CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Pouco pior que um homem

Quero rasgar o coração
Ver o sangue escorrer pelo chão
Já não tenho mais dó de mim mesmo
Porque não mereço nenhuma piedade.

Tenho sido cruel com seus sentimentos
E causador de toda angústia
Que transforma seu dia de sol
Em noites cinzentas de terror.

Não me peça para ficar ao seu lado
Nem mesmo para acalentar os seus sonhos
Pouco pior que um homem
Sou um monstro a destruir sua esperança.

No silêncio da sua solidão
Tenho zombado as espreitas
E a dor que sente na alma
Não causa em mim nenhum efeito positivo.

Vou destruir tudo de belo
Que um dia você construiu
E fazer de seu caminho uma estrada tortuosa
Que não leva a lugar nenhum.

Saia do meu pensamento nesse instante
E não volte nunca mais
O lugar que outrora te pertenceu
Hoje está livre para qualquer sorriso triste.

Abra seus olhos ao que acontece a sua volta
E veja o estrago que causei
Nos sonhos daqueles que acreditaram
Que poderia ser feliz ao meu lado.

Não quero que se iluda outra vez
Não mereço piedade nenhuma
Só quero ficar no meu canto em silêncio
Para ninguém ouvir o meu choro baixinho.

Quero rasgar o coração
Ver o sangue escorrer pelo chão
Sentir a tristeza da vida
Na noite fria da minha solidão.

Poema: Odair José,o Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

segunda-feira, abril 16, 2018 - 18:57

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 2 dias 2 horas
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 3042

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Prosas/Contos O senhor acabou com a vida da minha mãe 0 5 09/18/2018 - 01:47 Português
Poesia/Tristeza O tempo que não passou em mim 0 31 09/01/2018 - 00:28 Português
Prosas/Drama Encontro fatal 1 163 08/02/2018 - 16:43 Português
Poesia/Meditação Na voracidade do tempo 0 433 07/04/2018 - 01:12 Português
Poesia/Meditação Escrevo e descrevo minh’alma 0 233 06/13/2018 - 01:33 Português
Poesia/Meditação Não deixe vacilar os meus pés 0 153 06/13/2018 - 01:31 Português
Poesia/Desilusão Espinhos 0 213 06/05/2018 - 20:48 Português
Poesia/Amor Veneno 0 341 06/04/2018 - 18:57 Português
Poesia/Pensamentos A dor do poeta 0 185 05/23/2018 - 20:05 Português
Poesia/Tristeza O lado escuro do sol 0 198 05/23/2018 - 03:25 Português
Poesia/Fantasia Pele morena 0 126 05/22/2018 - 03:05 Português
Prosas/Drama Nos olhos negros daquela mulher 0 192 05/21/2018 - 19:57 Português
Poesia/Desilusão Palavras vazias 0 261 05/19/2018 - 01:37 Português
Poesia/Desilusão Queria tanto 0 117 05/16/2018 - 02:59 Português
Poesia/Desilusão A invenção das inverdades 0 109 05/16/2018 - 02:24 Português
Poesia/Tristeza O trágico fim do amor 0 120 05/15/2018 - 19:44 Português
Poesia/Amor Debaixo da Figueira 0 227 05/15/2018 - 00:21 Português
Poesia/Amor Que seu coração era como as areias do mar 0 127 05/12/2018 - 01:01 Português
Poesia/Amor O anelo de um sonho lindo 0 184 05/09/2018 - 00:23 Português
Poesia/Amor E se eu não tivesse encontrado você 0 169 05/08/2018 - 23:37 Português
Poesia/Tristeza Onde o cão e o lobo uivam para a lua 0 102 05/04/2018 - 00:16 Português
Poesia/Amor Saiu da alma, virou poesia 0 140 05/03/2018 - 03:23 Português
Poesia/Dedicado Homenagem a uma professora 0 162 05/02/2018 - 03:43 Português
Poesia/Canção Nostalgia 0 258 05/01/2018 - 04:52 Português
Prosas/Drama O estranho caso de Cindy 0 135 05/01/2018 - 04:15 Português