CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O Mar do teu Livro [ Meu AmoR ?]

O Mar  do teu Livro [ Meu AmoR ?]

 

Mulher, musa adorada

És poesia e és fado

Foste tocada, usada, estuprada...

De sanguíneo(s) amor(es) apaixonado(s)

 

Mediterrânea e bela alma despejada

Nesse infindo Mare Nostrum salgado

O destino de viveres bela e desejada

é furiosa maldição de eterno fa(r)do

O vento varre... ~    porém, tu ficas.

sensual espectro profundo, olhar intenso e quente mas triste jazes do lado mais escuro do dia, por baixo da arcada que te viu nascer e fazeres-te menina e depois mulher. Tantas paixões. quantos homens te tocaram, quantos te cantaram o amor de eternidade. Porém tu ficas... na tua sombra.

E vês a luz serena do dia. E vês o mundo por ti passar. Passam crianças e velhas...e elegantes senhoras...

Passam ciganos e doutores... todos com promessas de amores.

Tantos homens passaram por ti... (tantos que por aí vi!)

E nenhum ficou... o mesmo.

 

All rights reserved

 

Ricardo de Rá

                   Rodeia

 

Um Abraço, Rui.

Submited by

quinta-feira, outubro 20, 2011 - 12:48

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

RICARDORODEIA

imagem de RICARDORODEIA
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 dias 8 horas
Membro desde: 08/01/2010
Conteúdos:
Pontos: 1381

Comentários

imagem de MariaButterfly

Muito bonita esta poesia, não

Muito bonita esta poesia, não só uma forma de homenagear o Rui,
Mas também, a mulher...(a personagem, a lembrada, a de alguém ou todas)
Não interessa...
demostras uma grande sensibilidade e arte.

Gostei muito da poesia.

Beijo

imagem de RICARDORODEIA

Muito obrigado pelas tuas

Muito obrigado pelas tuas palavras reflectidas

em tão carinhoso comentário.

Contente por gostares.

Bjo.

imagem de Teresa Almeida

Belíssimo, direi mesmo

Belíssimo, direi mesmo notável poema.

Aprendemos com o poema e, também, com a resposta do autor de "Meu Amor?"

Obrigada.

Beijinhos

imagem de RICARDORODEIA

Muito obrigado, querida

Muito obrigado,

querida amiga.

A partilha é sempre uma aprendizagem.

Bjos

 

imagem de RZorpa

Sem chapéu e em vénia...

Ricardo, que fazes o favor de ser meu amigo,

não vou esperar mais tempo para te dizer algumas coisas que trago atravessadas. Até porque, hoje, extravasaste todos os limites, com este texto dedicado. Portanto, estás a pedi-las e, por isso, a palmada tem de ser dada na hora:

O meu amigo, para não ser muito injusto, é um dos artista mais completos que por aqui tenho apreciado. Fotografas com o olhar das almas que têm sorte. Sorte porque os momentos param, para elas, as ditas, os açambarquem só para si. SORTE... A sorte dá muito trabalho, dir-me-ás tu; Pois.... Digo-te eu!

Passando para a poesia, comecei por te conhecer uma faceta marcadamente cerebral, analítica, técnicamente rica e elitista (no sentido da sua complexidade e exigencia). E eu sempre pensei que era este o teu registo. E, certo é que é um excelente registo. Só que ultimamente tenho-te observado uma faceta emocional na escrita que, aliada ao teu normal rigor técnico, a torna absolutamente genial e muito directa quanto à forma e força, com que emociona quem se deixa tocar por ela. E isto é, para mim, verdadeiramente surpreendente,  humildemente te confesso. Este poema, que acabas de editar é a prova disso. Um poema do meu ponto de vista absolutamente genial no que à forma como homenageias a Mulher diz respeito. Na capacidade que ela tem de amar, amar, amar até ficar vazia de tanto dar. Certamente o Ser mais fascinante, que à face da terra existe. Mas eu não vou comentar mais sobre este poema, não porque ele não mereça, bem pelo contrário, mas porque me falta arcaboiço, não me ficando por isso, bem fazê-lo. Ainda assim, não posso deixar de te dizer que raros são os homens que percebem tão profundamente o que tu foste capaz de perceber e tão claramente, escrever.  Chama-se a isto, invulgar sensibilidade:

"Tantos homens passaram por ti... (tantos que por aí vi!)

E nenhum ficou... o mesmo."

