CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vento

Ao me desprender do tempo e das marcas do passado, ressurjo como o vento que nasce a cada tempestade.
Quando olho para traz e vejo que o tempo não volta, percebo que não posso controlá-lo.
Ao caminhar pelo deserto nem sempre encontro o melhor caminho.


Tudo parece estar longe,
E a imensidão é bem maior.
Sinto, estar presa como se minhas pernas parassem.


Se eu seguir adiante, posso cair.
Mas, se eu continuar aqui, presa em mi mesmo,
Ninguém vai me ouvir!


Então, pedirem ao vento que me leve e sem rumo para qualquer lugar...
E ali ,estarei livre para sentir, e pronta para respirar.

Submited by

quinta-feira, agosto 4, 2011 - 15:59

Poesia :

No votes yet

Kyra

imagem de Kyra
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 9 semanas
Membro desde: 01/26/2010
Conteúdos:
Pontos: 471

Comentários

imagem de Jorge Humberto

Minha querida, amiga, Kyra,

Minha querida, amiga, Kyra,

não deixo de te visitar, ler e comentar teus poemas, sempre repletos de uma realidade, à qual não te escusas fugir. Gostei muito!

E gostaria de destacar estes versos, pela sua importância, pelo menos para mim e ao que penso:

"Se eu seguir adiante, posso cair.
Mas, se eu continuar aqui, presa em mi mesmo,
Ninguém vai me ouvir!"

Gostaria de receber um dia a simpatia de tua presença a meus poemas. Não terei pressa.

Beijinhos mil
Jorge Humberto

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Kyra

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Perfil 1088 0 1.065 11/24/2010 - 22:09 Português
Fotos/ - Yo 0 1.619 11/23/2010 - 23:55 Português
Fotos/ - Kyra 0 935 11/23/2010 - 23:52 Português
Ministério da Poesia/Geral Porque 0 966 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Poetas 0 1.210 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Trocadilho 0 993 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Tudo ou Nada 0 847 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Tristeza Incerteza 0 1.059 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Inverno 0 652 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Racional 0 1.072 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Amor Nuestra historia de amor... 0 792 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Poetrix Estigma 0 860 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Silêncio 0 526 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral As vezes 0 906 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Metáforas e confusão 0 794 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Tempo 0 560 11/19/2010 - 18:30 Português
Ministério da Poesia/Geral Imperfeição 0 978 11/19/2010 - 18:25 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Solo por hoy... 0 834 11/19/2010 - 18:23 Português
Ministério da Poesia/Desilusão Lembre-se 0 582 11/19/2010 - 18:23 Português
Ministério da Poesia/Amor Você é 0 649 11/19/2010 - 18:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Estático 0 814 11/19/2010 - 18:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Quem é ela 0 318 11/19/2010 - 18:23 Português
Ministério da Poesia/Geral Insanidade 0 656 11/19/2010 - 18:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Seres Humanos 0 576 11/19/2010 - 18:21 Português
Ministério da Poesia/Geral Ontem 0 639 11/19/2010 - 18:20 Português