CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE SACI DE BOTUCATU - (Homenagem)

O Pererê
As crianças cantavam numa inocência santa,
mas essa cantiga escondia um segredo: um mantra
que podia atrair pra roda um menino bagunceiro,
que levantava a poeira, quando surgia no terreiro.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
E prosseguiam cantando com veemência tanta,
que girando e pulando nessa roda que encanta,
não viam na brincadeira uma coisa bem funesta,
perigosa, irreal que pode acabar com a festa.

Então surgiu lá na porta, a vozinha muito braba.
O que vocês tão fazendo? É brincadeira “marvada”!
Não se chama o Pererê, ele não respeita ninguém,
ele só faz travessuras, não vale nem um vintém.

Pererê, Pererê, onde está você?
Eu vim aqui só para te ver.
Mas ninguém ouviu a vó, que já estava chateada.
Vamos parando com isso! Vão pra dentro garotada!
O saci já está na roda, chegou e tá brincando agora.
Vocês vão correr de medo, mais ele não vai embora.

Mas, para prender o Pererê, a vó sempre tem um jeito.
Ela pegou seu rosário, e fez um laço bem feito.
Na hora que levantou poeira, girando no remoinho;
ela, então, veio por detrás, jogou o laço de mansinho.

Pererê, Pererê, agora eu prendi você?
Eu não quero mais te ver.
Pererê tá preso no laço, a vó acertou na primeira.
Ele vai se safar dessa, na próxima brincadeira.
A criançada no quarto dorme um sono profundo.
O Pererê só cochila, vai logo estar solto no mundo.

jthamiel - Você já viu o Saci?
13.07.16
22:23h

Submited by

quinta-feira, julho 14, 2016 - 02:31

Poesia :

No votes yet

J. Thamiel

imagem de J. Thamiel
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 dias 18 horas
Membro desde: 05/02/2016
Conteúdos:
Pontos: 3581

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of J. Thamiel

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral DELÍRIO DO ÍNDIO PYATÃ 1 70 06/17/2021 - 16:27 Português
Poesia/Desilusão O POETA TRISTE 1 367 05/17/2021 - 22:44 Português
Poesia/Geral REFLEJO DE UNA GALINNA 0 332 05/05/2021 - 16:46 Português
Poesia/Geral O POETA FERIDO 3 366 04/22/2021 - 20:43 Português
Poesia/Desilusão AGORA É SAUDADE 0 296 04/21/2021 - 15:14 Português
Poesia/Fantasia H A R M O N I A 4 367 04/07/2021 - 15:39 Português
Poesia/Geral A CHUVA MOLHA AS ALMAS DISTRAÍDAS 0 271 04/03/2021 - 16:13 Português
Poesia/Geral REFLEJO DE UNA GALLINA 0 305 03/11/2021 - 18:39 Espanhol
Poesia/Geral R E F L E X Ã O DE U M A G A L I N H A 0 382 03/11/2021 - 17:38 Português
Poesia/Desilusão D E S T I N O 0 475 03/10/2021 - 13:24 Português
Poesia/Fantasia R E V E R Ê C I A 0 522 02/28/2021 - 19:01 Português
Poesia/Amor PERDIDOS NO TEMPO 0 380 02/25/2021 - 22:55 Português
Poesia/Poetrix GUARULHOS HOJE 0 773 02/23/2021 - 20:03 Português
Poesia/Amor O MAIS BELO POEMA FEITO PARA VOCÊ 0 433 02/18/2021 - 20:19 Português
Poesia/Amor TUA BELEZA 0 280 02/15/2021 - 13:49 Português
Poesia/Amor O ETERNAMENTE 0 365 02/15/2021 - 12:39 Português
Poesia/Amor UMA ILUSÃO LETAL 1 387 02/13/2021 - 20:20 Português
Poesia/Geral JOSÉ DE TAL 1 180 02/10/2021 - 22:42 Português
Poesia/Geral CORAL DE MARMANJOS 1 262 02/10/2021 - 22:27 Português
Poesia/Geral E, AS VACAS ? 1 271 02/10/2021 - 22:20 Português
Poesia/Geral PORQUE ME TORNEI POETA 4 405 02/10/2021 - 12:36 Português
Poesia/Amor FLORES DE HORTELÃ 0 274 02/05/2021 - 23:55 Português
Poesia/Haikai VENTO ANDALUZ 0 325 02/05/2021 - 18:27 Português
Poesia/Fantasia SOLIDÃO - (Rimas interpoladas) 3 342 02/04/2021 - 10:24 Português
Poesia/Fantasia TROAM TROVAS TRIVIAIS 0 323 02/03/2021 - 20:44 Português