Eis a Mulher na sua essencia e avassaladora superioridade! Ninguem fica o mesmo depois de "passar" por uma Mulher, apenas porque nenhum outro ser ama, como uma mulher-mulher! E quando se é assim amado nunca se fica o mesmo... Sim, é de amor que falas, meu amigo! Genial, absolutamente genial! E se de alguma forma me quiseste associar a este belissimo escrito, deixa-me dizer-te que escolheste a dedo. Não poderias ter feito melhor escolha. Pelo tema,  pela forma e pela emoção que dele extravasa. Tambem a mim, me leste a alma. MUITO OBRIGADO!

Com tudo isto, completar o meu raciocínio, apenas dizendo-te, que és para mim, um dos mais versáteis e notáveis escritores que por aqui tenho visto, a quem tiro o chapeu numa vénia de muito, muito respeito!

Agora sim, dada a palmada :)),

Abraço-te agradecendo, amigo!

 

 

imagem de RICARDORODEIA

Obrigado, por tão retumbante

Obrigado, por tão retumbante comentário

que me deixou em silêncio e hesitante durante algum tempo.

Uma crítica como nunca havera recebido!

Assento, assinto e aceito parte do todo com que me homenageias...

... porém...

E se de alguma forma me quiseste associar a este belissimo escrito, deixa-me dizer-te que escolheste a dedo. Não poderias ter feito melhor escolha. Pelo tema,  pela forma e pela emoção que dele extravasa. Tambem a mim, me leste a alma

o poema é o resultado dos sentimentos que se espelharam em mim, da capa (por ti - suponho) escolhida. Daí resulta seres tu o co-autor no reflexo do teu próprio sentido estético, emocional que emergem das vivencias por onde flutuas.

Um Abraço, amigo.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of RICARDORODEIA

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Meditação alegremente triste 3 1.118 02/27/2018 - 11:09 Português
Fotos/Artes avareza 1 2.000 03/30/2013 - 12:50 Português
Videos/Música best of flamenco - Paco del Lucia 0 2.585 02/22/2013 - 03:31 Português
Poesia/Geral Desvendo-te... o olhar 0 1.872 10/02/2012 - 01:11 Português
Videos/Música Can´t Keep - Eddie Vedder 0 1.918 08/21/2012 - 16:45 Português
Videos/Música CLANDESTINO 0 1.778 08/02/2012 - 23:43 Português
Videos/Música LOVE ME TWO TIMES .........[] ......Doors ......[]...[]...[] 0 1.861 08/02/2012 - 00:15 Português
Fotos/Gentes e Locais O5 CINCO AMIGO5 2 2.051 07/27/2012 - 12:20 Português
Videos/Música A PELE QUE HÁ EM MIM 0 1.828 07/24/2012 - 16:25 Português
Fotos/Gentes e Locais dia de mar 0 2.490 07/24/2012 - 16:20 Português
Fotos/Outros NA SOMBRA DA SUA SEMELHANTE 0 1.269 07/24/2012 - 16:15 Português
Fotos/Outros cinco amigas chaminés 0 1.712 07/24/2012 - 16:11 Português
Fotos/Outros sombra da mulher toca no pé do Homem 0 2.413 07/03/2012 - 12:48 Português
Fotos/Artes À VOLTA DO TEMPO II 0 2.012 07/03/2012 - 12:42 Português
Fotos/Gentes e Locais NOVO ÍCARO 0 2.801 07/03/2012 - 12:39 Português
Fotos/Artes À VOLTA DO TEMPO I 0 1.812 07/03/2012 - 12:37 Português
Poesia/Amor Fogo consumido fora de tempo 4 1.567 06/05/2012 - 16:09 Português
Poesia/Amor Alma Gémea a Nu em Tempo Passado 0 992 05/29/2012 - 16:47 Português
Poesia/Amor A Mulher que Tu És 0 1.469 05/29/2012 - 16:33 Português
Prosas/Lembranças Misteriosa linguagem (II) 0 1.189 05/27/2012 - 18:42 Português
Fotos/Outros PORTA DE ZINCO 0 2.443 05/27/2012 - 18:25 Português
Fotos/Outros PORTA ABANDONADA 0 2.755 05/27/2012 - 18:21 Português
Fotos/Outros PORTA SEM FUNDO 0 2.271 05/27/2012 - 18:18 Português
Fotos/Outros AS 3 PORTAS II 0 2.239 05/27/2012 - 18:11 Português
Poesia/Pensamentos A CONSCIÊNCIA DO "EU" 6 1.154 05/22/2012 - 12:31 Português