CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Os devaneios de um caminhante solitário

Nem mesmo as pedras do caminho podem me fazer parar
De meus olhos marejados de tristeza
Eu escondo uma dor terrível que tomou conta do coração
Quando não mais pude ver a beleza de seus olhos.
Um caminhante solitário vaga sem rumo
Na imensidão desta estrada que parece não ter fim
Em sua mente desfila as agruras da vida sofrida
E as lembranças de um amor que já não existe mais.
Como tudo pode ter chegado ao fim
Quando a felicidade já parecia tão real em mim?
Sentirei a saudade que tortura-me nas madrugadas
Como o uivo estridente do último lobo vivo.
Não sinto meus pés que agora sangram
Pois estão rasgados pelas pedras pontiagudas do caminho
E meus braços são rasgados pelos espinhos
Que circundam as folhagens a minha volta.
Sinto o calor da jornada se intensificar
Na medida em que percorro cada palmo de chão
Não há mais esperança para os olhos cansados
Que enfrentam a angústia do abandono premeditado.
Esse caminhante solitário que percorre este maldito caminho
Outrora foi um venturoso cavalheiro nas cortes.
Traído pelos seus sentimentos deixou-se conduzir
Para um caminho de abandono total sem esperança.
Não fale de amor para ele e nem cante suas canções
Seus ouvidos já não as suportariam como antes.
Deixe-o descansar quando quiser em uma sombra
E afogar em suas mágoas que teimam em corroer-lhe o coração.
No fundo pode ser que é isto mesmo que mereça
Depois de tudo que constantemente fizera.
Arrebatar em suas mãos os corações
E deixá-los serem roubados sem piedade.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

quinta-feira, agosto 6, 2020 - 19:22

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 10 horas 7 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 4572

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Quem sabe? 0 3 09/30/2020 - 19:27 Português
Poesia/Desilusão A face do mal 0 12 09/28/2020 - 21:44 Português
Poesia/Meditação Nas garras da ambição 0 10 09/25/2020 - 19:16 Português
Poesia/Meditação Viver 0 12 09/24/2020 - 19:50 Português
Poesia/Desilusão De mim só terá a saudade 0 10 09/23/2020 - 18:57 Português
Poesia/Amor As coisas que tenho na alma 0 13 09/22/2020 - 19:19 Português
Poesia/Meditação À sombra da ausência de Deus 0 16 09/21/2020 - 20:00 Português
Poesia/Paixão Seus olhos se encontraram na luz suave 0 16 09/17/2020 - 21:34 Português
Poesia/Desilusão Coração rasgado 0 19 09/16/2020 - 18:47 Português
Poesia/Desilusão E eu não estarei mais no mesmo lugar 0 22 09/11/2020 - 21:35 Português
Poesia/Tristeza Perseguindo as sombras 0 41 09/10/2020 - 19:07 Português
Poesia/Pensamentos As artimanhas da noite 0 55 09/08/2020 - 18:44 Português
Poesia/Paixão Não quero beber do teu desejo 0 62 09/07/2020 - 14:50 Português
Poesia/Paixão O amor que transpira no meu ser 0 48 09/02/2020 - 19:26 Português
Poesia/Dedicado Corinthians, Tu és o Maior 0 40 09/01/2020 - 21:27 Português
Poesia/Amor Na tarde silenciosa de verão 0 37 08/31/2020 - 20:20 Português
Poesia/Meditação Tempestade no céu 0 60 08/28/2020 - 14:42 Português
Poesia/Desilusão Aprende a não ter saudade 0 46 08/27/2020 - 16:18 Português
Poesia/Dedicado Nietzsche 0 45 08/26/2020 - 18:43 Português
Poesia/Amor Dor e saudade 0 54 08/25/2020 - 15:13 Português
Poesia/Paixão Pensar que custei tanto a te sentir 0 37 08/24/2020 - 19:31 Português
Poesia/Meditação O que penso eu do mundo 0 50 08/21/2020 - 19:51 Português
Poesia/Desilusão Inquisição 0 54 08/20/2020 - 19:13 Português
Poesia/Amor Ainda bem 0 37 08/19/2020 - 14:42 Português
Poesia/Tristeza As rosas não falam 0 62 08/18/2020 - 14:43 Português