CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Vitimas inocentes

Encontrei com ela na rua.
A poucos metros do portão de minha casa.
Caminhei lentamente até a porta trazendo ela comigo.
Estava ofegante.
Minhas mãos tremiam na fechadura.
Entrei. Não havia ninguem.
Tentei chegar ao telefone, mas me sentia tonto, escorreguei.
Levantei-me com grande esforço, consegui discar...
Nosso encontro foi um daqueles pelo qual não se espera, nem nunca se imagina.
Eram quase sete da noite, desci no ponto de ônibus a duas quadras de minha casa.
Tinha sido um dia daqueles, sai de casa as seis da manhã, beijei minha mulher, quase esqueci o celular, voltei correndo para pegá-lo. Acompanhei meu filho até o ponto da van da escola, disse um "te cuida filhão", ele acenou com a mão como quem diz "tá, tá". Incrível como a gente sempre pensa que as crianças são desprotegidas e ingênuas, quando todos nós o somos.
Fui para o trabalho, muitos problemas, nossa eu ainda tenho tantas coisas pendentes para resolver com a gerência, e esse aumento que nunca sai, minha mulher está grávida. Penso nela, penso muito nela. Eu a amo...
Ela estava perdida quando a encontrei, na rua de minha casa. Assim como o burburinho de pessoas ao longe. As pessoas corriam em minha direção. O barulho de sirenes se aproximava.
Apertei o passo. Nos chocamos frente a frente. Em um abraço forçado, estranho...
Agora ela não está mais perdida, tem endereço completo.
Digo a moça do outro lado da linha, o nome da rua, número da casa, bairro... Ela pede que me acalme.
Mas estou tonto, muito tonto.
O curto espaço de sua tragetória a determinou perdida, mas não mais. Ela está abrigada em algum orgão do meu corpo.
Agora quem está perdido sou eu.
Está escuro, muito escuro...

:-)
O que é isso? Uma prosa? Uma poesia? Uma prosa poética? Como classifico? Apenas um momento da minha imaginação talvez.... Alguém sabe?

Submited by

quarta-feira, outubro 7, 2009 - 04:18

Poesia :

No votes yet

ZiZi

imagem de ZiZi
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 1 semana
Membro desde: 08/23/2009
Conteúdos:
Pontos: 274

Comentários

imagem de FlaviaAssaife

Re: Vitimas inocentes

Zizi,

O relato é envolvente apesar de sofrido, que triste realidade a de uma bala perdida!

Quem sou para afirmar, mas concordo com Marne, me parece uma crônica.

Bj

imagem de MarneDulinski

Re: Vitimas inocentes

ZiZi!

Vitimas inocentes
Penso ser uma crônica!
Meus parabéns
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ZiZi

Tópico Títuloícone de ordenação Respostas Views Last Post Língua
Poesia/Geral Jantar 2 372 11/21/2009 - 19:03 Português
Fotos/ - 1680 0 891 11/24/2010 - 00:40 Português
Fotos/ - 1681 0 808 11/24/2010 - 00:40 Português
Fotos/ - 1682 0 852 11/24/2010 - 00:40 Português
Fotos/ - 2163 0 856 11/24/2010 - 00:45 Português
Poesia/Geral 52 5 289 09/20/2009 - 12:06 Português
Poesia/Geral 52 e meio 0 485 11/18/2010 - 00:00 Português
Poesia/Geral Afagos na Desilusão 3 455 03/06/2010 - 13:32 Português
Poesia/Geral Angorá 2 255 09/19/2009 - 15:35 Português
Poesia/Geral Aquecedor de baixo custo para chuveiro 3 408 10/30/2009 - 21:08 Português
Poesia/Geral Atemporal 1 556 09/28/2009 - 12:37 Português
Poesia/Geral Atualizado o passado, renovada a dor 1 381 09/27/2009 - 03:56 Português
Poesia/Geral BODAS DE CANAÃ 5 449 09/17/2009 - 14:56 Português
Poesia/Geral Brazilian wax 1 511 11/21/2009 - 05:39 Português
Poesia/Geral Cachaça 3 194 09/26/2009 - 22:07 Português
Poesia/Geral Calo me calo 2 422 09/27/2009 - 01:17 Português
Poesia/Geral Cascas de ferida 1 659 04/16/2011 - 03:58 Português
Poesia/Geral Castelos da Infância 2 385 03/06/2010 - 04:14 Português
Poesia/Geral Cervejas e mulheres 4 219 09/20/2009 - 12:33 Português
Poesia/Geral Classificados 2 404 09/27/2009 - 15:38 Português
Poesia/Geral Cleópatra narcisista 5 484 09/25/2009 - 23:44 Português
Poesia/Geral Confissões animais 5 356 09/22/2009 - 11:48 Português
Poesia/Geral Consequências da meia noite 2 209 09/17/2009 - 14:57 Português
Poesia/Geral Corredor do tribunal 3 444 10/30/2009 - 18:30 Português
Poesia/Geral Despair 5 217 09/22/2009 - 06:23 Português