CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

SÉRIE: CARTAS DE AMOR

SÉRIE: CARTAS DE AMOR.

CARTA Nº 1

Jorge,
A vida nem sempre nos contempla com a felicidade. No entanto ás vezes ela não está longe de nós. Basta apenas um toque mesmo ao de leve e ela aparece como por encanto. Revendo na minha mente o que foi a nossa relação de um ano e dois meses, acho que faltou esse toque ao de leve. Chegamos a ter tudo para sermos felizes: Paixão, amor e uma boa cumplicidade.
Porém, essas qualidades não puderam resistir a certos fatores tais como intromissão alheia na relação e ciúme tanto da tua parte como da minha.  Daí a sua decepção em relação á minha pessoa. Eu também fiquei decepcionada, com certeza cheguei a exigir de você o que naquele tempo o Jorge não me podia dar. Por causa de tudo isso faltou aquele toque ao de leve para fortalecer a nossa relação e por tal motivo ela quebrou. Quando se vive uma grande paixão, tal como a que nós vivemos, deixamos de ver certas coisas importantes. Embalados no que nós pensávamos ser amor não enxergamos mais além. Um poeta escreveu estes versos:

Paixão é fogo ardente
Um sentimento premente
Que impede toda visão
Essa pessoa apaixonada
Está dormido, embalada.
Num sonho mera ilusão.

Em parte foi verdade no nosso caso.  Na maioria das relações apaixonadas quando aquela paixão ardente se apaga, não fica mais nada. No entanto entre você e eu, apesar de tudo, estou segura que ficou algo. O fato de te estar escrevendo esta carta, o que não está sendo fácil, é uma prova de que nas cinzas desse fogo intenso vivido por nós, ainda sobrou amor. Estou sabendo que você também ainda sente amor por mim. O mesmo poeta descreveu o verdadeiro amor (Ágape em grego) desta maneira:

Ágape era o mais altruísta
Tudo dar sem nada receber
Tal amor se deve cultivar
Amor ágape jamais é egoísta
Em toda relação devemos ter
Este modo tão especial de amar.

Eu estou disposta a te dar esta espécie de amor. Se você deseja entrar de novo em uma relação tendo este amor como base, eu penso que isso vai ser o toque ao de leve para que sejamos felizes. Porque não recomeçar sobre a base do amor genuíno? Não teremos nada a perder, mas muito a ganhar!
Quer tentar? Eu quero!

Sandra

CARTA Nº 2

Branca,

Antes de mais peço desculpa pela minha ousadia. Saiba, porém, que o motivo desta carta é para mim da mais séria importância e quem sabe, se para você também.
Depois que passou a morar no bairro, todas as manhãs vejo a Branca passar diante da minha loja.  Acho-te linda e elegante. Outro dia li um poema lindo e depois disso sonho com você.
O titulo é: Amor à primeira vista.
Copio o último verso:
   
Encantados nós os dois
Juntos andando e depois,
Nessa praia maravilhosa
A imensidão do mar à vista
Nos beijamos ternamente.
Nos oferecemos mutuamente
Nosso coração, uma rosa.
Foi uma mutua conquista
Foi amor à primeira vista!

Para mim, não tenho dúvida, te amo desde quando te vi pela primeira vez. Por intermédio de algumas de suas vizinhas pude saber algumas coisas interessantes sobre a sua vida. Soube que tem mais idade do que eu e que é livre. Esteve casada com um importante empresário carioca, não tem filhos e depois da separação legal veio viver aqui na comunidade na casa de sua mãe. A Branca exerce uma das profissões mais gratificantes, é professora.
Falando um pouco sobre mim, posso dizer em primeiro lugar que sou muito tímido. Tenho 27 anos, sou solteiro, mas vivi oito anos com uma moça, a qual me deu duas filhas. A nossa relação começou quando ela tinha apenas quinze anos e eu dezessete. Devido á pouca idade e experiência a nossa vida em comum nunca deu certo. Faz agora dois anos que ela foi embora não sei para onde, deixando as minhas filhas comigo. A Vanessa tem seis anos e a Eliane dois anos e meio. Embora sejam os meus pais que as estejam criando, ainda não perdi a esperança de reconstituir a minha família. Viver com a mulher amada e as minhas filhinhas é o meu sonho. Ficaria feliz se a Branca quisesse compartilhar comigo este sonho.
                      
