Ecce Homo

Vestes a melhor túnica e o espera chegar
Seus olhos admirados estão
Anseia por ver aquele de que tanto ouves falar
O homem que tira outros homens da solidão.

A porta, então, até o fim é aberta
E uma luz ofusca sua visão
Espera até suas vistas ser descoberta
Para contemplar com perfeição.

Diante dele está um jovem radiante
Que traz consigo um grande esplendor
Pilatos, então se vê diante
Aquele declarado como Salvador.

És tu o rei dos Judeus?
De seus lábios é a pergunta que sai
Tu o dizes ou um dos seus
Homens que da terra cai.

Eis o homem! A turba grita
Pois desejam vê-lo morrer
Mas não responde e nem agita
Maravilhado estou em ver.

Não vejo nele alguma culpa
Nem algo que a morte venha merecer
Mas, se o povo assim deseja, não tenho desculpa
E entrego-o a vocês para morrer.

Odair José, o Poeta Cacerense

http://odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

Jueves, Mayo 18, 2017 - 01:06

Poesia :

Su voto: Nada (1 vote)

Odairjsilva

Imagen de Odairjsilva
Desconectado
Título: Membro
Last seen: Hace 2 días 1 hora
Integró: 04/07/2009
Posts:
Points: 5236

Comentarios

Imagen de Joel

Não vejo nele alguma culpa

Mas, se o povo assim deseja,

Add comment

Inicie sesión para enviar comentarios

other contents of Odairjsilva

Tema Título Respuestas Lecturas Último envíoordenar por icono Idioma
Poesia/Meditación Os gigantes gêmeos de Satanás versus o tríplice ministério de Jesus 0 98 03/06/2021 - 14:13 Portuguese
Poesia/Intervención Um mundo doente 0 134 03/05/2021 - 16:02 Portuguese
Poesia/Desilusión Faça-me o favor! 0 174 03/04/2021 - 13:29 Portuguese
Poesia/Amor Nunca poderei deixar de amar 0 147 03/03/2021 - 21:41 Portuguese
Poesia/Desilusión Sozinho pelas nuvens da solidão 0 193 03/02/2021 - 18:35 Portuguese
Videos/Poesía Às Margens do Rio Paraguai - Entrevista com o Poeta Cacerense 0 17 03/01/2021 - 19:12 Portuguese
Poesia/General Às Margens do Rio Paraguai - Entrevista com o Poeta Cacerense 0 76 03/01/2021 - 19:08 Portuguese
Poesia/Meditación O fim dos falsos profetas 0 132 03/01/2021 - 19:06 Portuguese
Poesia/Fantasía A pequena árvore 0 299 02/26/2021 - 20:41 Portuguese
Poesia/Intervención As virgens imprudentes 0 124 02/25/2021 - 14:03 Portuguese
Poesia/Amor Desejo imenso 0 190 02/24/2021 - 20:47 Portuguese
Poesia/Tristeza Escrevo-te para contar como estou 0 142 02/23/2021 - 18:23 Portuguese
Poesia/Desilusión As mil partes do meu coração 0 117 02/22/2021 - 19:38 Portuguese
Poesia/Pasión Diário de uma paixão 0 91 02/20/2021 - 21:06 Portuguese
Poesia/Desilusión Por que tudo se acaba com o vento? 0 115 02/19/2021 - 18:13 Portuguese
Poesia/Desilusión Será que não lembra? 0 151 02/18/2021 - 14:57 Portuguese
Poesia/Meditación A Personagem 0 147 02/17/2021 - 18:42 Portuguese
Poesia/Meditación Não ter medo de encarar os desafios da vida! 0 170 02/15/2021 - 18:51 Portuguese
Poesia/Tristeza A dor escondeu-se no silêncio 0 166 02/15/2021 - 11:48 Portuguese
Poesia/Intervención As sobras da vida 0 165 02/13/2021 - 19:13 Portuguese
Poesia/Intervención Hipócritas 0 192 02/12/2021 - 18:49 Portuguese
Poesia/Pasión No alvorecer do seu olhar 0 100 02/11/2021 - 18:13 Portuguese
Poesia/Amor A deusa da minha poesia 0 167 02/11/2021 - 13:18 Portuguese
Poesia/Intervención Hiroshima 0 111 02/10/2021 - 17:53 Portuguese
Poesia/Meditación Não tenha medo do silêncio 0 129 02/09/2021 - 18:42 Portuguese