CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Veneno

Como um mar de tormentas
Que agita suas águas violentamente
São seus olhos a causar-me o espanto
Como o vento insano a atingir meus pensamentos.
O teu olhar é um lugar escondido
Cheio de mistérios a perturbar-me o tempo todo
Nele as palavras de amor estão escondidas
Na noite fria de eterna recordação.
Esses teus olhos
São como pontes a ligar-me ao seu coração
Na minha cegueira causada
Pela visão magnífica de ínfimas fogueiras de paixão.
O teu olhar, como lápide de um adeus
Traz ao meu coração a lágrima  fria
De uma alma que grita no silêncio
De uma sepultura vazia.
No seu olhar vejo uma névoa de tristeza
Que irrompe o meu silêncio
Como uma tempestade violenta
Que tenta espantar os meus sonhos.
O teu olhar perturba-me
Provoca-me os desejos mais intensos
Insanos e profusos
E faz-me te querer o tempo todo.
Mas, seu olhar é veneno
Que enfeitiça minha consciência
Onde perco-me no abismo
Do qual não consigo libertar-me.

Poema: Odair José, o Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, junho 4, 2018 - 18:57

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 horas 20 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 3618

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Desilusão Caminhos 2 534 07/17/2010 - 23:23 Português
Poesia/Desilusão Caminhos Diferentes 1 671 06/21/2009 - 07:32 Português
Poesia/Canção Canção do não retorno 6 1.082 07/22/2009 - 20:46 Português
Poesia/Desilusão Canção do não retorno 0 64 06/19/2019 - 23:28 Português
Poesia/Tristeza Castigo ou maldade? 4 393 07/28/2009 - 13:38 Português
Poesia/Tristeza Cativo às amarras da saudade 1 621 05/12/2010 - 20:42 Português
Poesia/Desilusão Cativo às amarras da saudade 0 176 02/05/2019 - 00:27 Português
Poesia/Amor Chegada e partida 0 776 06/18/2011 - 01:32 Português
Prosas/Pensamentos Cidade sem Cabaré 1 719 04/29/2010 - 21:35 Português
Prosas/Contos Coisas do Amor 0 940 01/21/2011 - 21:01 Português
Poesia/Amor Colapso 2 444 05/29/2014 - 20:12 Português
Poesia/Amor Como disfarçar este sentimento? 0 567 05/09/2015 - 01:36 Português
Poesia/Canção Como Esquecer? 1 726 06/28/2009 - 05:57 Português
Poesia/Amor Como não sorrir 1 588 04/04/2018 - 22:05 Português
Poesia/Amor Como o sol do meio dia 0 72 07/05/2019 - 23:11 Português
Poesia/Amor Como os ponteiros de um relógio 0 447 01/08/2016 - 19:03 Português
Poesia/Canção Como senti sua falta 1 353 07/15/2010 - 14:55 Português
Poesia/Amor Como sinto sua falta 0 575 06/26/2015 - 18:58 Português
Poesia/Canção Como uma chuva 2 589 07/14/2009 - 04:52 Português
Poesia/Canção Como uma chuva 2 363 08/11/2010 - 08:46 Português
Poesia/Meditação Confissões 0 295 06/23/2016 - 23:20 Português
Poesia/Meditação Controle 0 327 01/12/2016 - 20:02 Português
Poesia/Desilusão Coração 3 304 09/02/2009 - 15:30 Português
Poesia/Amor Coração 0 381 07/15/2015 - 18:41 Português
Poesia/Amor Coração confuso 0 835 09/14/2015 - 22:13 Português