CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Observação

Caminhando devagar 
O olhar contra a luz do sol 
Os pensamentos distantes 
Como se o mundo não existisse 
Nem para os que desejam sonhar. 
 
Pássaros não voam mais 
Sem saber a direção certa 
Nem escondem no ninho 
Seus filhotes inocentes 
Que acabam de nascer. 
 
Ondas elétricas assustam 
Os ratos que desfilam pelos fios 
Camudongos ameaçadores 
Podem não fazer nenhum mal 
Mas nunca saberemos. 
 
Cada um faz o que quer 
Porque assim foi definido pelo tempo 
E o sol nascer em qualquer manhã 
São as diretrizes de um mundo em transformação 
Como os pilares de uma construção. 
 
No meu canto sozinho 
Apenas observo o desenrolar das coisas 
Os acontecimentos terríveis 
Que causam momentos singelos 
Naqueles que querem apenas pensar. 
 
Nunca deixe de falar o que sente 
Não cause mal a você mesmo 
Liberte-se das amarras e nós 
Que cerceiam a sua liberdade 
Como se você não pertencesse a esse lugar. 
 
Fale com a ousadia 
Com a coragem que lhe é peculiar 
Para que o mundo o conheça 
Como se faz necessário 
Para uma caminhada até o destino final. 

 
Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quarta-feira, março 27, 2024 - 22:08

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 7 horas 2 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15595

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Isso é totalmente estupidez 6 108 05/23/2024 - 01:31 Português
Poesia/Pensamentos Soltos pelas ruas 6 224 05/21/2024 - 21:04 Português
Poesia/Pensamentos Espero a ressurreição nos campos humanos 6 224 05/20/2024 - 23:11 Português
Poesia/Pensamentos O vazio é o parasita 6 297 05/19/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos A voz que ninguém quer ouvir 6 364 05/18/2024 - 23:41 Português
Poesia/Desilusão Tão triste e vazio 6 267 05/14/2024 - 12:16 Português
Poesia/Amor Sob o luar 6 208 05/12/2024 - 14:19 Português
Poesia/Pensamentos Um abismo chama outro 6 784 05/11/2024 - 13:22 Português
Poesia/Tristeza A dor de quem perde o que mais ama 6 605 05/09/2024 - 20:39 Português
Poesia/Meditação Almas quietas 6 452 05/08/2024 - 11:42 Português
Poesia/Desilusão No silêncio da noite 6 327 05/07/2024 - 20:36 Português
Poesia/Dedicado No coração do Pantanal 6 285 05/06/2024 - 23:01 Português
Poesia/Desilusão O horizonte faz lembrar 6 733 05/04/2024 - 14:29 Português
Poesia/Meditação Medeia 6 497 05/03/2024 - 20:12 Português
Poesia/Amor Quem dera eu tivesse o poder 6 469 05/02/2024 - 12:06 Português
Poesia/Pensamentos O último suspiro 6 803 05/01/2024 - 14:29 Português
Poesia/Amor A inquietude do amor 6 490 04/30/2024 - 11:54 Português
Poesia/Meditação Meu lado sombrio 6 472 04/29/2024 - 20:30 Português
Poesia/Alegria A vida que se abre 6 506 04/28/2024 - 14:11 Português
Poesia/Pensamentos Condicionacérebros 6 629 04/27/2024 - 14:06 Português
Poesia/Paixão Tudo mudou outra vez 6 289 04/26/2024 - 20:54 Português
Poesia/Paixão Loucura que me faz sonhar 6 1.076 04/25/2024 - 21:40 Português
Poesia/Paixão Apenas um olhar e um sorriso 6 490 04/24/2024 - 20:13 Português
Poesia/Desilusão Essa saudade que me invade 6 214 04/22/2024 - 20:29 Português
Poesia/Dedicado Tiradentes 6 561 04/21/2024 - 13:48 Português