CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

UM BOM POEMA

Um bom poema

 

Um bom poema é aquele que nos dá a impressão,

Que entra sem doer no nosso coração,

Que nos vai levando sem saber e não nós a ele,

Que nos faz pensar muito e até arrepiar a pele,

Que não nos faz sonhar com o poema,

Com a força das suas palavras do seu tema.

 

Que nos faz fechar os olhos e ver com lucidez,

E quando acaba pedimos para ouvir outra vez,

Gostamos que o poema nos leve onde queremos,

E julgar que temos sede e dele bebemos,

A seiva das palavras que entra nos nossos ouvidos,

E segue para a nossa mente e ficamos a ele rendidos.

 

Um bom poema é aquele que nos faz meditar,

E em simultâneo fechamos os olhos para sonhar,

Caminhamos com ele sem saber para onde nos leva,

Gostamos de ser levados parece que nunca cessa,

O caminho que é longo e parece não ter fim,

E ao mesmo tempo desejamos que nos deixe assim.

 

Tudo depende da forma como o ele é pronunciado,

Com uma voz firme e melodiosa para ficar extasiado,

Não queremos acordar do sonho que estamos vivendo,

Ouvindo a voz que o declama que entra em nós correndo,

Como se fosse o vento a falar na sua melodia,

E vai entrando na nossa alma pela forma como assobia.

 

Um bom poema faz-nos ir até ao céu e até à lua,

Que nos ilumina a alma mas não é nossa é a sua,

Que entra na nossa mente apenas por momentos,

Nos faz sair para longe pelos nossos pensamentos,

Pensamos que estamos a sonhar mas não estamos,

Estamos sim a meditar e com ele meditamos.

 

Ao acordar ficamos a olhar não sei para onde,

Chamamos por ele mas ele não nos responde,

Acabou a declamação voltamos à realidade,

Mas gostámos de viver com ele em cumplicidade,

Que nos concedeu nos seus instantes terrenos,

Que nos pareceram grandes sendo tão pequenos.

 

 

Tavira, 27 de Maio de 2011-Estêvão

Submited by

terça-feira, julho 9, 2013 - 10:03

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 16 semanas 6 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 338 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 208 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 256 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.389 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 887 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.677 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.360 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.979 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.312 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.723 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.721 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 961 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.153 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.135 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.360 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.719 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.384 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 966 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.539 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.073 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.187 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.044 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.243 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.151 12/21/2016 - 10:58 Português