CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Eu sei que foi você - capítulo 13

À hora do intervalo, Marcelo seguiu Cassandra e entrou na biblioteca, procurando-a.
Encontrou-a sentada no chão, de cabeça baixa. Chegou perto.Sem levantar a cabeça, ela falou:
-Eu quero ficar só. Por favor, deixe-me.
Respirando fundo para conter o susto, Marcelo falou:
-Cassandra, eu queria saber...
-Não vou lhe falar nada.
-Mas eu nem lhe disse o que pretendia.
-Seja o que for, não vou dizer, Marcelo.
Cuidadosamente, Marcelo chegou mais perto e notou.
-Cassandra, você está chorando? O que foi que aconteceu?
Ela levantou os olhos e pediu:
-Marcelo, deixe-me sozinha.
Negando-se a sair de perto dela, ele falou:
-Cassandra, você não quer se abrir? É por causa da Michele ou do Narciso?
-Eu queria não ser quem sou, Marcelo.
-Mas por que, Cassandra? Não há nada errado com você.
-Gostaria de ter certeza disso.
Sentou perto dela.
-Se o Narciso está lhe amolando, posso lhe ajudar. E não ligue para a Michele. Ela é uma idiota.
-Quem não vê?
-Cassandra, ficar aqui sozinha não é bom.
Ela olhou para ele, que continuou:
-Sabe, eu não acho você feia ou esquisita.
-Obrigada.
-Por que não vamos à lanchonete?
-Vão ver que chorei.
-Então, posso ficar aqui?
-Está bem, pode.
As lágrimas lembravam gotas de cristal no rosto delicado. Instintivamente, Marcelo estendeu a mão, enxugando seus olhos e ela suspirou:
-Por que eu sou quem sou, Marcelo?
-Não há nada errado em você, Cassandra. Ter olhos de cores diferentes é raro, mas não é um defeito.
-Não, não é isso.
-Bem, não vou perguntar o que é. Você não vai responder.
-Ser quem sou me faz ser tão sozinha.
-Calma, nem todos são idiotas. Se você se abrir e procurar, pode fazer amigos.
-Você é tão legal, Marcelo.
-Você é legal, Cassandra. Por que se isola?
-Porque preciso do silêncio e a biblioteca é o único lugar onde posso ter silêncio.
Ele não entendeu mas não pediu explicações. Fora atrás dela para perguntar sobre a rixa com Narciso, porém vira que ela não lhe responderia. Gentilmente, ofereceu-lhe uma bala. Ela a pegou com timidez.
-Obrigada.
Ao tocar o sinal do fim do intervalo, ele a ajudou a levantar.
-Acho melhor eu lavar o rosto.
-Eu acompanho você.
-Se nos virem juntos, dirão que somos namorados.
-Estou me lixando. Digam o que quiserem.
Marcelo esperou do lado de fora do banheiro feminino. Quando ela saiu, ele pediu:
-Cassandra, quer que eu seja seu amigo?
Ela sorriu, dizendo:
-Quero.
-Vamos à sala de aula.
Viram-nos entrar na sala de aula e começaram a cochichar:
-E ainda vão negar?

Submited by

quarta-feira, julho 2, 2014 - 13:28

Prosas :

No votes yet

Atenéia

imagem de Atenéia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 anos 10 semanas
Membro desde: 03/21/2011
Conteúdos:
Pontos: 2453

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Atenéia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Don't call me anymore 1 1.846 03/14/2018 - 13:22 inglês
Poesia/Geral Now, we are together 1 2.169 03/13/2018 - 21:29 inglês
Poesia/Fantasia Give me wings 1 1.790 03/13/2018 - 21:29 inglês
Poesia/Amor How can I show you 1 2.119 03/13/2018 - 16:48 inglês
Poesia/Tristeza You'll never be forgotten 2 2.289 03/10/2018 - 13:37 inglês
Poesia/Geral Não haverá mais segredos 1 1.100 02/09/2018 - 10:39 Português
Poesia/Tristeza We're never ready to say goodbye 0 2.251 03/12/2017 - 11:42 inglês
Poesia/Amor Sentimentos 0 1.240 01/19/2017 - 23:46 Português
Poesia/Geral Irmão 0 1.297 01/07/2017 - 21:42 Português
Poesia/Desilusão I'll never see you again 0 2.061 01/03/2017 - 15:02 inglês
Poesia/Desilusão O seu melhor 0 2.037 01/03/2017 - 14:58 Português
Poesia/Desilusão O último adeus 0 1.311 12/28/2016 - 16:36 Português
Poesia/Meditação Aonde pensamos 0 1.418 12/28/2016 - 16:32 Português
Poesia/Gótico A velha do saco de ossos 0 1.998 11/23/2016 - 16:45 Português
Poesia/Gótico Presenças espectrais 0 1.503 11/23/2016 - 16:36 Português
Poesia/Desilusão Don't come back to me 0 1.826 11/17/2016 - 16:11 inglês
Poesia/Geral Teu grito 0 1.637 11/17/2016 - 16:08 Português
Poesia/Gótico Peso morto 0 1.943 11/16/2016 - 23:36 Português
Poesia/Desilusão Learn to live alone 0 3.410 11/12/2016 - 11:23 inglês
Poesia/Meditação Torta 0 1.519 11/10/2016 - 16:23 Português
Poesia/Gótico O coração dilacerado 0 2.061 11/07/2016 - 15:48 Português
Poesia/Fantasia O presente 0 1.652 11/07/2016 - 15:45 Português
Poesia/Amor Ready to love 0 2.441 10/27/2016 - 21:42 inglês
Poesia/Amor Laços 0 1.942 10/27/2016 - 21:38 Português
Poesia/Fantasia Esta loucura 0 2.812 10/26/2016 - 16:18 Português