CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Alfarrabista

Reunia os documentos. Descobria-se em cada grão translúcido de pó que testamentos cuspiam. Sentia o mundo a fugir debaixo dos pés, quando na esquina do atlas da sociedade recôndita deste universo, descobria que tudo isto um dia vai acabar. Pensava por uma cabeça que se encontrava a cada momento sozinha, por opção. Desnorteados os momentos de desvio desta realidade que abria olhos ao sufoco dos segundos. Precisava de reforço de sentimentos. Urgiam os acenos de calma multicolor que prezava como garante de sobrevivência. Se o desespero tivesse forma, seriam as gotas de chuva que guarda em precioso exclusivo, com medo da selvajaria descontrolada da rotina meliante.

Submited by

quarta-feira, julho 8, 2009 - 18:36

Prosas :

No votes yet

psicolito

imagem de psicolito
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 20 semanas 3 dias
Membro desde: 06/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 415

Comentários

imagem de PedroDuBois

Re: Alfarrabista

bem colocadas palavras. parabéns. abraços, Pedro.

imagem de psicolito

Re: Alfarrabista/para pedro dubois

Oi Pedro:
Obrigado pela apreciação positiva.
Não achei grande profundidade neste pedaço de prosa, mas acho que ele reflecte mais um desnorte momentâneo de uma pessoa perdida.
Abraço.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of psicolito

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Fantasia Noite recortada em ti 0 424 05/13/2018 - 14:55 Português
Poesia/Intervenção Que se passa..... 2 388 12/30/2011 - 11:05 Português
Poesia/Meditação Costureirinha 0 755 10/08/2011 - 18:53 Português
Poesia/Meditação Duas cabeças 1 638 07/02/2011 - 15:38 Português
Poesia/Meditação Não 0 535 06/14/2011 - 18:34 Português
Poesia/Intervenção Democracia Verdadeira Já.... 0 557 06/04/2011 - 20:21 Português
Poesia/Dedicado A dormir se é feliz.... 0 1.073 05/22/2011 - 10:30 Português
Poesia/Geral ...sobre coisas 0 443 05/13/2011 - 19:22 Português
Poesia/Meditação Estaminé 1 907 04/19/2011 - 23:37 Português
Poesia/Meditação Indecisa a força maior de todos nós 5 862 02/16/2011 - 11:09 Português
Poesia/Dedicado Mais ou menos assim.... 0 1.024 02/11/2011 - 14:20 Português
Poesia/Meditação Povo somos ninguém 0 493 01/30/2011 - 16:39 Português
Prosas/Fábula Como morri... 8 1.050 01/21/2011 - 11:33 Português
Poesia/Meditação O amor é confuso.... 0 693 01/20/2011 - 11:14 Português
Prosas/Mistério Retalhar 0 1.069 12/18/2010 - 13:39 Português
Fotos/ - 1591 0 867 11/24/2010 - 00:39 Português
Fotos/ - 1590 0 969 11/24/2010 - 00:38 Português
Prosas/Romance Sentia-se Maria 0 922 11/19/2010 - 00:08 Português
Prosas/Pensamentos Oferece-me assim ao dia que raia... 0 762 11/19/2010 - 00:02 Português
Prosas/Pensamentos Lamaçal de ideias 0 658 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Pensamentos Estou chateado, e provo-o... 0 827 11/18/2010 - 23:48 Português
Prosas/Outros Formato das coisas podres 0 723 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Pensamentos Morte enpacotada 0 941 11/18/2010 - 23:47 Português
Prosas/Ficção Cientifica Assexuado 0 751 11/18/2010 - 23:47 Português
Poesia/Desilusão Inspirado em quem se inspirou na morte para homenagear 0 860 11/18/2010 - 16:32 Português