CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

PENSAMENTOS 30

 

                                                           30

 

Quem é que não gostaria de ser feliz? Tenho a certeza que é o desejo de todos os seres humanos mas, se uns gostam de o ser, existem outros que não o são e não deixam os outros ser, criando problemas de toda a ordem, só por que eu não sou e tu também não podes ser. Poucas são as pessoas que são totalmente felizes, principalmente nas sociedades ditas civilizadas que, é onde o dinheiro é a arma principal para alcançar a felicidade e também para as guerras, as quezílias, grandes contendas, ódios, portanto, a felicidade nestas civilizações avançadas tem um conceito diferente e apenas uma miragem, porque a luta pela vida é árdua e nem sequer há tempo para ser feliz mas, apenas para se sobreviver e nesta corrida infernal que designo de corrida de ratos da toca para o trabalho e do trabalho para a toca, passa o tempo da vida, sem que nunca se tenha encontrado a felicidade verdadeira, cada um é feliz ou não à sua maneira.

É principalmente quando se entra para o mercado do trabalho que, a responsabilidade de cada ser humano começa e paralelamente começam também os problemas, lutando - se arduamente, gastando a saúde para ganhar dinheiro e alguma dignidade mas, a felicidade raramente se encontra, porque o ser humano é um animal insaciável, nunca está contente com o que tem e eu acrescento, felizmente que é assim mas, demasiado também faz mal, quer a si quer aos outros.

Felizes são os povos que ainda vivem na natureza no seu estado natural de pureza, sem o dinheiro metido pelo meio das suas vidas, vivendo sem preocupações, completamente relaxados, porque a natureza lhes dá tudo, até a felicidade que eles não sabem o que é mas, o que interessa é o seu estado de alma em que vivem que é a sua felicidade; não há concorrência desleal, não há guerras, nem ódios, todos vivem alegremente, com apenas a preocupação de se alimentarem, porque nem de roupa precisam, é a natureza verdadeira, usando apenas as condições climatéricas propícias que ela lhes oferece. A esta comunidade costumamos designá - la por selvagem, sem cultura alguma mas, eu não partilho da mesma designação, porque selvagens somos nós que nos matamos uns aos outros, sem dó nem piedade e contribuímos todos os dias para a degradação do planeta que, é o único lugar onde ainda podemos viver mas, não será por muito tempo, porque a luta pelo dinheiro há - de destruí - lo completamente e com eles morrem os felizes e os infelizes, perdemos todos mas, todos sabemos que é assim e não voltamos atrás para corrigirmos as nossas atitudes.

Se todas as civilizações se entendessem e lutassem todos para alcançar a felicidade, sem colidir com a felicidade dos outros, assim, sim o planeta Terra seria um paraíso para todos nós. Como tal não é possível, só nos resta atingi – la em pleno com um belo sonho num sonho feliz; felizmente que ainda podemos sonhar com a felicidade mas, nem todos nos podemos gabar de sonhar com ela, porque a luta constante pela vida, a partir duma certa altura, não nos deixa tempo para termos esta linda ilusão; devíamos pensar bem e não correr tão depressa atrás do dinheiro, pondo muitas vezes em perigo a própria saúde que nos alimenta a vida; se pretendemos alcançar a felicidade que, apesar de tudo, ainda é possível agarrá – la mas, infelizmente a sociedade humana, o que quer é o dinheiro, custe o que custar, pensando que a felicidade vem depois. Isto poderá acontecer, no entanto, este pensar é bastante negativo, porque o amor tem de ser verdadeiro, senão, não vale a pena vivermos a enganar – nos e por isso, ou mudamos a nossa mentalidade ou então cada vez nos afastamos mais dela.

A felicidade não cai do céu como a chuva, é preciso lutarmos muito por ela mas, com as armas do amor e da honestidade, caso contrário nunca mais a encontramos, portanto, é preciso muita dedicação e amor à vida, não esquecendo o amor e o respeito pelos outros, para que a felicidade consciente e completa, nos invada alma enquanto vivermos.

