CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Escravidão moderna

Para quem não tem coragem de pensar
Aos que tem a mania de fazer rodeios
Não posso dimensionar o universo do poder mental
E sei o quanto é complicado renegar os pecados
Que assola um mundo sem escrúpulo
Que aterroriza os excluídos
Vagando perdidos sem nenhum abrigo.

Eu tenho coragem de bradar contra o sistema
Ou minha vida é uma vergonha
Cujo destino é ser invisível
Numa sociedade tão caótica e sem compaixão?

Dou esmolas para um defunto vivo
Que bate ao meu portão
Ou cerca-me no semáforo
Onde espero o verde de uma nova esperança
E adormeço para não morrer de tédio
Sentindo a miséria de algumas vidas.

Negam os direitos básicos do cidadão
Renegando-o a escravidão moderna
Em salas fechadas e sem câmeras
Negociam as cabeças dos bodes expiatórios
E insultam a inteligência da humanidade.

Militarizam as escolas
Abrem-se as prisões
E dão armas
Tiram o pão
Fazem o circo
Massacram as mentes
No cronograma das manobras eleitoreiras
De uma sociedade monopolizada pelo estado de miséria.

Não vejo fatos novos
Apenas a História se repetindo
Embora a maioria parece nem perceber tudo isso.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

sábado, setembro 11, 2021 - 13:11

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 3 horas 1 minuto
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 6305

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação Será que estou no lugar certo? 0 287 03/19/2021 - 18:58 Português
Poesia/Tristeza Nas caladas do silêncio 0 330 03/18/2021 - 19:36 Português
Poesia/Meditação O que queremos? 0 257 03/17/2021 - 19:56 Português
Poesia/Alegria O presente mais precioso 0 375 03/16/2021 - 20:22 Português
Poesia/Paixão Percepção 0 268 03/15/2021 - 19:36 Português
Poesia/Fantasia Os Profetas do Círculo Negro 0 289 03/13/2021 - 13:41 Português
Poesia/Pensamentos Sentimentos de outrora 0 318 03/12/2021 - 20:14 Português
Poesia/Amor A beleza pura do amor estava em seus olhos 1 356 03/11/2021 - 17:04 Português
Poesia/Meditação Este chão 0 299 03/10/2021 - 19:06 Português
Poesia/Pensamentos Alguém sussurrou em meus ouvidos 0 299 03/09/2021 - 22:50 Português
Poesia/Desilusão Um dia quem sabe 0 158 03/08/2021 - 21:41 Português
Poesia/Meditação Os gigantes gêmeos de Satanás versus o tríplice ministério de Jesus 0 317 03/06/2021 - 15:13 Português
Poesia/Intervenção Um mundo doente 0 596 03/05/2021 - 17:02 Português
Poesia/Desilusão Faça-me o favor! 0 458 03/04/2021 - 14:29 Português
Poesia/Amor Nunca poderei deixar de amar 0 348 03/03/2021 - 22:41 Português
Poesia/Desilusão Sozinho pelas nuvens da solidão 0 459 03/02/2021 - 19:35 Português
Videos/Poesia Às Margens do Rio Paraguai - Entrevista com o Poeta Cacerense 0 601 03/01/2021 - 20:12 Português
Poesia/Geral Às Margens do Rio Paraguai - Entrevista com o Poeta Cacerense 0 209 03/01/2021 - 20:08 Português
Poesia/Meditação O fim dos falsos profetas 0 260 03/01/2021 - 20:06 Português
Poesia/Fantasia A pequena árvore 0 648 02/26/2021 - 21:41 Português
Poesia/Intervenção As virgens imprudentes 0 215 02/25/2021 - 15:03 Português
Poesia/Amor Desejo imenso 0 503 02/24/2021 - 21:47 Português
Poesia/Tristeza Escrevo-te para contar como estou 0 292 02/23/2021 - 19:23 Português
Poesia/Desilusão As mil partes do meu coração 0 226 02/22/2021 - 20:38 Português
Poesia/Paixão Diário de uma paixão 0 245 02/20/2021 - 22:06 Português