CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

depois da tempestade

Um furacão inevitável
Aproxima-se perigosamente.
São os ventos da mudança
Que arrancam telhados às casas
Que fazem sonhos em cacos
Rebentam lágrimas e vidros.
O fim, e o recomeço.

Preparo a mente com calma,
Para o que tiver de enfrentar.
Invento todos os motivos possíveis para sorrir.
Um grito, rasgou o céu.
São raios, rompendo a estabilidade falsa
Que se colava aos meus passos
E me atrapalhava os gestos.

Nunca entendemos os motivos de um caminho mal traçado.
Fica a esperança, quando todo o resto se foi.
Fica a certeza, de que a tempestade vai passar.
O céu, irá brilhar azul
Inundando os meus olhos, no reflexo das águas.

Porque a felicidade, não tem de ser um porto seguro.
É simplesmente navegar,
Rumo à ilha desconhecida onde barco algum chegou.
É um tesouro pirata, guardado dentro de nós.
Sentir o Sol dourar a vida, e amanhecer cada dia,
Com uma estrela a cintilar
No coração.

Submited by

domingo, junho 22, 2008 - 04:07

Poesia :

No votes yet

JillyFall

imagem de JillyFall
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 11 semanas 6 dias
Membro desde: 03/07/2008
Conteúdos:
Pontos: 866

Comentários

imagem de Henrique

Re: depois da tempestade

Um poema com arte, razão e sentimento!!!

:-)

imagem de Tommy

Re: depois da tempestade

resultame tao estranho comentar este poema, talvees porque ssei quando nasceu, sei como cresce cada emoçao e sei de que sao alimentadas, custa-me encarar o que esta nas entrelinhas e nao so a promessa de bonança me consegue consolar, pois se nao e possivel separar o escrito do escritor nao e possivel separar a alegria de tao grande dor...
alegro-me por tao maravilhosas palavras arte sensivel de um anjo...
doi me as verdades que se escondem...
porem sera por pouco tempo, "prometo tudo ficara bem!!!"
adoro-te e sabes
tommy

imagem de Anonymous

Re: depois da tempestade

ZERO, MEIO,INTEIRO; UM , DOIS, TRÊS...cada palavra do teu texto é a contagem decrescente para um começo, cada uma tem uma serie de cortes, aberturas que permitem começar...é um hino ao ler.

imagem de meninadorio

Re: depois da tempestade

E assim nos cruzamos neste mundo, vivendo as mesmas agonias, na espera que um dia neveguemos em calmaria...mas, se é no meio das tempestades que nos encontramos. Como dissestes, "a felicidade não é um porto; é navegar"; então naveguemos

Um beijo

imagem de JillyFall

Re: depois da tempestade p/ Ana Maria

Muito obrigada, Ana.
A identificaçao, é mutua.
bjs

imagem de AnaMaria

Re: depois da tempestade

"Um furacão inevitável
Aproxima-se perigosamente.
São os ventos da mudança"

Isto é a minha vida! Sinto que uma revolução está prestes a acontecer e tudo o que implica mudar de forma radical cria medo, expectativa!
Às vezes os acontecimentos ultrapassam-nos e o seu curso já não nos pertence como se o nosso poder sobre eles deixasse de se exercer!
Mas bolas! Bendita seja a revolução, bendito seja o furacão inevitável e benditos sejam os ventos da mudança!
Com eles afirmamo-nos, evoluímos de forma humana!
E passada a tempestade vem a acalmia e as estrelas vão continuar a brilhar para nós!

Começo-me a identificar com tudo o que escreve!

Abraço

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of JillyFall

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Tristeza pária 4 328 02/26/2010 - 11:52 Português
Poesia/Desilusão nao-historia 4 326 02/26/2010 - 11:46 Português
Poesia/Fantasia é o eterno segredo 2 455 02/26/2010 - 00:21 Português
Poesia/Tristeza prisioneira 5 452 02/26/2010 - 00:00 Português
Poesia/Tristeza a minha casa 3 450 02/26/2010 - 00:00 Português
Poesia/Paixão nao sei 4 285 02/24/2010 - 22:24 Português
Poesia/Meditação a minha existencia 3 303 02/24/2010 - 22:23 Português
Poesia/Tristeza vazio 4 359 02/24/2010 - 22:22 Português
Poesia/Desilusão sol 3 382 02/24/2010 - 22:22 Português
Poesia/Tristeza folhas soltas 2 441 02/24/2010 - 21:35 Português
Poesia/Desilusão sonho perdido 2 290 02/24/2010 - 20:32 Português
Poesia/Fantasia Astrológica 1 337 02/24/2010 - 03:41 Português
Poesia/Tristeza sombras 2 479 02/21/2010 - 14:16 Português
Poesia/Fantasia saudade 4 494 12/08/2008 - 23:57 Português
Poesia/Amor procuro 5 292 11/17/2008 - 00:04 Português
Poesia/Tristeza I madrugada 6 476 06/12/2008 - 13:35 Português
Poesia/Tristeza III madrugada 2 314 06/10/2008 - 18:59 Português
Poesia/Tristeza II madrugada 3 410 06/10/2008 - 13:07 Português
Poesia/Fantasia Do outro lado do espelho 6 561 06/05/2008 - 19:49 Português
Poesia/Tristeza recortes 2 312 05/21/2008 - 00:37 Português
Poesia/Fantasia é o eterno segredo 2 429 05/15/2008 - 22:03 Português
Poesia/Gótico madrugada 2 511 05/15/2008 - 13:19 Português
Poesia/Desilusão espaço intermédio 1 724 05/15/2008 - 03:18 Português
Poesia/Tristeza cidade 1 450 05/15/2008 - 03:16 Português
Poesia/Fantasia A Fada 2 444 04/22/2008 - 21:35 Português