CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

transformaçao

Aqui estou eu,
Uma moça sem nada seu,
Apenas um corpo com dor
E uma alma sem pudor.

Quem sou?
Onde estou?
Tudo isto martiriza a minha alma,
Mas no entanto, não saber deixa-me bem calma.

Posso ser uma gata,
Alguém bem sensual,
Que seduz todos com um simples olhar,
E até pode de desejo matar.

Posso ser uma pessoa inteligente,
Como um bom diligente,
Esperando sempre ajudar
Com a sua sabedoria que está a marcar.

Posso ser uma palhaça,
Alegrando todos em meu redor,
Sem qualquer dor ou rancor,
Em casa, rua ou praça.

Posso ser isso tudo,
Mas sinto-me como um nada.
Um nada tão profundo
Que no meu mar de incertezas nada.
 

Submited by

sábado, abril 30, 2011 - 00:28

Poesia :

No votes yet

Ana_fm

imagem de Ana_fm
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 5 anos 25 semanas
Membro desde: 03/08/2011
Conteúdos:
Pontos: 1826

Comentários

imagem de MarneDulinski

Lindo poema, gostei

Lindo poema, gostei muito!

Destaco a estrofe abaixo:

Posso ser uma gata,
Alguém bem sensual,
Que seduz todos com um simples olhar,
E até pode de desejo matar.

Meus parabéns,

MarneDulinski

imagem de Ana_fm

olá, muito obrigada pelo

olá,

muito obrigada pelo comentário positivo...

 

até mais,

ana fm

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Ana_fm

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Pensamentos Vontades 0 671 03/08/2011 - 02:04 Português