CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ANTÍGONA

Nas portas de Tebas cairam
Os dois irmãos em uma luta fraticida
Pelo trono tebano lutavam
E por ele perderam a vida.

Eteócles não cumpriu seu trato
De após um ano dar o trono ao irmão
Polinice se refugiou em Argos
E a Tebas veio lutar com razão.

Cumprindo a maldição de seu pai
Os dois morreram ao fio da espada
O sangue jorrou no portão de Tebas
E dessa vida nem um levou nada.

Creonte, o tio dos dois, assumiu o trono
E a Eteócles enterrou com honra
Promulgando um edital contra Polinice
Que o lançava nas profundezas em desonra.

Desafiando ao edito do rei
Em uma prova de amor fraternal
Antígona, irmã de Polinice, resolveu sepultá-lo
Mesmo sabendo das consequências do edito real.

Avisado pelo adivinho Tirésias
De que estava errado em seu julgamento
Creonte condenou Antígona
Sem ligar para o seu sofrimento.

Condenada a ser emparedada
Para aos poucos morrer
Antígona resolveu suicidar-se
Para que não pudesse sofrer.

Ao ver a amada morta
Hêmon, filho do rei Creonte
Também suicida-se de forma cruel
Preferindo não mais ver o horizonte.

Mas, como uma trágedia é pouco
A mulher de Creonte, mãe de Hêmon, Euridice
Em desespero fatal tira sua própria vida
Não dando ouvido a crendice.

No auge de sua arrogância
Creonte rompe a barreira do Direito Natural
Enfrente, então, a revolta dos deuses
E sofre uma consequência infernal.

Não cabe a nós julgá-lo pelo seu destino
Do julgamento final de sua decisão
E sim tirar lições dessa tragédia
Para o futuro de nossa imaginação.

Odair José
Poeta e Escritor Cacerense

http://cinehistoriaojs.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, outubro 5, 2009 - 23:39

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 dia 12 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4187

Comentários

imagem de MarneDulinski

Re: ANTÍGONA

Odairjsilva!
ANTÍGONA
Não cabe a nós julgá-lo pelo seu destino
Do julgamento final de sua decisão
E sim tirar lições dessa tragédia
Para o futuro de nossa imaginação.

LINDO,GOSTEI!
MarneDulinski

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Tudo no mundo são sombras que passam 2 167 04/03/2020 - 19:50 Português
Poesia/Pensamentos Elogio a Ignorância 0 11 04/03/2020 - 19:49 Português
Poesia/Meditação O Viajante 0 28 03/31/2020 - 14:38 Português
Poesia/Amor Não há outra razão 0 43 03/26/2020 - 19:23 Português
Poesia/Meditação O Mundo de Ponta Cabeça 0 33 03/24/2020 - 16:48 Português
Poesia/Meditação O Coronavírus e a esperança! 0 29 03/22/2020 - 15:40 Português
Poesia/Intervenção O silêncio das ruas 0 38 03/20/2020 - 13:45 Português
Poesia/Paixão Que sorriso lindo! 0 64 03/12/2020 - 01:53 Português
Poesia/Tristeza Refúgio oculto 0 83 03/09/2020 - 22:50 Português
Poesia/Pensamentos Coração apagado 0 66 03/03/2020 - 23:10 Português
Poesia/Desilusão Escuridão já vi pior 0 79 03/03/2020 - 00:10 Português
Poesia/Desilusão A Chave 0 68 02/28/2020 - 22:58 Português
Poesia/Amor Gostosa forma de te amar 0 59 02/26/2020 - 20:47 Português
Poesia/Desilusão Fuga 0 98 02/20/2020 - 22:35 Português
Poesia/Amor Perdido em pensamentos 0 57 02/17/2020 - 23:28 Português
Poesia/Amor Um coração que te ama 0 79 02/14/2020 - 20:54 Português
Poesia/Tristeza E por não poder chegar até você 0 177 02/13/2020 - 01:04 Português
Poesia/Meditação O silêncio oculto dos deuses 0 80 02/11/2020 - 00:06 Português
Poesia/Amor Antes de amar você 0 69 02/07/2020 - 22:13 Português
Poesia/Amor Seu olhar 0 153 02/06/2020 - 19:40 Português
Poesia/Tristeza Onde escondo a minha dor 0 90 02/03/2020 - 18:59 Português
Poesia/Amor Vi seus olhos e entendi 0 142 01/28/2020 - 23:52 Português
Poesia/Meditação Livrai-me dos laços armados contra mim! 0 136 01/27/2020 - 20:12 Português
Poesia/Intervenção A árvore está viva 0 215 01/23/2020 - 20:58 Português
Poesia/Tristeza As máscaras da melancolia 0 107 01/22/2020 - 23:23 Português