CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

CANTO, SILÊNCIO E LIBERDADE

Noite alta, silêncio de sepulcro
Corpo repousa e a alma se levanta
Pássaro dorme e o galo cantor canta
Eu saúdo mais um dia de lucro
Busco um verso bom e puro por dentro
Pelo simples prazer desse garimpo
Enquanto o galo canta claro e limpo
Seu canto nesse meu Rio Grande xucro

E saio a voar mesmo sem asas
Pelos confins do mundo feito o vento
Poder que tem somente o pensamento
De ir bem fundo mesmo em águas rasas
Embora já mais cinzas do que brasas
Ainda alço voo e mergulho
Com o pensamento que sem barulho
Liberta a todos das prisões e casas.

Sérgio da Silva Teixeira
Bagé/RS/BRASIL

Submited by

domingo, junho 2, 2019 - 17:20

Poesia :

No votes yet

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Online
Título: Membro
Última vez online: há 57 minutos 1 segundo
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 442

Comentários

imagem de Sérgio Teixeira

RESPOSTA

Amigo J Thamiel, aqui sempre que é feito um comentário aparece "new".

imagem de J. Thamiel

dúvida

Porque aparece escrito em vermelho "novo" abaixo
do poema. Comigo nunca aconteceu?

imagem de Sérgio Teixeira

Completando amigo J Thamiel,

Completando amigo J Thamiel, o que aparece em vermelho é a palavra "atualizado".

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 89 10/10/2020 - 20:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 128 09/21/2020 - 13:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 203 07/04/2020 - 21:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 423 06/16/2020 - 21:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 485 05/25/2020 - 21:23 Português
Poesia/Geral O CANTAR DO MEU SILÊNCIO 2 310 05/06/2020 - 16:26 Português
Poesia/Soneto SONETO ÀS FLORES DA SEXTA-FEIRA SANTA 0 334 04/10/2020 - 16:10 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 421 03/27/2020 - 01:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 272 03/17/2020 - 14:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 1 418 02/29/2020 - 03:04 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 402 02/17/2020 - 17:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 349 02/07/2020 - 11:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 417 01/22/2020 - 22:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 469 01/05/2020 - 14:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 675 01/05/2020 - 13:59 Português
Poesia/Geral AGONIA DO ANO 0 304 12/30/2019 - 00:45 Português
Poesia/Geral DEVANEIO 2 640 12/22/2019 - 12:08 Português
Poesia/Geral ADEUS À PRIMAVERA 0 644 12/22/2019 - 11:36 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 302 11/10/2019 - 17:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 419 10/16/2019 - 01:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 639 10/02/2019 - 23:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 522 09/13/2019 - 17:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 639 08/19/2019 - 13:00 Português
Poesia/Geral MEU TEMPO, MEU REINO 2 634 08/18/2019 - 19:38 Português
Poesia/Geral SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 813 06/23/2019 - 12:42 Português