CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

Recordo-me da morena

Sob o véu da noite, o céu a brilhar, 
No silêncio suave, o mundo a sonhar. 
Lágrimas de prata, a lua derrama, 
Recordo-me da morena, minha doce dama. 
 
Seus olhos brilhavam como estrelas distantes, 
No abraço da noite, éramos amantes. 
O vento sussurrava segredos antigos, 
E nossos corações batiam, serenos, amigos. 
 
O aroma das flores, a brisa a soprar, 
No campo tranquilo, começamos a dançar. 
Sob a luz da lua, seus cabelos reluzentes, 
Meus dedos traçavam caminhos ardentes. 
 
Cada riso ecoava, uma melodia pura, 
Nossos passos marcavam uma doce aventura. 
A saudade me toca, um desejo profundo, 
De reviver aquela noite, um instante fecundo. 
 
As horas passaram como um sonho breve, 
Mas o toque dela em mim ainda se percebe. 
Agora, na solidão, olho o luar distante, 
E sinto falta da morena, minha eterna amante. 
 
Sob a luz prateada, memórias a vagar, 
No silêncio da noite, continuo a lembrar. 
A lua testemunha nossa história sem fim, 
E a nostalgia de uma noite, que vive em mim.
 
 
 Poema: Odair José, Poeta Cacerense

www.odairpoetacacerense.blogspot.com

Submited by

terça-feira, junho 11, 2024 - 03:06

Poesia :

No votes yet

Odairjsilva

imagem de Odairjsilva
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 6 horas 3 minutos
Membro desde: 04/07/2009
Conteúdos:
Pontos: 15948

Comentários

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

imagem de Odairjsilva

Visitem os

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Odairjsilva

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Amor Se alguém souber 6 112 06/25/2024 - 03:50 Português
Poesia/Amor Deusa em um jardim 6 165 06/23/2024 - 14:57 Português
Poesia/Pensamentos Um tolo por acreditar 6 306 06/22/2024 - 14:07 Português
Poesia/Pensamentos A noite dos gafanhotos 8 409 06/22/2024 - 14:05 Português
Poesia/Pensamentos Enigmas de uma vida intensa 6 468 06/20/2024 - 20:08 Português
Poesia/Desilusão Desejos que acabam de partir 6 317 06/18/2024 - 23:49 Português
Poesia/Amor Ao pôr do sol no cais 6 266 06/17/2024 - 23:47 Português
Poesia/Pensamentos As distâncias do mundo 6 886 06/16/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão Em cada despedida 6 323 06/15/2024 - 13:12 Português
Poesia/Desilusão O vento levou 6 235 06/14/2024 - 21:14 Português
Poesia/Meditação Dez pragas terríveis 6 193 06/13/2024 - 23:07 Português
Poesia/Amor Teu amor é jardim em flor 6 180 06/12/2024 - 22:31 Português
Poesia/Poetrix Saudades 6 446 06/12/2024 - 04:07 Português
Poesia/Desilusão Recordo-me da morena 6 362 06/11/2024 - 03:10 Português
Poesia/Desilusão Ruminando os pedaços 6 271 06/09/2024 - 13:07 Português
Poesia/Meditação Confusão mental 6 604 06/07/2024 - 13:46 Português
Poesia/Amor E a saudade se foi 6 382 06/06/2024 - 12:09 Português
Poesia/Pensamentos Um mistério em cada esquina 6 993 06/05/2024 - 22:18 Português
Poesia/Amor Você é a razão 6 244 06/04/2024 - 20:23 Português
Poesia/Amor No olhar dela 6 333 06/04/2024 - 12:04 Português
Poesia/Amor Se o amor não faz parte 6 244 06/04/2024 - 02:43 Português
Poesia/Pensamentos Caminhos desconhecidos 6 1.084 06/03/2024 - 20:38 Português
Poesia/Dedicado Ser poeta é... 6 255 06/02/2024 - 13:53 Português
Poesia/Amor Mil segredos temos nós 6 303 06/01/2024 - 13:42 Português
Poesia/Pensamentos Ecos distantes em nossa cabeça 6 1.106 05/31/2024 - 13:46 Português