03/2022 - 18:34 Português