                        Alberto

CARTA Nº 3

Alberto,

A sua carta me surpreendeu, pois não sabia que tinha um admirador secreto aqui na comunidade. Para um tímido confesso, a ousadia em me escrever parece  contrariar isso. Eu hesitei muito antes de decidir te responder. Após um casamento fracassado e um divórcio traumatizante eu estou achando que não tenho mais direito ao amor e á felicidade. No entanto as suas palavras mexeram comigo, sobretudo esta frase: "o motivo desta carta é para mim da mais séria importância e quem sabe se para você também".
As palavras: quem sabe... podem encerrar algo de muito importante tanto para você como para mim. A minha mãe conhece bem a sua história, pois é amiga de uma das suas tias. Ela acha que você e eu temos algo em comum muito importante: Vários anos de vida frustrada e infeliz. Mamãe usou estas palavras: Quem sabe... se depois de tanto sofrimento, não poderão ainda ser felizes juntos. Sabe Alberto, dos meus três anos de casamento, só fui feliz até ao dia em que exames médicos mostraram que eu nunca poderia ter filhos.Sofro dum defeito congênito que me impede de engravidar. O meu ex-marido nunca aceitou esse fato. Sendo de descendência holandesa, queria mostrar, com orgulho, á sua família na Holanda um descendente loiro de olhos azuis. Como isso não poderia acontecer, me infligiu muitas humilhações diante da família e amigos, dizia: Ela é uma erva daninha que nunca dará fruto, não vale mesmo nada. Mais tarde por intermédio de uma amiga assistente social soube que havia um menino recém nascido que poderia ser adotado, a mãe morrera vítima de uma bala perdida. Uma pequena reunião foi marcada no hospital onde estava a criança. Estavam presentes um funcionário do serviço de adoções, a assistente social, dois médicos e nós.
Quando trouxeram o bebê meu marido deu dois urros: Eu não vou adotar isso, um negro! Jamais. E saiu correndo.
As humilhações continuaram.Em ocasiões festivas oferecia flores às suas funcionárias, mas a mim nem se lembrava que era a minha festa. Até que um dia soube que a minha melhor amiga estava esperando um filho dele, aí optei pela separação.
De tudo isso guardei seqüelas. Tenho tendência a deprimir, me irrito com  facilidade e tenho crises de angústia. No entanto assim como quando nos queimamos o melhor remédio é passar água bem gelada na queimadura, assim preciso de alguém quem me trate com carinho  e amor o que nunca tive durante o meu casamento.Se o Alberto quer aceitar o desafio venha uma destas noites aqui em casa para conversarmos. Eu não costumo sair á noite. Se você aceitar a minha condição de mulher estéril, quem sabe se você será um bom marido para mim e eu uma boa mãe para a Vanessa e a Eliane.

Branca

CARTA Nº 4

José Carlos,

Recebi hoje a sua carta e fiquei abismada. Nunca pensei que aquele homem carinhoso e solícito com quem dancei na festa de aniversário da sua irmã, virasse alguém inflexível. Lembra que combinamos trocar cartas enquanto você estivesse no exterior? Isto porque tínhamos simpatizado um com o outro e que uma relação amorosa seria viável entre nós. Porém, na sua carta leio que você mudou de idéia porque acha que eu não sou a pessoa indicada para te fazer feliz. Cito as suas palavras: Disseram-me que você faz parte da religião que participa nos escândalos do mensalão e cujos membros são uns fanáticos. Sendo assim não quero mais nada com você.
Estive quase para não responder a essa carta, aliás, por mim mesma não seria capaz, eu não tenho a sua instrução. Tive de pedir a ajuda de alguém. Em primeiro de tudo te digo que você foi mal informado. Os meus pais são dessa religião eu os acompanhei desde menina, mas hoje não tenho nenhuma religião. Para seu esclarecimento vou relatar um episódio triste da minha vida que eu me esforço por esquecer, mas que a sua carta me fez lembrar. Quando fiz 17 anos, no colégio conheci um rapaz muito legal e me apaixonei por ele. Ele é católico a sua família é tradicionalmente católica. Ora quando contei aos meus pais eles disseram que me deixariam namorar só se o rapaz se tornasse evangélico. O rapaz achava isso absurdo e dizia que me amava e seu eu o amava não devia ser uma religião que nos devia separar. Em casa eu fui clara com meus pais: Nós nos amamos e vamos ficar junto.
Eles acharam que eu estava errada e me trancaram em casa, aí eu quebrei tudo no meu quarto e tentei me suicidar. Eles então falaram lá na igreja do problema. Um bispo e um pastor disseram que eu estava endemoninhada e que eles iam fazer uma sessão de exorcismo para expulsar o demônio. Durante essa sessão eu me rebelei e aqueles dois me espancaram de tal modo que tive de receber tratamento em um hospital. Quando quis dar queixa deles os meus pais impediram isso. Logo fiz 18 anos e a partir daí os meus pais não se opuseram mais, mas o rapaz ficou assustado com o tudo isso e rompeu comigo. Desta forma eu perdi a fé nessa religião, mas felizmente continuo acreditando em Deus e na Bíblia, mas não pratico nenhuma religião. Depois deste esclarecimento acho que não temos mais nada a nos dizer. Reconheço que me enganei a seu respeito.

