CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Ser Mãe

No meu olhar feminino não posso deixar de ver todas as mães.
Mães doces ternas que criam seu rebento tal como o pássaro seu filhote.
Preparam-no para vida pronto para voar decidir e serem homens e mulheres felizes.
Vejo também doces e ternas mães que querem o melhor para seu filho e os sufocam.
Estes buscam alento fora do lar em lugares não saudáveis, visitam os vícios das drogas.
Vejo doces e ternas mães sonhadoras que criam seus filhos em favelas e morros das grandes cidades.
Desejando que este filho seja um doutor, porém cedo sentem a dor de ver seu filho morto ou por bala perdida ou por traficantes.
Vejo mães egoístas que se acham dona da vida que trazem no ventre, e com ela terminam através de um aborto.
Vejo mães torturada que a seus filhos odeiam espancam e matam seres inocentes que conceberam.
Vejo mães que por seus filhos fazem sacrifícios, morrem e ou se prostituem, para manter a vida do ser gerado em suas entranhas.
Vejo mães debaixo do viaduto que tiram do lixo o alimento para seu filho, limpam com as mãos e por fim passam na roupa o pedaço de pão que ofertam ao filho que trazem junto a si, quando olhadas estas mães baixam a cabeça em vergonhada por não ter o que oferecer a seu filho, a não ser o lixo.
Vejo a mãe que vende o filho mesmo dentro do ventre em troca de dinheiro.
Vejo a mãe que prostitui o filho em troca de dinheiro ou de ficar com seu companheiro.
Vejo a mãe que tortura emocionalmente seu filho e faz dele um cidadão inútil para sociedade um psicopata.
Vejo a mãe que perde o filho definha e morre com ele, vejo a heroína que sobrevive a tudo em memória do filho.
Vejo a mãe sonhada por todos e acalentada pelos poetas, alimentada pela ilusão, traçada nas linhas dos livros infantis.
Vejo a mãe natureza agredida e reagindo brava contra os filhos mal ensinados aos quis tudo deu e a gora se acha dilapidada, fraca e sugada, pronta para morrer, pesarosa por não poder alimentar seu filho o Homem
.

Submited by

quinta-feira, maio 6, 2010 - 02:52

Prosas :

No votes yet

marialds

imagem de marialds
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 19 semanas
Membro desde: 03/31/2009
Conteúdos:
Pontos: 2887

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of marialds

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza Separação 0 1.082 07/22/2015 - 19:11 Português
Poesia/Geral Veja 0 1.468 07/19/2014 - 02:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.055 03/02/2014 - 01:55 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.358 03/02/2014 - 01:47 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 0 1.062 03/02/2014 - 01:41 Português
Prosas/Pensamentos Pensamentos 1 1.706 12/20/2013 - 20:17 Português
Prosas/Outros Frase 0 1.218 11/27/2013 - 23:50 Português
Fotos/Natureza Flores popularmente chamadas de "Damas da Noite" 0 2.069 11/27/2013 - 23:44 Português
Poesia/Geral Noite de Solidão 0 1.527 11/27/2013 - 22:23 Português
Poesia/Geral Fria Madrugada 2 1.831 11/27/2013 - 21:34 Português
Poesia/Geral Cotidiano 2 1.444 11/17/2013 - 23:57 Português
Poesia/Fantasia Ser em Sombras 0 1.089 05/11/2013 - 23:30 Português
Poesia/Geral A Flor da Pele 2 1.474 06/24/2012 - 20:48 Português
Poesia/Geral Solidão de nos Dois. 2 1.277 06/17/2012 - 19:39 Português
Poesia/Geral Passagem 0 1.071 06/17/2012 - 01:57 Português
Poesia/Geral Momentos 1 1.690 03/30/2012 - 09:04 Português
Poesia/Geral Teu Perfume 0 1.628 03/30/2012 - 04:04 Português
Poesia/Geral Espectro 0 1.340 03/30/2012 - 03:56 Português
Poesia/Geral Na Face do Menino 2 1.515 01/22/2012 - 02:59 Português
Poesia/Geral Tombados 0 1.118 01/21/2012 - 02:32 Português
Fotos/Paisagens Estrada de nuvens. 0 3.158 01/15/2012 - 21:38 Português
Poesia/Haikai Sem Titulo 0 1.488 01/15/2012 - 21:00 Português
Poesia/Haikai Sem Título 0 1.178 01/15/2012 - 20:59 Português
Poesia/Tristeza Apenas Lembranças 0 1.263 01/15/2012 - 20:56 Português
Poesia/Soneto Livro de bolso 0 2.532 09/17/2011 - 04:15 Português