CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O ensejo da soma

Dissoluto fatídico entusiasmo daquele que tenta alcançar o desejo
Desejando sempre outro e outro desejo deste mesmo desejo,
Certeza?
Não, não há,
Nunca há.
Sensível?
Pode ser que poderias ser,
Não sendo...
Sendo, sendo aqui além, dentro fora, no ar na terra
Enterra vontade num intento por toda ação negadora
Duma realidade subjetiva.

Nunca tentamos nascer dentro de nós mesmos,
Mas sempre enterramos a nós mesmos...
Nós de nós.

Nós de nós
Na forca apertada que forçosamente abraça gargantas de ânsias,
Com línguas da dissociação arrastadas para fora pela falta de satisfação.

Passível tão passível força - ação mínguas descentradas
Assevera tornado tornando manifestação do equívoco.
Inquietude.

Submited by

quarta-feira, dezembro 16, 2009 - 23:56

Ministério da Poesia :

No votes yet

FranciscoEspurio

imagem de FranciscoEspurio
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 anos 36 semanas
Membro desde: 11/08/2009
Conteúdos:
Pontos: 450

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of FranciscoEspurio

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Prosas/Pensamentos O consentimento dos vadios 0 499 11/18/2010 - 23:55 Português
Ministério da Poesia/Meditação Nós, borboletas 0 457 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral O barqueiro sombrio 0 945 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Candelária 0 461 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Privilégio 0 475 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Sangue no asfalto 0 454 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Todo Poderoso 0 566 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Byronismo 0 717 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Porfiada fugitiva 0 517 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral A Nova Arte 0 442 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Devastação 0 494 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Singelo 0 414 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral O Manto 0 444 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Resposta a uma carta 0 236 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Loucura 0 516 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Coração de pedra 0 331 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Cidade Terra 0 522 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral O Devasso 0 555 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Recôndito 0 561 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral O cintilar das estrelas 0 554 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Efêmero 0 283 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Última visão 0 478 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral A velha arte 0 671 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Uno 0 746 11/19/2010 - 19:09 Português
Ministério da Poesia/Geral Brisa do lago 0 512 11/19/2010 - 19:09 Português