CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

VIDA ESTUPIDA!

Sento-me na praia a ouvir os teus pensamentos
Sento-me no café a ouvir os teus argumentos
Sento-me na rua a ouvir as tuas razões
Sento-me no jardim a ouvir os teus sermões,
Sento-me na igreja a pedir mil perdões
Sento-me na estrada a pedir loucura
Sento-me numa rocha a pedir a tua brandura
Sento-me na relva por aceitar a tua sentença
Sento-me ponte a pensar saltar
Sento-me na cidade a pensar deixar de amar
Sento-me na vida à espera do teu olhar.
Sinto-me cansado de esperar
Sinto-me cansado desta letargia
Sei agora que nunca tiveste nada para dar
Sei agora que vegetaste ao meu lado
Sei agora que perdi mil e um olhares
Soube reconstruir
Soube fugir ao teu pensamento
Soube renascer...
Agora sento-me no jardim a sorrir, na praia nas mãos de deus a banhar-me,
Na ponte a rir, no abençoado pouco tempo da minha vida a ti dedicado a suspirar,
No alivio a voar.
Agora? Sou simplesmente eu.
E foi assim uma história de vida.

******************************************
Autor.....Meu filho

Submited by

terça-feira, agosto 31, 2010 - 14:49

Poesia :

No votes yet

mariamateus

imagem de mariamateus
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 28 semanas 4 dias
Membro desde: 02/24/2009
Conteúdos:
Pontos: 2987

Comentários

imagem de Henrique

Re: VIDA ESTUPIDA!

Sento-me ponte a pensar saltar...

Soberbo!!!

Parabéns ao teu grande poeta (filho)!!!

:-)

imagem de Almalusitana

Re: VIDA ESTUPIDA!

É sempre bom ler poemas com qualidade. Gostei imenso. Abraços

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of mariamateus

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor MORRO ENTRE PALAVRAS QUE NADA TE DIZEM 1 1.159 02/26/2018 - 13:29 Português
Poesia/Dedicado RECORDAR-TE É UMA CONSTANTE 2 1.586 07/01/2013 - 21:10 Português
Poesia/Tristeza OLHO-ME 1 1.457 04/01/2013 - 09:37 Português
Poesia/Desilusão RODOPIAM COMO PEÕES 0 1.656 03/30/2013 - 20:55 Português
Poesia/Tristeza LÁGRIMAS 1 1.088 03/25/2013 - 18:15 Português
Poesia/Tristeza EM SAUDADE ME DERRAMO PELO TEMPO 1 1.210 03/16/2013 - 22:59 Português
Poesia/Desilusão QUEBRADA 1 1.462 03/08/2013 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza PERDIDA 0 897 03/08/2013 - 02:12 Português
Poesia/Tristeza NOITE ADENTRO 4 1.712 03/05/2013 - 22:05 Português
Poesia/Tristeza NADA ME CONFORTA 1 1.342 03/05/2013 - 22:02 Português
Poesia/Tristeza LUAR QUE ABRAÇA MEUS OMBROS 0 1.128 03/02/2013 - 01:09 Português
Poesia/Tristeza CONTADAS DORES … 0 897 02/11/2013 - 13:26 Português
Poesia/Amor TEU BEIJO EM MIM 0 1.338 02/07/2013 - 15:34 Português
Poesia/Tristeza SAUDADES QUE ME CERRAM OS OLHOS 2 1.670 01/14/2013 - 22:11 Português
Poesia/Amor OLHOS PARADOS 0 1.766 12/09/2012 - 18:03 Português
Poesia/Paixão LUA MINHA 1 1.514 12/09/2012 - 00:35 Português
Poesia/Amor OLHA-ME NOS OLHOS 0 1.195 12/07/2012 - 16:59 Português
Poesia/Amor MAIS DO QUE O SOL ESCONDE A NOITE 0 1.812 12/06/2012 - 20:35 Português
Poesia/Meditação SILENCIOSA NOITE 2 1.459 12/06/2012 - 19:30 Português
Poesia/Tristeza ENTRE AS PAREDES DO MEU QUARTO 0 1.477 12/04/2012 - 19:11 Português
Poesia/Meditação AO SABOR DO TEMPO 0 1.896 11/29/2012 - 20:41 Português
Poesia/Amor BEIJO RECHEADO DE DESEJO 1 1.288 11/26/2012 - 19:50 Português
Poesia/Tristeza DESSE MAR DE SAUDADE 1 1.986 09/30/2012 - 22:33 Português
Poesia/Meditação ESSA QUE DORME AO COLO DA NOITE 1 1.923 09/25/2012 - 02:47 Português
Poesia/Meditação FRÁGEIS DEDOS 1 1.596 09/18/2012 - 22:32 Português