CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

transformaçao

Aqui estou eu,
Uma moça sem nada seu,
Apenas um corpo com dor
E uma alma sem pudor.

Quem sou?
Onde estou?
Tudo isto martiriza a minha alma,
Mas no entanto, não saber deixa-me bem calma.

Posso ser uma gata,
Alguém bem sensual,
Que seduz todos com um simples olhar,
E até pode de desejo matar.

Posso ser uma pessoa inteligente,
Como um bom diligente,
Esperando sempre ajudar
Com a sua sabedoria que está a marcar.

Posso ser uma palhaça,
Alegrando todos em meu redor,
Sem qualquer dor ou rancor,
Em casa, rua ou praça.

Posso ser isso tudo,
Mas sinto-me como um nada.
Um nada tão profundo
Que no meu mar de incertezas nada.
 

Submited by

sábado, abril 30, 2011 - 00:28

Poesia :

No votes yet

Ana_fm

imagem de Ana_fm
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 25 semanas
Membro desde: 03/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 1826

Comentários

imagem de MarneDulinski

Lindo poema, gostei

Lindo poema, gostei muito!

Destaco a estrofe abaixo:

Posso ser uma gata,
Alguém bem sensual,
Que seduz todos com um simples olhar,
E até pode de desejo matar.

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de Ana_fm

olá, muito obrigada pelo

olá,

muito obrigada pelo comentário positivo...

 

até mais,

ana fm

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ana_fm

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Cartas Desabafos 0 1.720 03/19/2011 - 16:20 Português
Poesia/Gótico Prazer dos horrores 0 794 03/16/2011 - 00:41 Português
Poesia/Tristeza doi demais 0 432 03/16/2011 - 00:41 Português
Poesia/Tristeza sem reacção 0 622 03/16/2011 - 00:40 Português
Poesia/Tristeza ganharam... 2 1.161 03/15/2011 - 14:56 Português
Poesia/Tristeza Perspectivas diferentes 0 1.099 03/14/2011 - 23:08 Português
Poesia/Gótico Pega nesse punhal 0 676 03/14/2011 - 23:03 Português
Poesia/Gótico matem-me 0 2.311 03/14/2011 - 22:57 Português
Poesia/Tristeza Não tenho mais forças 0 670 03/14/2011 - 22:53 Português
Poesia/Tristeza Deixem-me aqui 0 1.015 03/14/2011 - 22:29 Português
Poesia/Gótico Procuro uma lâmina 0 551 03/14/2011 - 22:20 Português
Poesia/Tristeza Longe 0 1.277 03/14/2011 - 22:18 Português
Poesia/Tristeza Eu devia de contar 0 543 03/14/2011 - 21:43 Português
Poesia/Tristeza Tenho de fugir 0 490 03/14/2011 - 21:40 Português
Poesia/Tristeza Devia de estar 0 451 03/14/2011 - 21:39 Português
Poesia/Tristeza Odeio-te tanto 0 723 03/14/2011 - 21:38 Português
Poesia/Geral Espera 0 700 03/14/2011 - 21:37 Português
Poesia/Dedicado menino do lacinho 0 1.015 03/13/2011 - 02:01 Português
Poesia/Tristeza Depois da festa 0 674 03/13/2011 - 02:00 Português
Poesia/Tristeza triste olhar 4 1.171 03/12/2011 - 16:16 Português
Poesia/Dedicado bombeiros voluntários 0 1.045 03/12/2011 - 01:27 Português
Poesia/Dedicado Bombeiros 0 486 03/12/2011 - 01:26 Português
Prosas/Tristeza Triste 0 1.261 03/11/2011 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza à face da terra 0 1.229 03/11/2011 - 20:41 Português
Poesia/Gótico Sentimentos pecaminosos 0 1.376 03/11/2011 - 20:23 Português