CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Tolerância e insistência, em meio: a sobrevida

Tolerância e insistência, em meio: a sobrevida

Que o amor eu não entenda
Se ele me acolher,
Que eu não se encontre
Se ele assim me esconder,
Que eu não o surpreenda
Quando enfim decidido,
Que eu não o derrame
Se assim preenchido.

Que do amor eu não me ausente
Se ele assim resolver,
Que dele eu me transforme
Se por fim vou ser “ser”,
Que nele eu me repare
Se por se percebido,
Que dele eu me almeje
E por mim definido.

Que o amor não me salve
Se no fim eu morrer,
Que no amor eu não insista
Se no fim não me escolher,
Mas
Que do amor eu consiga
Se assim escolhido,
Que no amor eu não morra
Se por ele vivido.

Fim assina Cris em 26.01.09

Submited by

sexta-feira, fevereiro 12, 2010 - 23:04

Ministério da Poesia :

No votes yet

qimota

imagem de qimota
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 9 anos 29 semanas
Membro desde: 02/09/2010
Conteúdos:
Pontos: 12

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of qimota

Tópico Título Respostasícone de ordenação Views Last Post Língua
Ministério da Poesia/Intervenção Tolerância e insistência, em meio: a sobrevida 0 207 11/19/2010 - 19:23 Português
Ministério da Poesia/Aforismo tolerncia e insistencia em meio a sobre vida 0 149 11/19/2010 - 19:23 Português
Ministério da Poesia/Aforismo gradesa e cadeados 0 214 11/19/2010 - 19:23 Português
Ministério da Poesia/Aforismo Poemas : NAO HÁ EXPLICAÇAO QUE EXPLIQUE O ACONTECIDO DESTE NAO ACONTECIMENTO. 0 168 11/19/2010 - 19:23 Português