CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Amor...de filho

Pôs-se de tocaia, à espera do retorno do feliz casal,
Esperaria dias, noites, semanas, anos, se fosse preciso,
Estava determinado a agir, estava decidido a fazer-lhes mal,
Não queria saber de mais nada, tinha perdido o juízo.

Estava desesperado, de tanta dor,
Alguém, havia feito mal a ele, alguém tinha que pagar,
Ela ou ele, ele e ela, seja o que for,
Alguém iria matar.

Avistou-os e manhoso, escondeu-se num beco,
Já quando estavam, bem junto dele, a chegar,
Eis, que ele abeirou-se deles e perguntou-lhes o que era aquilo, em tom directo, seco,
Vera puxou Jacinto para trás dela e respondeu-lhe que não tinha qualquer satisfação a lhe dar.

A conversa piorou e subiu de tom,
Jacinto, atrás dela, já fumegava, de tanta coisa que ouvia,
Os dois estavam ali, a lavar roupa suja, na rua e em alto e bom som,
Quem passava, olhava, com os olhos desdenhava e seus ombros, encolhia.

Que pouca vergonha, era aquela?
Que tipo era este, petulante e malcriado,
E, que raio de mulher era ela?
Para o deixar de fora daquilo, como se ele nada fosse, um qualquer diabo.

Afinal, aquele tempo todo, era com ele, que ela havia estado,
Quem tinha algum direito, de a defender agora,
Era Jacinto, com quem tinha convivido com as suas dificuldades, lado a lado,
Já era momento de acabar com aquela conversa, já estava na hora!

E, foi o que fez…colocou ponto final naquilo.
Mandou um soco à cara do palerma, que logo foi ao chão,
Agarrou nela por um braço e quando se preparava para a levar, foi quando ouviu aquilo...
Um estalar, um estrondo, um tiro parecia de um canhão.

Mário, desesperado, havia puxado da arma, que tinha ido buscar,
Já havia decidido que naquele dia, a iria usar.
Sem medo, sem nada a recear,
Iria a alguém, com ela, a sua vida tirar.

Jacinto ao ver que aquela bala, tinha como primeiro destino,
O  destapado peito da sua amada,
Lançou-se na sua direcção e como se tratasse de um acto divino,
Ofereceu o seu, para a bala disparada, ter como morada.

Submited by

quarta-feira, dezembro 21, 2011 - 11:27

Poesia :

Your rating: None (3 votes)

joanadarc

imagem de joanadarc
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 4 semanas 4 dias
Membro desde: 07/18/2011
Conteúdos:
Pontos: 1571

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of joanadarc

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Fotos/Pessoais Á Espera de TI... 0 479 03/20/2012 - 02:16 Português
Videos/Música Your Loving Arms... 0 645 03/20/2012 - 01:42 Português
Poesia/Erótico VOO PICADO 1 585 03/20/2012 - 01:05 Português
Fotos/Natureza The only way is up 0 678 03/18/2012 - 03:34 Português
Fotos/Natureza Caminhando por la calle 0 461 03/18/2012 - 03:17 Português
Poesia/Fantasia A BARCA DA FANTASIA 2 688 03/18/2012 - 02:50 Português
Poesia/Fantasia A BAILARINA CAÍDA 0 627 03/11/2012 - 02:36 Português
Poesia/Paixão SENHORA DO FOGO 2 566 03/10/2012 - 21:37 Português
Poesia/Paixão A UM MINUTO DE TI... 12 812 03/10/2012 - 21:26 Português
Videos/Música Jessie J - DOMINO 0 742 03/09/2012 - 14:29 Português
Poesia/Dedicado E ERA UMA VEZ, UMA MULHER... 2 583 03/09/2012 - 13:12 Português
Poesia/Paixão SABIAS? 10 567 03/09/2012 - 13:00 Português
Poesia/Dedicado CARA-A-CARA 0 490 03/09/2012 - 00:32 Português
Poesia/Dedicado CORPO: PEDAÇO DE CARNE FRESCA E SUCULENTA 8 569 03/08/2012 - 02:21 Português
Poesia/Paixão SE EU PUDESSE, MANDAVA ERGUER... 12 828 03/06/2012 - 15:33 Português
Poesia/Paixão CORAÇÃO PÁLIDO 6 618 03/06/2012 - 01:07 Português
Poesia/Paixão ASSINA O TEU NOME, NO MEU CORAÇAO 2 615 03/06/2012 - 01:00 Português
Poesia/Erótico ESTRANHA SENSAÇÃO, DE FAZER AMOR, ÁS CEGAS 6 1.281 03/04/2012 - 22:01 Português
Poesia/Pensamentos O HOMEM PRESO NO SEU PRÓPRIO REFLEXO 2 803 03/04/2012 - 21:54 Português
Videos/Música Enrique Iglesias - Heartbeat 0 1.005 03/03/2012 - 00:18 Português
Poesia/Dedicado EM CIMA, DO MEU TELHADO, SONHAVA... 0 808 03/02/2012 - 23:40 Português
Videos/Música The Killers - The World that we live in 0 874 03/01/2012 - 17:26 Português
Poesia/Pensamentos A BONECA 2 574 03/01/2012 - 16:36 Português
Poesia/Intervenção ESTADO DA NAÇÃO 2 472 03/01/2012 - 03:44 Português
Poesia/Paixão ENTRAS EM MIM 5 816 02/29/2012 - 00:58 Português