CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

A cave..

Entrai...

Sejam bem vindos, nesta cave sórdida, pairam aromas hediondos, cadáveres pregados no tecto cambaleiam para a frente e para trás, numa dança solta e sem alma.

Pé ante pé, tenta fazer o menor ruído possível, abre bem os olhos, os demónios andam camuflados de símbolos, libertam uma macumba homicida e tu inocente, quando dás por ti, estás envolto nesta mescla de fluídos do inferno, num segundo estás num bordel rodeado de caras cínicas, um cheiro podre a álcool e tabaco, a tua face enrugada, cansada, queimada da má vida.

Noutro segundo estás numa cama de hospital, débil, inerte, ofegante, de olhar vago e reflexos previsíveis e lentos, sem aquela audácia que te caracterizou em tempos.A necessitar de ajuda psíquica e física, foi-te diagnosticado uma insuficiência hormonal, que se esgueirou das tuas defesas e proliferou no teu sistema imunitário e fez erguer sobre ti um pesado fardo impossível para o vulgo humano suportar!

A viagem segue para um cenário de guerra, só vês morte e desgraça, confronto despropositado e tu lívido, cego de ódio obtuso e sem motivo, de metralhadora em punho, dizimas vidas ao livre arbítrio, sem sequer pensar no que cada vida dessas representa, contem, ou em que é que consiste.A sua essência esvai-se na ferocidade de um disparo e na trajectória assassina duma bala!

Estes três cenários de situações limite transportam-te para um limbo de amargura e descrença tal que a única escapatória é venderes a alma ao diabo, ele te oferecerá dinheiro, tentações, vícios e ilusões.
Enfim, todo o deleito do ser humano numa só poção, que esvaziará o teu hipotálamo e o fará descer a um nível ridículo de futilidade e plasticidade!

Agora abre os olhos...

com calma...abre lentamente os olhos...

o que vês a tua volta?
Os esqueletos, os símbolos, os caixões, velhos amorfos amarrados a garrafões, nesse vil liquido afogam desilusões...

estás de partida?

Então obrigado, por teres vindo, à cave do Diabo!

Submited by

quarta-feira, outubro 19, 2011 - 18:30

Prosas :

No votes yet

Famaz

imagem de Famaz
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 6 semanas
Membro desde: 03/14/2011
Conteúdos:
Pontos: 620

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Famaz

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Eventos Poesia Ardente no Centro de Lingua Portuguesa, Instituto Camões, em Praga, na Republica Checa! 0 1.700 04/02/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Rock e Prosa! 1 1.051 03/21/2012 - 20:34 Português
Poesia/Meditação Luz. 0 734 03/21/2012 - 19:44 Português
Poesia/Geral Vazio 0 798 03/21/2012 - 19:40 Português
Poesia/Gótico Fim dos Tempos.. 0 1.068 03/11/2012 - 03:43 Português
Poesia/Geral A Carta 0 627 03/11/2012 - 03:40 Português
Poesia/Geral Rua 0 800 03/09/2012 - 05:06 Português
Poesia/Fantasia Poesia de Rua 0 651 03/06/2012 - 03:43 Português
Poesia/Dedicado Serra! 0 661 03/03/2012 - 21:05 Português
Poesia/Meditação Serra 0 821 03/01/2012 - 04:54 Português
Prosas/Fábula Aeris: A Rainha do amor! 0 1.361 02/26/2012 - 03:45 Português
Poesia/Fantasia Apocalipse! 0 701 02/19/2012 - 01:58 Português
Poesia/Paixão Volta 0 642 02/14/2012 - 03:33 Português
Poesia/Fantasia Renascido 0 688 02/07/2012 - 03:06 Português
Poesia/Gótico Placenta 0 962 02/07/2012 - 02:30 Português
Poesia/Gótico Branca de Neve e os seus 7 Caixões! 0 1.268 02/07/2012 - 02:28 Português
Críticas/Séries TV Novos tempos 0 968 02/01/2012 - 03:14 Português
Fotos/Fotojornalismo Artigo no Jornal Opinião Publica. 0 1.834 02/01/2012 - 02:58 Português
Fotos/Eventos Plateia presente no anfiteatro! 0 1.136 02/01/2012 - 02:51 Português
Fotos/Eventos Lançamento do meu livro "Poesia Ardente" 0 1.103 02/01/2012 - 02:47 Português
Poesia/Fantasia Arco-íris 1 921 01/31/2012 - 11:32 Português
Poesia/Amizade Faço favor 0 1.146 01/16/2012 - 03:50 Português
Poesia/Intervenção O dia da mudança! 0 634 01/16/2012 - 03:45 Português
Poesia/Geral A dança dos imorais 0 877 01/16/2012 - 03:42 Português
Poesia/Fantasia Poéticamente 0 652 01/02/2012 - 22:58 Português