CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AMAR É JUVENTUDE ETERNA

Quem me dera ficar jovem para sempre
Na eternidade que te pertence o meu ser
Mas mesmo quando já for muito velhinho
Esta loucura por ti que despejo loucamente
Nos meus beijos que fazem suar o Sol
Será sempre vigorosamente jovem
E na tua entrega a mim rejuvenesço
Confiando que para sempre serei jovem
Desejando envelhecer a teu lado
Pela juventude até que o infinito nos consuma
E que a vida seja sempre a mesma canção
A canção que hoje canto e recanto feliz
Porque finalmente encontrei o amor
Nós encontramos o amor, somos o amor
Cada passo dado em frente é inspirado
Na cultura de amar com que me cativas-te
Tuas quaisquer palavras são serenas
Mesmo quando apontas meus erros
Para me transformar num melhor homem
Decorando na alma os sorrisos que provoco
Fazes-me sentir um herói incondicional
Ao sentir-te protegida deitada no meu peito
Murmurando quanto me amas e desejas
Em voz baixinha e sensualmente rouca
Ouvindo valorizo todos os nossos momentos
Que recordarei e contarei aos nossos netos
Ai, quem me dera ficar jovem para sempre
Pelo menos até quando acabe este amor
Nunca

Submited by

segunda-feira, março 24, 2008 - 18:39

Prosas :

No votes yet

Henrique

imagem de Henrique
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 7 semanas
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 34817

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Henrique

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Videos/Outros Já viram o Pedro abrunhosa sem óculos? Pois ora aqui o têm. 1 37.067 06/11/2019 - 09:39 Português
Poesia/Tristeza TEUS OLHOS SÃO NADA 1 1.638 03/06/2018 - 21:51 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O INFINITO SEJA O PRINCÍPIO 4 2.260 02/28/2018 - 17:42 Português
Poesia/Pensamentos APALPOS INTERMITENTES 0 2.156 02/10/2015 - 22:50 Português
Poesia/Aforismo AQUILO QUE O JUÍZO É 0 2.009 02/03/2015 - 20:08 Português
Poesia/Pensamentos ISENTO DE AMAR 0 4.021 02/02/2015 - 21:08 Português
Poesia/Amor LUME MAIS DO QUE ACESO 0 2.715 02/01/2015 - 22:51 Português
Poesia/Pensamentos PELO TEMPO 0 1.703 01/31/2015 - 21:34 Português
Poesia/Pensamentos DA POESIA 0 5.471 01/30/2015 - 23:06 Português
Poesia/Pensamentos DO AMOR 0 1.851 01/30/2015 - 21:48 Português
Poesia/Pensamentos DO SENTIMENTO 0 2.304 01/29/2015 - 22:55 Português
Poesia/Pensamentos DO PENSAMENTO 0 2.380 01/29/2015 - 19:53 Português
Poesia/Pensamentos DO SONHO 0 1.651 01/29/2015 - 01:04 Português
Poesia/Pensamentos DO SILÊNCIO 0 2.867 01/29/2015 - 00:36 Português
Poesia/Pensamentos DA CALMA 0 2.209 01/28/2015 - 21:27 Português
Poesia/Pensamentos REPASTO DE ESQUECIMENTO 0 1.881 01/27/2015 - 22:48 Português
Poesia/Pensamentos MORRER QUE POR DENTRO DA PELE VIVE 0 1.776 01/27/2015 - 16:59 Português
Poesia/Aforismo NENHUMA MULTIDÃO O SERÁ 0 1.784 01/26/2015 - 20:44 Português
Poesia/Pensamentos SILENCIOSA SOMBRA DE SOLIDÃO 0 2.947 01/25/2015 - 22:36 Português
Poesia/Pensamentos MIGALHAS DE SAUDADE 0 1.568 01/22/2015 - 22:32 Português
Poesia/Pensamentos ONDE O AMOR SEMEIA E COLHE A SOLIDÃO 0 1.481 01/21/2015 - 18:00 Português
Poesia/Pensamentos PALAVRAS À LUPA 0 2.402 01/20/2015 - 19:38 Português
Poesia/Pensamentos MADRESSILVA 0 1.439 01/19/2015 - 21:07 Português
Poesia/Pensamentos NA SOLIDÃO 0 1.774 01/17/2015 - 23:32 Português
Poesia/Pensamentos LÁPIS DE SER 0 1.687 01/16/2015 - 20:47 Português