CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

UM PEIXE

UM PEIXE

 

                                          Um peixe que tinha alma

                                           Um dia chamou por mim

                                           Queria dar – me a sua calma

                                           Por isso me disse assim:

 

                                           Anda comigo, anda

                                           Quero mostrar – te a minha casa

                                           Monta na minha panda

                                           É como se tivesses asas

 

                                           Mas eu não sei nadar

                                           Meu peixe, meu irmão

                                           Tu queres é me afogar

                                           Vem tu comigo pela mão

 

                                           Sabes que em terra não vivo

                                           Tu queres é me apanhar

                                           Andar em terra não consigo

                                           Tu queres é me matar

 

                                           Mas que peixe desconfiado

                                           Não crês na minha palavra

                                           Anda daí ó malvado

                                           Contigo não levo nada

 

                                           Anda lá ó Zé Cuico

                                           Vamos os dois nadar

                                           Aqui é que eu não fico

                                           Um dos dois tem de mandar

 

                                           Muito bem, eu vou no mar

                                           Só com uma condição

                                           Ensinas – me a nadar

                                           Eu vou contigo pela mão

 

                                           Muito obrigado meu peixe

                                           Desculpa ser desconfiado

                                           Não quero que me deixes

                                           Posso morrer afogado

 

                                           Pronto, não é bom nadar?

                                           Diz – me lá ó Zé mandão

                                           Se gostas de aqui ficar

                                           Eu vou contigo pela mão

 

                                           Eu tenho uma piscina

                                           Onde podes nadar

                                           Para ti é pequenina

                                           Mas não te pode matar

 

                                           Experimenta meu bom peixe

                                           Na minha piscina ficar

                                           Ficar aí não consigo

                                           Tenho medo de me afogar

 

                                           Adeus, adeus, ó Zé Cuico

                                           Vou nadando, até um dia

                                           Quando me chamares eu fico

                                           No mar em quem confio

~2003 -Estêvão

Submited by

quinta-feira, maio 24, 2012 - 10:00

Poesia :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 17 semanas 2 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Comentários

imagem de KeilaPatricia

Excelente poema... Bjs ;)

Excelente poema...

Bjs

;)

imagem de José Custódio Estêvão

Poema

Obrigado Keila por ser assídua na visita aos meus poemas que são simoples e entendíveis.
Faz o favor de ser feliz
Um abraço,
Estêvão

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 340 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 211 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 257 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.394 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 889 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.151 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.683 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.361 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.984 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.319 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.732 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.723 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 962 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 1.156 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.136 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.364 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.723 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.388 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 967 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.547 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.075 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.191 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 1.045 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.257 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.156 12/21/2016 - 10:58 Português