CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Acordar da Manhã

Inconsciente mas ciente
É o tempo
Em que se abrirão as portas do futuro

(Varre-se-me da memória o espaço sagrado)

Descrente…mente
Porque não sente
Negligente… consente
Mas não se sabe gente
Vagabunda…esvai-se em pó

Visionária do mundo
E crematória de um espaço nu
Santificado lugar onde a alma repousa
E nunca fica só

Selados os passos mas desnorteados pela estrada
Sortilégios são esses momentos cárceres
Nos horizontes perdidos dos meus olhos
Por todas as horas passadas
E por todos os dias transformados
Em mediáticas figuras
Sombras de um mundo
Configurações obtusas à roda do imaginar fortuito
A remendar o sonho

(Fragmentos transformados em fantasias reais)

Esse descuido meu
Que me persegue enquanto cega
Por corredores sombrios
Esse nevoeiro a atafulhar o silêncio que me circunda
Essa consciência acabrunhada
Por não saber de criteriosos saberes
Esse caminho onde me principio que desconheço
É onde me leva ao encontro do latejar
De todas as partes densas do meu corpo

Realidade presente a encher bolhas de ar
No longínquo espaço
Sumindo-se na atmosfera consistente
Onde o pensar é improviso e enganador

O nevoeiro cai
O dia renega a noite
A mente aconchega-se e reparte a sua parte
A névoa que se esvai
Enquanto o corpo sustenta as novas partículas
Com o sempre novo
Acordar da manhã 

 

Submited by

terça-feira, novembro 22, 2011 - 15:54

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

ÔNIX

imagem de ÔNIX
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 8 anos 24 semanas
Membro desde: 03/26/2008
Conteúdos:
Pontos: 4027

Comentários

imagem de Joel

saudade

saudade

imagem de Joel

Selados os passos mas

Selados os passos mas desnorteados pela estrada
Sortilégios são esses momentos

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of ÔNIX

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Acordar da Manhã 2 1.596 03/22/2018 - 22:16 Português
Poesia/Amor Céu 2 1.641 03/14/2018 - 22:25 Português
Poesia/Meditação Vida lá fora 5 1.272 03/14/2018 - 22:24 Português
Poesia/Dedicado Saudações 2 2.009 03/01/2018 - 11:13 Português
Fotos/Corpos Rendas 1 3.012 03/27/2016 - 03:20 Português
Poesia/Meditação Selváticas Emoções 0 1.186 01/17/2012 - 23:36 Português
Poesia/Meditação Talvez 2 1.381 01/17/2012 - 21:35 Português
Poesia/Meditação Jardins Aquáticos 1 1.293 01/04/2012 - 23:07 Português
Poesia/Meditação Eram rosas os meus olhos 1 1.953 12/27/2011 - 23:48 Português
Poesia/Meditação Verdes lembranças 0 1.800 12/15/2011 - 15:50 Português
Poesia/Meditação Se eu fosse só eu 0 1.565 12/09/2011 - 11:19 Português
Poesia/Meditação Bruma Intemporal 1 1.662 12/07/2011 - 02:03 Português
Poesia/Meditação Eras 1 1.727 12/06/2011 - 21:49 Português
Poesia/Meditação Vão-se os Modos, Esvai-se o Tempo 0 1.110 12/01/2011 - 21:29 Português
Poesia/Meditação Pensamento invulgar 1 1.901 11/30/2011 - 00:21 Português
Poesia/Meditação Dor 0 4.139 11/24/2011 - 13:45 Português
Poesia/Meditação Extraviados 6 2.904 11/23/2011 - 12:12 Português
Poesia/Meditação Bom Dia 1 2.488 09/29/2011 - 22:16 Português
Poesia/Tristeza Um nada somente 1 1.607 09/14/2011 - 12:23 Português
Prosas/Outros Sol da Manhã 0 1.564 09/12/2011 - 10:24 Português
Poesia/Amor Nu 0 1.879 09/07/2011 - 11:07 Português
Poesia/Amor Tu 2 1.402 08/30/2011 - 01:57 Português
Poesia/Meditação Só Alma 1 1.375 08/26/2011 - 10:23 Português
Poesia/Meditação O Avesso de Mim 2 1.412 08/23/2011 - 22:26 Português
Poesia/Meditação Grãos D'Ouro 3 1.816 08/23/2011 - 22:22 Português