CONCURSOS:

Edite o seu Livro! A corpos editora edita todos os géneros literários. Clique aqui.
Quer editar o seu livro de Poesia?  Clique aqui.
Procuram-se modelos para as nossas capas! Clique aqui.
Procuram-se atores e atrizes! Clique aqui.

 

O fantasma da velha escola - 10

No intervalo, Marcão e Alfredinho procuraram Lilith, que os rechaçou:
-Não venham me incomodar!
-Lilith - Marcão fingiu não ouvir - o José Afonso ainda aparece para você?
-Não vou responder!
-Talvez fosse melhor você nos dizer, gatinha. A gente nota de longe que você está cansada.
Com raiva, Lilith respondeu:
- E por que vocês querem saber?
-Lilith, o Alfredinho contou que o José Afonso lhe disse que não nos queria no velório. E eu sonhei com ele! Foi um sonho horrível! Por que fazer segredo, menina? Nós três estamos metidos nisso!
Lilith pareceu se ofender com as palavras de Marcão e respondeu:
-Eu estou metida nisso?
Alfredinho apoiou Marcão:
-Você está tão envolvida nisso quanto a gente, Lilith.
-Afinal, você podia ter se calado, não podia? Por que foi nos dizer que o José Afonso apareceu para você?Marcão viu que Lilith ficara furiosa, pois os olhos escureceram de repente, fixando-se nele de forma desafiadora.
-E vocês podiam não ter feito a burrada que fizeram, não podiam? Por que foram lá? Agora, a menina quer mais almas lá!
-Como é? os rapazes se assustaram.
-Não vou dizer mais nada!
-Lilith, por favor.Marcão a segurou.
A menina falou com raiva:
-A menina morta matará qualquer um que for à velha escola. Depois que matou o José Afonso, ela quer matar mais!
-E o José Afonso?
-Ele quer assombrar vocês até dizer chega. No velório, eu pedi a ele que desistisse, mas ele não mudará de ideia tão cedo.
Alfredinho resolveu contar o sonho que tiveram com José Afonso. Quando ele terminou, Lilith tinha um ar preocupado, que Marcão não deixou de perceber, principalmente enquanto Alfredinho narrara sobre a canção que José Afonso cantara no sonho.
-Lilith, o que será que isso significa? Alfredinho estava preocupado.
-E-eu não sei.
-Meu Deus - Marcão sentou no banco - será que ele vai nos torturar para o resto da vida? Lilith, não há nada que posszer? Você podia...
-Marcão, Alfredinho, eu já pesquisei sobre isso e digo uma coisa: não devemos mexer com o mundo espiritual. Portanto, não se metam! Qualquer coisa que fizerem na tentativa de resolver o problema só servirá para piorá-lo!
-E vamos deixar o José Afonso nos perturbando?
-Cale a boca, Marcão. O José Afonso anda me atormentando de uma maneira que beira o insuportável.Lilith se levantou e saiu de perto deles.
Sozinhos, eles ficaram olhando um para o outro.
-Que vamos fazer, Marcão? O José Afonso está muito furioso!
-Bem, a Internet tem tudo, não é?
-Que está pensando em fazer?
-Qualquer coisa.
-Mas não será perigoso?
Nos dias que se seguiram, Marcão e Alfredinho foram tendo pesadelos. Em um deles, além de ver um José Afonso decomposto, Alfredinho ouvia uma risadinha de menina, maliciosa e zombeteira. Depois,vozinha perversa dizia:
-Venha, Alfredinho, venha ficar conosco. É divertido.
E Alfredinho, sem entender, andava até a escada, puxado por um poder irresistível, parando ao ver o corpo de uma menina de uns oito anos, caída de lado e vestindo um uniforme escolar. A menina tinha cabelos longos e escuros, era alta e de pernas longas. Alfredinho despertou gritando.
 

Submited by

quarta-feira, agosto 19, 2015 - 14:02

Prosas :

No votes yet

Atenéia

imagem de Atenéia
Offline
Título: Membro
Última vez online: há 1 ano 25 semanas
Membro desde: 03/21/2011
Conteúdos:
Pontos: 2453

Add comment

Se logue para poder enviar comentários

other contents of Atenéia

Tópico Título Respostas Views Last Postícone de ordenação Língua
Poesia/Desilusão Don't call me anymore 1 676 03/14/2018 - 13:22 inglês
Poesia/Geral Now, we are together 1 1.061 03/13/2018 - 21:29 inglês
Poesia/Fantasia Give me wings 1 488 03/13/2018 - 21:29 inglês
Poesia/Amor How can I show you 1 653 03/13/2018 - 16:48 inglês
Poesia/Tristeza You'll never be forgotten 2 712 03/10/2018 - 13:37 inglês
Poesia/Geral Não haverá mais segredos 1 375 02/09/2018 - 10:39 Português
Poesia/Tristeza We're never ready to say goodbye 0 572 03/12/2017 - 11:42 inglês
Poesia/Amor Sentimentos 0 436 01/19/2017 - 23:46 Português
Poesia/Geral Irmão 0 500 01/07/2017 - 21:42 Português
Poesia/Desilusão I'll never see you again 0 648 01/03/2017 - 15:02 inglês
Poesia/Desilusão O seu melhor 0 972 01/03/2017 - 14:58 Português
Poesia/Desilusão O último adeus 0 536 12/28/2016 - 16:36 Português
Poesia/Meditação Aonde pensamos 0 489 12/28/2016 - 16:32 Português
Poesia/Gótico A velha do saco de ossos 0 708 11/23/2016 - 16:45 Português
Poesia/Gótico Presenças espectrais 0 640 11/23/2016 - 16:36 Português
Poesia/Desilusão Don't come back to me 0 560 11/17/2016 - 16:11 inglês
Poesia/Geral Teu grito 0 739 11/17/2016 - 16:08 Português
Poesia/Gótico Peso morto 0 839 11/16/2016 - 23:36 Português
Poesia/Desilusão Learn to live alone 0 740 11/12/2016 - 11:23 inglês
Poesia/Meditação Torta 0 626 11/10/2016 - 16:23 Português
Poesia/Gótico O coração dilacerado 0 829 11/07/2016 - 15:48 Português
Poesia/Fantasia O presente 0 697 11/07/2016 - 15:45 Português
Poesia/Amor Ready to love 0 808 10/27/2016 - 21:42 inglês
Poesia/Amor Laços 0 1.076 10/27/2016 - 21:38 Português
Poesia/Fantasia Esta loucura 0 1.093 10/26/2016 - 16:18 Português