CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

AGONIA DO ANO

É dois mil e dezenove
Ano em curso no espelho
Já o chamam de ano velho
Muito embora ninguém prove
Pois só o tempo remove
O calendário atual
Que agoniza no final
Pra morte que me comove

-Talvez por te acharem feio
Para um ano de existência
Vivem por antecedência
O ano que ainda não veio
Mas eu não tenho receio
E nem me importa que fiques
Desde que tu não repliques
As roubalheiras do meio

Não sei por que o descarte
Com tão pouca existência
Tão grande é tua paciência
Para cumprir tua parte
E o ano novo em encarte
Por enquanto é falsidade
Pois o que tem validade
Ainda cumpre a sua parte

O homem fez seu decreto
Contra a própria natureza
Não adianta tristeza
Final de ano é certo
E o calendário discreto
Vai pra cova sem retovo
E nasce o ano novo
De esperança, repleto.

Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS/BRASIL.

Submited by

domingo, dezembro 29, 2019 - 23:45

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 horas 41 minutos
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 454

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral A DERROTA DA MORTE 0 133 10/30/2020 - 22:54 Português
Poesia/Soneto SONETO DA ESCURIDÃO 2 183 10/30/2020 - 11:15 Português
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 144 10/10/2020 - 19:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 155 09/21/2020 - 12:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 248 07/04/2020 - 20:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 474 06/16/2020 - 20:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 518 05/25/2020 - 20:23 Português
Poesia/Geral O CANTAR DO MEU SILÊNCIO 2 361 05/06/2020 - 15:26 Português
Poesia/Soneto SONETO ÀS FLORES DA SEXTA-FEIRA SANTA 0 381 04/10/2020 - 15:10 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 449 03/27/2020 - 00:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 324 03/17/2020 - 13:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 1 453 02/29/2020 - 02:04 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 443 02/17/2020 - 16:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 412 02/07/2020 - 10:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 452 01/22/2020 - 21:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 527 01/05/2020 - 13:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 737 01/05/2020 - 12:59 Português
Poesia/Geral AGONIA DO ANO 0 338 12/29/2019 - 23:45 Português
Poesia/Geral DEVANEIO 2 685 12/22/2019 - 11:08 Português
Poesia/Geral ADEUS À PRIMAVERA 0 778 12/22/2019 - 10:36 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 335 11/10/2019 - 16:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 448 10/16/2019 - 00:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 682 10/02/2019 - 22:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 554 09/13/2019 - 16:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 693 08/19/2019 - 12:00 Português