Às vezes, a felicidade está onde menos esperamos e por isso, é preciso usarmos a inteligência, conhecermos bem as pessoas e o ambiente que nos rodeia, não forçar desesperadamente o encontro com ela, porque se lutarmos para a merecermos, acabaremos mais tarde ou mais cedo ter o tal encontro com ela; o que é preciso é acreditar e ter muita fé naquilo que pretendemos e somos capazes e, acima de tudo acreditarmos em nós próprios.

Às vezes é preciso passarmos um mau bocado na vida, para vivermos um bocado mais e se nesse bocado formos felizes, valeu a pena o mau bocado por que passámos; sem muito trabalho, espírito de sacrifício e força de vontade, nada se consegue, o que é preciso é ter fé e acreditarmos sempre que somos capazes mas, sem tirar a fé dos outros.

Que felicidade é que podemos ter, sem lutarmos para conseguirmos o que queremos, sem termos o sabor da vitória da batalha pela vida? Quanto mais difícil for a batalha mais saborosa é a vitória e, é assim que a felicidade é

merecida.

 

 

Submited by

quarta-feira, outubro 26, 2016 - 10:08

Prosas :

No votes yet

José Custódio Estêvão

imagem de José Custódio Estêvão
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 semanas 5 dias
Membro desde: 03/14/2012
Conteúdos:
Pontos: 7749

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of José Custódio Estêvão

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Pensamento 0 226 12/20/2019 - 17:18 Português
Poesia/Meditação Pensamento 0 137 12/20/2019 - 17:13 Português
Poesia/Amor Três coisas 2 206 12/12/2019 - 18:00 Português
Poesia/Geral AS ONDS DO MAR 5 2.199 12/09/2019 - 13:23 Português
Poesia/Fantasia O MEU NOME 0 794 12/14/2018 - 11:36 Português
Poesia/Meditação O TEMPO LEVA TUDO 0 1.016 09/28/2018 - 15:56 Português
Prosas/Pensamentos 34- O HOMEM 6 1.501 03/21/2018 - 16:04 Português
Poesia/Amor VERMELHO 0 1.292 09/04/2017 - 10:13 Português
Poesia/Amor UMA ORQUÍDEA PARA TI 0 1.700 07/17/2017 - 10:50 Português
Poesia/Meditação AS PEDRAS DOS RIOS 0 2.068 06/07/2017 - 09:54 Português
Prosas/Pensamentos PENSAMENTOS 34 0 1.497 05/24/2017 - 11:09 Português
Poesia/Amor AMO-TE COMO ÉS 0 1.512 05/24/2017 - 10:59 Português
Poesia/Meditação SABER SER FRELIZ 0 874 05/09/2017 - 16:51 Português
Poesia/Amizade TU 0 993 04/21/2017 - 11:52 Português
Poesia/Meditação PARA DE TE QUEIXAR 2 1.051 03/26/2017 - 20:34 Português
Poesia/Meditação PARA QUÊ MATAR? 5 2.273 03/24/2017 - 12:31 Português
Poesia/Meditação CHEGAR, VER E VENCER 0 1.575 03/13/2017 - 15:57 Português
Poesia/Amor BEIJOS TEUS 0 1.245 02/22/2017 - 11:12 Português
Poesia/Amor OLHANDO O MAR 0 885 02/08/2017 - 11:26 Português
Poesia/Amor SAUDADE 0 1.261 02/01/2017 - 11:29 Português
Poesia/Geral FRIO 0 965 01/26/2017 - 11:27 Português
Poesia/Geral FRIO 0 1.020 01/26/2017 - 11:23 Português
Poesia/Fantasia AS ONDAS DO MAR 0 960 01/11/2017 - 10:49 Português
Poesia/Meditação AMANHECEU OUTRA VEZ 0 1.101 01/04/2017 - 12:22 Português
Poesia/Alegria RIR 0 2.018 12/21/2016 - 10:58 Português