CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Reflexão, sobre o Amor (?)

Olha, para o teu lado e vê esse vulto,
de ar sombrio,
de olhar amargurado,
que, ao pé de ti, sentado, sofre,
calado

Também, nele, a sua Alma gela no frio
Nesse gélido frio, de não se sentir amado


Repara, como ele está triste - desolado
o seu destino,
por ele, mil vezes amaldiçoado,
no seu coração, o feriu.
Ele vive num desatino, por sentir-se completamente desamparado

Repara...
O seu pobre coração, onde se sente um bater tão triste,
apagado
vive descompassado
pois, há muito que navega nas ondas da solidão
no mar da dor
na obscuridade do amor, onde se sente naufragado


E tu? E esse teu coração...?
Nele, existe um amor, cru, do qual já se assenhorou o "Papão"
um amor, que só gera a dor
e que, com sua própria mão, o dilacera, sem compaixão,
sem qualquer pudor

Chama o teu ser à razão e ouve o seu bom conselho
Quantas e quantas vezes precisamos de nos olhar ,
bem de frente, num espelho;
de nos enfrentar,
para depurarmos a nossa capacidade de amar?

Tem, por ti, um pouco de amor; um pouco de compaixão
Refreia o furor - esse desatino de amor, que te toma o coração
E deixa, que ele se retome, no brio.
Olha esse vulto, que a teu lado jaz triste
Se arrasta pelo chão,
Que tem um ar tão sombrio...


Porque não te dispões, tu, a estender-lhe a tua mão?

 

apsferreira
 

 

www.albanosoaresferreira.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, fevereiro 3, 2011 - 23:16

Poesia :

No votes yet

apsferreira

imagem de apsferreira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 anos 16 semanas
Membro desde: 09/21/2009
Conteúdos:
Pontos: 3458

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of apsferreira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral E eu escrevo... 4 1.065 12/09/2013 - 02:13 Português
Poesia/Amor Incúria 8 661 11/20/2013 - 17:49 Português
Poesia/Dedicado Saudade 2 517 01/30/2013 - 23:43 Português
Poesia/Aforismo As Pessoas, Que São Boas 0 569 01/28/2013 - 03:20 Português
Poesia/Aforismo Brumas, no Olhar 2 738 01/21/2013 - 02:54 Português
Poesia/Aforismo Ah, Catraia Tonta... 0 786 01/20/2013 - 20:54 Português
Poesia/Amor A Irracionalidade do Amor 2 577 01/20/2013 - 20:34 Português
Poesia/Amizade O Teu Sorriso 2 360 01/18/2013 - 23:29 Português
Poesia/Amor Pedido, à Minha Estrelinha 2 614 10/19/2012 - 13:41 Português
Poesia/Amor Será, Que Tu Já Te Apercebeste, Meu Amor? 0 797 10/18/2012 - 05:55 Português
Poesia/Dedicado A Cor da Vida 0 846 10/11/2012 - 22:19 Português
Poesia/Fantasia Eu Sonho O Teu Despertar 0 874 10/09/2012 - 12:14 Português
Poesia/Dedicado Quer Quer Viver Para Sempre? 0 612 10/05/2012 - 07:53 Português
Poesia/Amor Ouve, Meu Amor... 0 627 10/04/2012 - 08:01 Português
Poesia/Paixão Apenas, Imaginação... 0 770 09/30/2012 - 11:13 Português
Poesia/Amor Eu quero-te, porque te quero 0 865 09/26/2012 - 03:53 Português
Poesia/Dedicado Desejos de Amor 0 659 09/24/2012 - 05:38 Português
Poesia/Meditação Porquê? 0 537 09/22/2012 - 04:03 Português
Poesia/Meditação Senhor... 0 857 09/19/2012 - 04:28 Português
Poesia/Dedicado Eu Viajo com o Teu Sorriso 0 639 09/17/2012 - 11:49 Português
Poesia/Soneto Alma de Mulher 0 985 09/09/2012 - 20:48 Português
Poesia/Aforismo Quando Muda O Mês 0 680 09/01/2012 - 19:41 Português
Poesia/Meditação Por "Trinta Dinheiros" 2 944 08/28/2012 - 17:51 Português
Poesia/Amor Incursão 0 758 08/21/2012 - 19:55 Português
Poesia/Aforismo Este Meu Fado 1 589 08/08/2012 - 02:48 Português