CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

BOM DIA!

Acordo de manhã, bem cedo, e procuro alguém para sorrir e dizer bom-dia. Encontro o jornal, pedindo para ser aberto e lido para não se ficar completamente alienado do que vai pelo mundo. Primeira notícia, em manchete bem grande, é negativa: “BOLSA DESPENCA NOS EUA E CAUSA APREENSÃO MUNDIAL”. Meu coração se alarma, e o sorriso quase some do meu dia. Mas, sou teimosa, e ainda acho que vale a pena abrir os olhos para mais um dia de vida aqui neste Planeta. Meus olhos percorrem a primeira página do Jornal, e lá vem outra bomba: “ESCOLA ANTECIPA FÉRIAS POR FALTA DE SEGURANÇA”. Já não há revolta que caiba no peito, pois os humildes cidadãos pagam impostos e mais impostos, e o governo simplesmente está se omitindo de suas funções mais caras, que são a saúde, a educação e a segurança pública. Mais parece que está ao lado dos bandidos e querem destruir o mais rapidamente possível o que ainda nos sobra de Humanidade. Lá adiante, o Jornal grita: “DOUTOR MORTE MATOU PELO MENOS 215 PESSOAS”. Simplesmente, não sei mais o que pensar. Fecho o jornal e caminho pela minha cidade, ainda com vontade de dizer bom-dia para alguém, (afinal, ainda vivemos num cantinho sossegado do planeta, e podemos nos dar ao luxo de sermos felizes). Encontro fulana, que me conta da incrível depressão que a está assolando há um bom tempo. Não consigo sorrir, porque sei o que significa passar por uma depressão nos dias modernos. É solidão demais!!! Continuo percorrendo o meu caminho, e encontro alguém que, com toda a certeza, vai me dizer um bom-dia. Mas, a pessoa que passa por mim, mal tem tempo de xingar o governo por causa do aumento da gasolina, dos remédios e dos juros bancários. Olho para o céu e vejo o sol brilhando com toda a intensidade, tornando quase agradável o frio deste inverno. Hoje, decidi que vou ser feliz, e continuo procurando alguém para dar um bom-dia. Mas, fulano reclama – com razão – da colheita que não rendeu, e minha amiga quer contar sobre a superação do seu menino paraplégico, mas chora de dor, porque ainda não aceitou a situação da criança. Meu coração salta de desespero pelo filho dela, mas ele representa uma lição de vida para mim, e na sua luta desigual posso compreender a força que vem do Amor, chame-se ele Deus ou Perseverança. Quero chorar, mas ao mesmo tempo tenho que sorrir, porque ali está um menino de ouro reagindo com fortaleza contra as suas limitações.Penso para mim mesma, como é difícil imaginar alguém dando um bom-dia nestes tempos cheios de dor. Voltei para casa, e ainda havia serenidade dentro de mim, porque hoje acordei pensando em Deus e na força que vem do interior do coração e da mente. Entrei no meu quarto, peguei novamente o jornal, e busquei a penúltima página, procurando um alento no espaço dos poetas, que sabem como ninguém transformar a miséria da vida em ternura. Uma simples poesia trouxe-me de volta a tranqüilidade e foi então que descobri que vou morrer de poetar, porque, entre a queda da bolsa e a subida do crime organizado, tenho certeza de que sou iluminada quando posso ainda erguer os olhos para o céu, e dizer bom-dia a mim mesma, porque, importante de verdade, é o amor que a vida traz ao nosso coração e a coragem de procurar sempre algo de bom nas coisas mais simples da vida.

Saleti Hartmann
Professora e Poeta
Cândido Godói-RS

Submited by

sábado, outubro 10, 2015 - 04:20

Prosas :

No votes yet

saletihartmann

imagem de saletihartmann
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 dias 23 horas
Membro desde: 09/20/2010
Conteúdos:
Pontos: 538

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of saletihartmann

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Outros O QUADRO CRÍTICO DA EDUCAÇÃO 0 530 10/18/2016 - 22:55 Português
Prosas/Outros EDUCAÇÃO: TEMPO DE MUDANÇAS 0 493 10/16/2016 - 02:28 Português
Prosas/Outros A IMPORTÂNCIA E A URGÊNCIA DA EDUCAÇÃO 0 355 10/15/2016 - 23:55 Português
Prosas/Outros TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO: PROMESSA x REALIDADE 0 290 10/04/2016 - 04:22 Português
Prosas/Outros EDUCAÇÃO: APOSTAR NO QUE DEU CERTO 0 553 09/30/2016 - 01:18 Português
Prosas/Outros A AVALIAÇÃO POR NOTAS: UM QUADRO ESTATÍSTICO DA EDUCAÇÃO 0 459 09/15/2016 - 15:09 Português
Poesia/Geral UM LUGAR CHAMADO INFÂNCIA (A BONECA) 3 289 09/02/2016 - 12:43 Português
Poesia/Dedicado MEU PAI 2 388 08/31/2016 - 17:00 Português
Prosas/Outros TRIBUTO AO SOLDADO CONHECIDO 0 339 08/31/2016 - 03:20 Português
Prosas/Outros DATAS COMEMORATIVAS X CONSUMISMO X CAPITALISMO 0 291 08/18/2016 - 02:11 Português
Prosas/Outros INFORMÁTICA: UMA LINGUAGEM INTELECTUAL 0 173 08/10/2016 - 00:15 Português
Prosas/Cartas UMA CARTA PARA MEU PAI 0 562 07/13/2016 - 13:24 Português
Prosas/Saudade LEMBRANÇAS DE OUTONO 2 299 05/28/2016 - 00:05 Português
Poesia/Amor CONCERTO PARA UM CORAÇÃO SEM AMOR 0 242 05/26/2016 - 01:41 Português
Prosas/Mistério O ROSTO DE CRISTO 0 454 03/25/2016 - 04:33 Português
Prosas/Pensamentos VIDA E ESPIRITUALIDADE 0 122 03/25/2016 - 04:26 Português
Prosas/Outros SURPRESAS DE QUEM ESCREVE... 0 195 03/21/2016 - 02:15 Português
Poesia/Meditação HÁ UMA FLOR NO JARDIM... 1 433 03/04/2016 - 21:35 Português
Poesia/Meditação PLENITUDE 0 215 02/23/2016 - 03:18 Português
Prosas/Terror ABOLIR A PENA DE MORTE 0 560 02/23/2016 - 03:08 Português
Poesia/Meditação A CRIANÇA 0 275 02/18/2016 - 03:31 Português
Poesia/Meditação A BUSCA 0 241 02/18/2016 - 03:23 Português
Prosas/Contos A COR DA PELE 0 477 02/18/2016 - 03:15 Português
Prosas/Tristeza EDUCAÇÃO OU MARGINALIDADE 0 354 01/11/2016 - 03:39 Português
Poesia/Meditação HÁ GENTE... E "GENTE" 0 349 12/10/2015 - 04:06 Português