Abigail

CARTA Nº 5

José Carlos,

Após a leitura da sua carta fiz estas perguntas a mim mesma: Está sendo sincero? Está sendo um grande cara-de-pau? Ou está achando que sou boba? Um homem inteligente e futuro cirurgião se deixar levar por uma fofoca de ex-namorada, acho que você está sendo muito cara-de-pau. Na sua carta você afirma ter sido enganado por ela e me pede desculpa. Aí até pode estar sendo sincero. No entanto fique sabendo que não sou boba não. A sua reação em terminar aquilo que mal tínhamos começado porque: Disseram - me, (cito as suas palavras) me alerta para o fato de que se nós entramos em uma relação séria e lhe disserem algo de mim você vai acreditar. Eu não possuo a sua instrução, mas quando me falam mal de alguém, antes de fazer qualquer julgamento, vou falar com a pessoa envolvida. Nunca devemos escutar só um lado, temos de ouvir os dois e só depois poderemos com conhecimento de causa emitir um parecer ou um julgamento. Depois porque acreditar em uma ex-namorada? Se ela souber que você achou uma nova relação ela vai fazer tudo para impedir isso. E tais armações não acontecem somente nas novelas, na vida real também. Nesta sua carta você também diz o seguinte: Fazer apelo a alguém para escrever as suas cartas mostra insegurança nos seus sentimentos. Permita-me discordar de você. Eu estou segura dos meus sentimentos, apenas quero ser clara e que o meu correspondente entenda bem o meu ponto de vista. Tanto mais que nos meus estudos eu sempre fui má aluna em redação. Bom, eu vou ficar por aqui e só me resta dizer que se você está sendo sincero, no seu regresso ao país poderemos falar pessoalmente sobre tudo isso. Talvez nos possamos entender e aplainar algum mal entendido.

Abigail

CARTA Nº 6

Mulher,

Escrevo-te esta carta para te dizer que te amo. Tenho muitos motivos para te amar.
Durante nove meses, abrigado no seu ventre me desenvolvi como ser humano e você mulher estava fazendo tudo por mim, com muito amor e carinho. Não fazia esforços desnecessários, cuidava sua alimentação. Não tomava álcool.  Sobre tudo não fumava, nem permitia que alguém fumasse ao seu lado. Estava sempre dizendo: Tenho de fazer atenção ao meu bebê. Por vezes eu mexia-me e causava-te dor, mas você sorria. No final do tempo você teve muita dor, sofreu bastante, mas depois estava feliz apertando-me nos braços. Aconchegou-me no seu seio para me alimentar. Quanta noite passou sem dormir para me cuidar. É verdade que um dia, por motivos alheios à sua vontade, a vida lhe faltou e você partiu. Quase não te conheci! O meu pai cuidou de mim, mas não foi nunca a mesma coisa sem você, mulher. Faltou-me a mão feminina para acariciar com amor a minha infância. No entanto através da minha vida pude apreciar quanto uma mulher é importante na família. É cozinheira, lavadeira, faxineira, professora, secretária e quanta coisa você é mais. Acima de tudo você tem muito amor e dedicação pelo seu marido e por seus filhos.Se nós homens tivéssemos de pagar por todas as suas atividades no âmbito familiar, nem todo o dinheiro do mundo pagaria isso. Através das Escrituras Sagradas aprendi que no início da história humana, você foi enganada e induziu o seu marido a cometer o mesmo erro que você. Muitas vezes se ouve dizer: "A culpada de tudo isso foi Eva, a primeira mulher". Isso não é verdade.
Vejam o que diz o apóstolo Paulo em 1 Timóteo 2: 13:
- E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. No entanto ela ficará a salvo por dar à luz filhos...
A culpa foi do homem, porque tendo recebido as instruções diretamente de Deus no que dizia respeito a não comer do fruto da árvore proibida, ele não podia ser enganado. Como chefe da família humana ele devia ter mostrado à esposa que ela tinha sido enganada e ele mesmo não devia ter desobedecido ao seu Criador. Por essa razão em Romanos 5:12 lemos:
- É por isso que, assim como por intermédio de um só homem entrou o pecado no mundo e a morte por intermédio do pecado, e assim a morte se espalhou a todos os homens...
Se ele tivesse exercido a autoridade que lhe fora confiada por Deus, com certeza a vida seria bem melhor, e até você mulher não sofreria ao dar à luz seus filhos.
Apesar de tudo as Escrituras aconselham os maridos a amarem as suas esposas.  A carta aos Colossenses capitulo 3, versículo 19 diz:
- Vós, maridos, amai as vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas.
Assim mulher, você é merecedora do respeito, do carinho e amor do seu marido. Como diz o poema aí em baixo: Se não existisse a mulher / Felicidade não existiria / A vida seria vazia / Homem não seria ninguém.
Por todos estes motivos, MULHER EU AMO VOCÊ.

