CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

SOLSTÍCIO DE INVERNO

Hoje acontece o tal “solstício”
E eu faço o meu último aceno
Para esse dia tão pequeno
Que se foi cumprindo o seu ofício
Acendo o meu verso que é o meu vício
Como se fosse canha ou pito
Nesse silêncio que é o meu grito
De liberdade sem sacrifício

Um poncho negro no céu se cria
Envolvendo toda a luz lá fora
É a noite que hoje tem mais hora
Para dar às trevas alegria
Mas na contra mão da escura via
Por certo virá no amanhecer
O Sol para quem sobreviver
Festejar a luz de um novo dia

Mais um outono foi superado
E eu sigo vivendo de teimoso
Nesse mundo velho perigoso
Sempre alerta pra tudo que é lado
Mas por certo um dia desgarrado
Numa estação que o tempo mande
Seja onde eu estiver ou ande
Pelo tempo vou virar passado

Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS/BRASIL.

Submited by

sexta-feira, junho 21, 2019 - 23:58

Poesia :

Your rating: None (1 vote)

Sérgio Teixeira

imagem de Sérgio Teixeira
Online
Título: Membro
Última vez online: há 1 hora 31 minutos
Membro desde: 01/24/2011
Conteúdos:
Pontos: 442

Comentários

imagem de Joel

muito bom

muito bom

imagem de J. Thamiel

coment

Sinto até inveja...
Poema que flui da alma
em belas metáforas.

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Sérgio Teixeira

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Geral POEMA DO HOMEM INVISÍVEL 0 89 10/10/2020 - 20:45 Português
Poesia/Soneto SONETO À ESPERANÇA 1 128 09/21/2020 - 13:05 Português
Poesia/Geral DESPEDIDA 0 203 07/04/2020 - 21:40 Português
Poesia/Geral POR UNS E OUTROS MOTIVOS (RACISMO) 3 423 06/16/2020 - 21:07 Português
Poesia/Geral SOMOS TODOS IGUAIS (?) 2 485 05/25/2020 - 21:23 Português
Poesia/Geral O CANTAR DO MEU SILÊNCIO 2 310 05/06/2020 - 16:26 Português
Poesia/Soneto SONETO ÀS FLORES DA SEXTA-FEIRA SANTA 0 334 04/10/2020 - 16:10 Português
Poesia/Geral DÉCIMAS DO MAL QUE FEZ A PAZ MUNDIAL 2 421 03/27/2020 - 01:51 Português
Poesia/Geral ANALISTA DE MIM MESMO 0 272 03/17/2020 - 14:38 Português
Poesia/Soneto SONETO DO MORTO VIVO 1 418 02/29/2020 - 03:04 Português
Poesia/Soneto SONETO DA EXPERIÊNCIA 0 402 02/17/2020 - 17:52 Português
Poesia/Soneto SONETO DO ACASO 0 349 02/07/2020 - 11:45 Português
Poesia/Geral INÚTIL SABER (DÉCIMAS) 0 417 01/22/2020 - 22:41 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 469 01/05/2020 - 14:06 Português
Fotos/Pessoais LIVRO RECENTE 0 675 01/05/2020 - 13:59 Português
Poesia/Geral AGONIA DO ANO 0 304 12/30/2019 - 00:45 Português
Poesia/Geral DEVANEIO 2 640 12/22/2019 - 12:08 Português
Poesia/Geral ADEUS À PRIMAVERA 0 644 12/22/2019 - 11:36 Português
Poesia/Geral O IDÓLATRA 0 302 11/10/2019 - 17:29 Português
Poesia/Geral RIMAS COM SINAIS 0 419 10/16/2019 - 01:35 Português
Poesia/Soneto SONETO DO SER INVISÍVEL 2 639 10/02/2019 - 23:54 Português
Poesia/Geral SUPERSTIÇÃO (SEXTA-FEIRA TREZE) 1 522 09/13/2019 - 17:22 Português
Poesia/Geral SENTIMENTOS E CORES 1 639 08/19/2019 - 13:00 Português
Poesia/Geral MEU TEMPO, MEU REINO 2 634 08/18/2019 - 19:38 Português
Poesia/Geral SOLSTÍCIO DE INVERNO 2 813 06/23/2019 - 12:42 Português