CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Um abismo chama outro

Quem são os loucos soltos nas ruas?
Quem são os monstros escondidos nos armários?
Tudo parece um tanto decaído por aqui
Algumas nuvens ameaçam o conforto do sol
O vento carrega consigo alguma esperança
Enquanto os vermes tentam se esconder
Procurando refúgio nos esconderijos.

Anjos caídos da modernidade
Decapitam inocentes que vagueiam pelas ruas
Esperando encontrar alguma coisa diferente
E seus corpos cambaleiam como ébrios
Enquanto outros tornam-se deuses de si mesmo
Pigarreando nas bordas do intelecto
Fazem isso por pura provocação.

Como podemos lidar com essa total estranheza?
Com esse sentimento de insegurança
Se há perigo em todas as esquinas da vida
E não sabemos o que nos aguarda ainda hoje?
O sangue preto que jorra das veias esquecidas
Mistura-se com o branco dos entorpecentes
Provocando uma mistura alucinógena
Que nem os psicopatas na prisão conseguem livrar.

Caminhamos para um abismo sem fim?
Seremos nós expurgados do planeta Terra?
A face de todos os heróis mostra-se imperfeita
Porque no fundo não fazem coisas boas
O mundo capitalista é o caos e a destruição
É um abismo chamando outro abismo
O leviatã engolindo tudo ao seu redor
E não se pode fazer quase nada a respeito.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, maio 11, 2024 - 13:18

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 19 horas 51 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15881

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Dedicado Tiradentes 6 674 04/21/2024 - 13:48 Português
Poesia/Pensamentos Armadilhas ou ratoeiras 6 1.501 04/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Meditação Onde vão os velhos quando ficam velhos? 6 282 04/20/2024 - 13:53 Português
Poesia/Pensamentos Incoerência fantasiosa absurda 6 1.151 04/19/2024 - 20:29 Português
Poesia/Meditação A trágica paixão de Sansão 6 296 04/18/2024 - 20:34 Português
Poesia/Desilusão A parte fraca do coração 6 280 04/17/2024 - 00:43 Português
Poesia/Desilusão O lamento do sofrer 6 282 04/16/2024 - 11:40 Português
Poesia/Meditação O fim do mundo bate à porta 6 327 04/15/2024 - 23:38 Português
Poesia/Meditação Eu posso dizer não! 6 233 04/15/2024 - 11:29 Português
Poesia/Meditação A angústia de Caim 7 701 04/15/2024 - 00:52 Português
Poesia/Amor Não era brincadeira 6 296 04/13/2024 - 14:09 Português
Poesia/Amor Fascinante 6 1.181 04/10/2024 - 20:11 Português
Poesia/Amor Em cada pétala de rosa 7 509 04/10/2024 - 02:31 Português
Poesia/Meditação A Mulher Samaritana 6 1.171 04/08/2024 - 23:06 Português
Poesia/Intervenção Contra o racismo 6 405 04/07/2024 - 14:06 Português
Poesia/Desilusão Do amor não correspondido 6 584 04/06/2024 - 14:18 Português
Poesia/Intervenção Contra o bullying 6 608 04/05/2024 - 22:58 Português
Poesia/Amor Impossível ignorar 6 592 04/05/2024 - 02:43 Português
Poesia/Desilusão Não posso te esquecer 6 1.163 04/04/2024 - 02:54 Português
Poesia/Desilusão Seu prisioneiro 6 482 04/02/2024 - 11:51 Português
Poesia/Amor Um poema sem palavras 6 539 04/01/2024 - 19:33 Português
Poesia/Desilusão Quando não se pode evitar 6 534 03/30/2024 - 13:27 Português
Poesia/Pensamentos Observação 6 1.241 03/27/2024 - 22:12 Português
Poesia/Desilusão Agora o coração reclama 6 458 03/26/2024 - 20:13 Português
Poesia/Intervenção A insensatez da guerra 6 486 03/25/2024 - 19:49 Português