SIMPLESMENTE MULHER
Seja loira ou morena
Seja alta ou pequena
Sempre tem sua beleza
Interior ou exterior
Foi criada para o amor
Por meio da maternidade
É a mãe da humanidade

Para deleite do homem
Deus tão linda a pintou
Infelizmente ela, porém,
Muitas vezes desprezada
E tratada sem afeto,
Sem carinho, maltratada.
É considerada objeto.

Se arrumou companheira
Romântica dedicada,
Dê-lhe a honra devida,
Ame-a da melhor maneira
Faça dela a sua querida,
Trate-a como flor delicada
E ame-a por toda a vida.

Se não existisse a mulher
Felicidade não existiria
A vida seria vazia
Homem não seria ninguém
Não esqueçamos que a mulher
Essa simplesmente mulher
É acima de tudo a Mãe!

NOTA: A SÉRIE DE 6 Cartas de Amor é da autoria de Victor Alexandre.

Submited by

sábado, novembro 24, 2012 - 10:39

Prosas :

No votes yet

VICTOR ALEXANDRE

imagem de VICTOR ALEXANDRE
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 anos 4 dias
Membro desde: 03/13/2011
Conteúdos:
Pontos: 1162

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of VICTOR ALEXANDRE

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral O CHORO DA POETISA 1 370 02/27/2018 - 09:19 Português
Poesia/Geral AMBIÇÃO PODER E DINHEIRO 0 443 02/12/2013 - 10:12 Português
Poesia/Geral SEDE DE PODER 0 616 02/09/2013 - 17:43 Português
Poesia/Geral MONOLOGO 0 394 02/05/2013 - 12:05 Português
Poesia/Geral CARNAVAL NO RIO DE JANEIR 0 1.399 01/28/2013 - 07:54 Português
Poesia/Geral CARNAVAL NO RIO DE JANEIR 0 450 01/28/2013 - 07:54 Português
Poesia/Geral A LUTA DE UM VELHO PADRE 0 401 01/27/2013 - 08:29 Português
Poesia/Geral O RESPEITO 0 524 01/24/2013 - 08:23 Português
Prosas/Outros RAZÕES PARA DORMIR E DESPERTAR CEDO... 0 784 01/22/2013 - 08:12 Português
Poesia/Geral FAZER O BEM 0 406 01/18/2013 - 09:22 Português
Poesia/Geral VIVA A SOLIDARIEDADE! 0 349 01/16/2013 - 07:53 Português
Prosas/Outros ESTAMOS VIVENDO OS ÚLTIMOS DIAS DESTE MUNDO? 0 447 01/11/2013 - 07:36 Português
Prosas/Outros CASA DA SORTE / JOGO DA SORTE! 0 793 01/09/2013 - 21:08 Português
Prosas/Outros AULAS DE ESPANHOL OU FRANCÊS, PARTICULARES OU EM GRUPO 0 417 12/29/2012 - 06:54 Português
Poesia/Geral ARTES E CULTURA 0 350 12/21/2012 - 18:27 Português
Poesia/Geral ARTES E CULTURA 0 471 12/21/2012 - 18:27 Português
Prosas/Outros EM 2012 SERÁ FIM DO MUNDO? 0 914 12/16/2012 - 17:55 Português
Prosas/Outros EM 2012 SERÁ FIM DO MUNDO? 0 524 12/16/2012 - 17:55 Português
Prosas/Outros EM 2012 SERÁ FIM DO MUNDO? 0 525 12/16/2012 - 17:55 Português
Prosas/Outros FALE COM SEUS JOVENS SOBRE OS CUIDADOS COM O CORPO. 0 532 12/13/2012 - 18:31 Português
Poesia/Geral JOSÉ ROBERTO ARRUDA 2 508 12/03/2012 - 16:37 Português
Prosas/Cartas SÉRIE: CARTAS DE AMOR 0 1.062 11/24/2012 - 10:39 Português
Prosas/Outros DE DENTRO DA LAGOA, MÉRCIA NAKASHIMA GRITA: CADÊ OS MEUS DIREITOS? 0 545 11/18/2012 - 13:58 Português
Poesia/Geral CILENE A DISCRETA 0 561 11/09/2012 - 14:08 Português
Poesia/Geral FÁTIMA É NOME DE SANTA 0 535 11/09/2012 - 14:04 Português