CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Uma verdade trancada...

Olha para mim e diz-me o que não vês...
Sou como um segredo fechado a cadeado...
Não morro e não mudo...
Luto!

Travo uma batalha contra as outras cores...
Teimam em pintar uma outra verdade,
um outro segredo para o meu lugar...
Como se os factos mudassem num colorir de face...

Se lhes fizesse a vontade, seria livre...
Não mais dormiria só, num lugar trancado
Se me deixasse pintar, era verdade de todas as bocas
Um segredo por todos, partilhado...

Mas eu... «Olha para mim...»
Eu não sou um segredo pré-fabricado!
Diz-me o que em mim vês...
O que não vês em qualquer outro lado?

Não sou um segredo do mundo!
Não vos prendo pelo meu encanto...
Sou uma verdade trancada,
esquecida no meu recanto...

Olha para mim e diz-me o que não vês...
Sou como um segredo fechado a cadeado...
Não morro e não mudo...
Luto!
 

Submited by

domingo, maio 8, 2011 - 22:26

Poesia :

No votes yet

Ema Moura

imagem de Ema Moura
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 25 semanas 5 dias
Membro desde: 03/15/2011
Conteúdos:
Pontos: 317

Comentários

imagem de MarneDulinski

Uma verdade trancada...

Lindo, gostei muito, gosto muito da verdade, porque ela sempre prevalecerá!

Meus parbéns,

MARNE

imagem de Ema Moura

Comentário

Grata Marne!

Tanto nos esforçamos para orientar os infantes na direcção da verdade, para depois deixarmos a verdade cair sobre camadas de um verniz de convenções sociais, convicções políticas desviantes, factos pessoais que queremos ocultos... 

A verdade nem sempre é fácil e por não ser fácil é um caminho cada vez mais árido. Ainda assim, um dia, a verdade é tudo o que restará...

Um abraço,

Ema

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ema Moura

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Ministério da Poesia/Amor Nada mais (nona carta) 0 470 09/22/2014 - 17:54 Português
Prosas/Contos «Pele...» 0 469 09/22/2014 - 17:52 Português
Prosas/Erótico Proposta 0 565 09/22/2014 - 17:50 Português
Poesia/Pensamentos Confissões de um conquistador 0 568 09/22/2014 - 17:47 Português
Poesia/Pensamentos Pintura introspectiva 0 740 09/20/2014 - 10:19 Português
Poesia/Pensamentos Silencia o teu amor 0 516 09/20/2014 - 10:17 Português
Prosas/Pensamentos Monólogo da memória 0 468 09/20/2014 - 10:15 Português
Poesia/Paixão Obsessão 0 582 09/20/2014 - 10:10 Português
Poesia/Erótico Tortura, anseio... 1 672 01/27/2013 - 21:47 Português
Prosas/Contos Inspira, relaxa e divaga... Suspira! 2 617 01/27/2013 - 16:40 Português
Prosas/Erótico Outra vez! 2 1.145 01/27/2013 - 16:36 Português
Poesia/Paixão Quero-te outra vez... 0 486 01/27/2013 - 16:08 Português
Poesia/Amor Ouve-me 1 601 01/27/2013 - 15:50 Português
Poesia/Erótico Amarro-te! 3 886 01/27/2013 - 15:45 Português
Poesia/Meditação Ofélia 0 580 01/12/2013 - 22:34 Português
Prosas/Contos Brilho 0 663 01/12/2013 - 22:20 Português
Prosas/Contos Esculpidos na pedra 0 471 01/12/2013 - 22:15 Português
Poesia/Amor Espero 0 635 01/12/2013 - 22:10 Português
Prosas/Romance Hoje, o céu é meu... 0 896 08/11/2011 - 13:09 Português
Poesia/Meditação Saudade poética 2 761 07/09/2011 - 01:59 Português
Prosas/Erótico O desejo é muito mais que um brilho no olhar... 0 836 07/07/2011 - 22:17 Português
Prosas/Erótico Tortura 0 707 07/07/2011 - 22:13 Português
Prosas/Pensamentos Hoje 0 808 07/07/2011 - 22:06 Português
Prosas/Erótico «Surpresa. Hoje é dia de pagamento!» 0 782 07/07/2011 - 21:59 Português
Prosas/Erótico Saltos inquietos 0 785 07/07/2011 - 21:56 Português